domingo, 9 de junho de 2013

ALGUNS CAUSOS DO CORONEL CHICO HERÁCLIO

Passando o visto no recém-lançado livro UMA BREVE HISTÓRIA DE LIMOEIRO, de Carlos Eduardo Pereira, pude me deparar com muitas histórias interessantes a respeito do Coronel Francisco Heráclio do Rêgo, o Coronel Chico Heráclio (1885-1974). Aqui, vou postar algumas que achei bem interessantes.

Em 1922, foi inaugurado o Estádio José Vareda. O Coronel Chico, que era o prefeito de Limoeiro na época (1920-1922), quebrou o protocolo, que determinava que o prefeito assistisse a partida inaugural. Mas o Coronel respondeu: "Se fossem 22 mulheres correndo atrás da bola, eu ia assistir! Mas são 22 barbados de pernas cabeludas! Vou embora!!!"

Em 1939, as freiras M. Gabrielle Andasch e M. Reginfrieda Nerz vão a Fazenda Sanbra negociar com o coronel uma vaca leiteira. Escolheram a melhor vaca do curral, inclusive, acompanhada com um novilho. M. Gabrielle deseja comprar os dois e pede ao Coronel um preço menor pelo garrote. Para estranheza das freiras, o Coronel se recusa a vender o garrote por um preço menor que a vaca. E depois, o Coronel diz: "O preço do novilho é o mesmo preço da vaca, que é de graça". Agradecidas, as freiras se retiram a pé, com um rapazote conduzindo a vaca e o novilho. Indagado pelo seu motorista: "Pra onde devo levá-las?", o Coronel responde: "Se elas te ensinarem o caminho, até o céu, Antônio." Por conta desse e de outros gestos, Gabrielle manifestou em orações os desejos de que quando morresse, seus restos mortais repousassem em Limoeiro.

Em 1959, durante a campanha para prefeito, o Coronel apoiou João Heráclio Duarte, um jovem de 37 anos. O professor Antônio de Souza Vilaça, nessa ocasião, apresentou ao Coronel uma fórmula para a vitória eleitoral, sugerindo para vice o nome de Seráfico Ricardo da Silva, ligado ao professor Agripino de Almeida, opositor do heraclismo. O Coronel disse:
- Mas, Vilaça, e se João Duarte morrer? Entregaremos a prefeitura ao grupo do Dr. Agripino de Almeida!
Vilaça reagiu:
- João Duarte???? Morrer? Como? O homem tem saúde de ferro!
- É verdade, Vilaça, mas lembre-se que ninguém é dono do seu amanhã!
Seráfico Ricardo foi escolhido. Seria o vice de João Duarte.
João Duarte venceu as eleições, em agosto, e deveria assumir em novembro, mas faleceu em outubro, vítima de acidente automobilístico. Resultado: Seráfico Ricardo foi quem assumiu a prefeitura.

Ainda em 1959, um aliado do Coronel Chico espionou a concentração dos oposicionistas na Praça da Bandeira. Viu uma grande carreata. Ele correu ao encontro do Coronel e disse:
- Coroné, tamu perdido, oi, é muito carro, muito carro mermo!
O Coronel Chico pergunta:
- Ô bobão, e carro vota?
- Não, coroné!
- E então? Por que tu não deixa de tua bobagem?

Veja ainda algumas frases atribuídas ao Coronel:
"Amigo meu não tem defeito, inimigo se não tiver eu coloco!"
"O dia do benefício é a véspera da ingratidão".
"Toda vez que beneficio um amigo, faço 99 descontentes e um ingrato".
"Deus fez a amizade e o diabo a inveja".
"Sabido demais vira bobo".
"Ninguém é querido, é temido".
"O mal do homem é desanimar."
"Discutir em certas ocasiões é o mesmo que fazer careta a cego e reclamar a cavalo sem desmerecer a valorosa classe dos eqüinos."

Fonte: Uma Breve História de Limoeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...