segunda-feira, 3 de junho de 2013

VITÓRIA: UM EXEMPLO PARA OS CLUBES PERNAMBUCANOS

Após três rodadas nesse início de Brasileirão, um time que vem surpreendendo positivamente é o Vitória-BA. Com 7 pontos (2 vitórias e 1 empate), o Vitória só não é líder do Brasileiro por perder em algum critério de desempate para o líder São Paulo.

Após ter começado com um empate com o Internacional em 2x2, o Vitória venceu o Náutico (3x0) e o Vasco (2x0). Tal campanha se torna ainda mais surpreendente pelo fato de que no ano passado, o Vitória estava na Série B. Mas pra um time que foi vice-campeão brasileiro (1993) um ano após estar na Série B, não é novidade.

O atual treinador rubro-negro baiano é o técnico Caio Júnior, com boas passagens pelo Palmeiras e Goiás. O planejamento tem sido o forte do clube e Vitória tem sido o orgulho da Bahia nesse ano, visto que o rival Bahia está passando sérios apuros.

Desde 1988 (quando começou o sistema de acesso e descenso), o Vitória só esteve fora da elite em seis oportunidades: 1992, 2005, 2006, 2007, 2011 e 2012. Em 2006, o Leão da Barra visitou a Série C, mas o calvário foi breve. Ainda chegou a ser vice-campeão brasileiro em 1993, quando perdeu a final para o então time forte da época, o Palmeiras.

Todo o planejamento que o Vitória tem, toda a organização: algo que falta em Sport, Náutico e Santa Cruz. Desde 1988, o Sport esteve fora da elite em 1990, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2010, 2011 e 2013 (9 vezes). Náutico esteve fora da elite em 1988, 1995, 1996, 1997, 1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2010, 2011 (15 vezes, valendo ressaltar que o Timbu esteve na Série C em 1999). Já o Santa Cruz não esteve na elite do Brasileiro em 1989, 1990, 1991, 1992, 1994, 1995, 1996, 1997, 1998, 1999, 2002, 2003, 2004, 2005, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013 e ainda ficará fora em 2014, pois está na Série C e mesmo que suba esse ano, estará fora da Série A, totalizando 22 vezes. Em 2008, 2012 e 2013, estava na Série C, e em 2009, 2010 e 2011, o Santa estava na Série D. Os dirigentes dos três grandes times do Recife precisam pensar grande, caso contrário, perderão espaço no cenário nacional para clubes que mesmo fora do eixo Rio-SP, são bem organizados, como é o caso do Vitória, do Goiás, do Atlético/PR e do Coritiba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...