quinta-feira, 29 de outubro de 2020

José Quirino declara apoio a Marcelo Motta


Na noite desta quinta-feira (29), o candidato a prefeito Marcelo Motta (Avante) ganhou mais um importante apoio para sua campanha: trata-se do ex-prefeito José Xavier Quirino (PTC), que anunciou em áudio que estará apoiando Marcelo. Para justificar sua decisão, ele elogiou o perfil de Marcelo, bem como do candidato a vice, João do Varanda. Quirino tem um histórico político importante e respeitado em Limoeiro, tendo sido vice-prefeito (1983-1988), prefeito (1989-1992) e vereador (2001-2004). Neste ano, Quirino chegou a ser cogitado para a disputa majoritária, mas acabou retirando por questões de saúde.

TRE proíbe comícios, carreatas e passeatas na reta final da campanha


Aos 48 do segundo tempo uma resolução do Tribunal Regional Eleitoral proíbe diversos atos de campanha, entre eles os que causam aglomeração. Na peça, o magistrado cita: caminhada, passeata, comícios e drive-in. A intenção é acabar com a esculhambação que virou a campanha, principalmente no interior do estado. Segue abaixo trecho da decisão.

“Aprovada RESOLUÇÃO DO TRE/PE através de proposta feita pelo Presidente Frederico Ricardo de Almeida Neves na sessão de hoje, 28.10.2020, proibindo, em todo o estado de Pernambuco os atos presenciais relacionados à campanha Eleitoral 2020, causadores de aglomeração, ainda que em espaços abertos, semi-abertos ou no formato drive-in, tais como: comícios; bandeiraços, passeatas, caminhadas, carreatas e similares; e confraternizações ou eventos presenciais, inclusive os de arrecadação de recursos de campanha, ainda que no formato drive-thru”, diz o texto.

POR BLOG DO MÁRIO FLÁVIO

 

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Manoel do Sindicato desiste de candidatura e muda de palanque

 


O agricultor Manoel Augusto Gomes Neto (Manoel do Sindicato) anunciou, através das redes sociais, que desistiu de disputar o cargo de vereador pelo partido Solidariedade em Limoeiro. Ele estava no grupo da candidata à prefeita Rosejara Ramos (SDD). Ao mesmo tempo, o sindicalista comunicou que mudou de grupo e passou a apoiar a candidatura à reeleição de João Luís (PSB). Com a desistência, Manoel também revelou que dará seu apoio político ao vereador Zózimo (PSB), que disputa a reeleição. Num vídeo gravado ao lado do prefeito, o ex-vereador justificou o motivo da mudança de palanque.(BLOG DO AGRESTE)

Em decisão polêmica da Prefeitura, relógio é retirado da Praça da Bandeira

 

Na  tarde desta terça-feira (20), sem muito alarde, o relógio da empresa Mauricéa foi retirado da Praça da Bandeira, por ordem da Prefeitura de Limoeiro. A decisão causou muita polêmica na cidade. Em nota, a PML alegou que a placa estava ali de forma irregular (confira a nota abaixo). O relógio da referida empresa marcava a hora e o clima da cidade.
 
 
NOTA DE ESCLARECIMENTO
Visando o cumprimento de leis que estabelecem sobre o ordenamento do município, a Secretaria de Obras e Infraestrutura da Prefeitura de Limoeiro retirou nesta terça-feira (20/10) uma placa luminosa IRREGULAR. O equipamento, que estava instalado no passeio público, localizado em frente à Praça da Bandeira, não tinha autorização e desobedecia o artigo 26, XVIII, da Lei Orgânica Municipal.
Além de não ter a prévia autorização, a placa irregular estava utilizando indevidamente a energia pública e descumprindo as normas que regem a publicidade em espaços públicos, em prejuízo dos demais interessados em divulgar suas atividades empresariais.
Para instalar publicidades como essa, em vias, parques, praças e outros logradouros públicos, as empresas precisam pedir autorização à Prefeitura. Portanto, esclarecemos que não poderá ser implementada sem o devido procedimento administrativo prévio que garantirá a todos os interessados as mesmas oportunidades de divulgarem seus produtos e marcas dentro dos padrões definidos em lei, mediante regular procedimento licitatório.
Limoeiro, 20 de outubro de 2020

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Neste século, Limoeiro registrou desistência de vereador de disputa pela reeleição em todos os pleitos

 

Neste século, mais uma vez, Limoeiro não tem 100% dos vereadores de mandato tentando a reeleição. Neste ano, a vereadora Batalha dos Mendes (PSB) desistiu de disputar a reeleição de vereadora, mantendo uma tradição desde 2000 onde pelo menos um vereador de mandato não tentou a reeleição. 

Em 2016, Zé Félix, que havia sido o vereador mais votado em 2012, não tentou se reeleger. O então presidente da Câmara desistiu de tentar mais um mandato na Casa Agripino de Almeida. Já em 2012, Sylvia Arruda, eleita em 2008, também optou por não tentar renovar o mandato. 

Em 2008, José Artur Teobaldo não tentou a reeleição, eleito em 2004, preferindo lançar o filho Thiago Cavalcanti na política. Ironicamente, em 2004, foi a mãe de Thiago, Ana Ferreira Cavalcanti, eleita em 2000, quem não tentou a reeleição, exatamente por que o ex-prefeito José Artur se lançou candidato.

Candidatura coletiva em Limoeiro

 

Seguindo um modelo consagrado pelas co-deputadas "Juntas", formado por cinco mulheres que têm mandato coletivo na Assembleia Legislativa de Pernambuco, pela primeira vez, em Limoeiro, uma candidatura a vereador segue esse modelo. Professor Amílcar, Rinaldo Sapateiro e Professor André Edson formam a candidatura coletiva "Juntos por Limoeiro", pelo PT. 

Segundo André, o modelo funciona da seguinte forma: o voto no número registrado por eles irá para os três, e caso eles sejam eleitos, terão um mandato compartilhado na Câmara, com Amílcar sendo vereador e os outros dois sendo co-vereadores, com salário dividido entre três e todas as decisões sendo compartilhada entre os três. Amílcar funciona como o "cabeça", pois a foto dele aparecerá na eleição.

Esta é a primeira vez que Limoeiro tem uma candidatura coletiva. 


Foto rede social.


Centro Limoeirense inicia a Série A2 do Pernambucano com vitória por W.O diante do Timbaúba

 





A equipe alvirrubra de Limoeiro, o Centro Limoeirense, foi a campo na tarde de ontem (18) às 15 horas enfrentar a equipe do Timbaúba no estádio municipal João Ferreira de Lima na cidade de Timbaúba. Devido a covid-19 que acometeu alguns jogadores do Timbaúba, a partida não pode ser realizada e o Centro acabou sendo beneficiado ganhando a partida por W.O e somando 3 pontos que foram lhe dado de forma simbólica. Além da partida do Centro mais duas partidas também foram decididas por W.O. A competição é formada por 3 grupos e Centro se encontra no Grupo B junto com Ipojuca, Porto e Timbaúba. 

As partidas do Pernambucano A2 são decididas com jogos de ida e volta na primeira fase de grupos, classificando-se os 3 melhores de cada grupo, onde seguiram jogando entre si até a partida final que decidirá os dois classificados para a primeira divisão do Pernambucano 2021. Com 3 pontos na bagagem o Centro é o líder do grupo B ao lado do Porto de Caruaru. A próxima partida Centrista será neste domingo (25) contra a equipe do Ipojuca "diante de sua torcida" (sem torcedores em campo é claro) no José Vareda às 15 horas. 

BLOG COISAS DA VIDA

terça-feira, 13 de outubro de 2020

Em Machados, maior carreata política marca a história da cidade

 


A corrida eleitoral continua a todo vapor e, em Machados, não poderia ser diferente. Neste final de semana, as ruas da cidade ficaram repletas de carros e motocicletas na maior carreata da história política da localidade. O evento começou às 15:40, na comunidade de Laranjeiras, na PE 84 e seguiu até o bairro de Machadinhos. De acordo com os organizadores, mais de 400 veículos participaram da iniciativa que promoveu a campanha de Juarez da Banana (PSB) e Silvinho da Banana (PSB), candidatos a prefeito e vice, respectivamente.

Na ocasião, todos os 14 candidatos à vereança da chapa, principalmente a ala feminina, estiveram presentes fortalecendo a ação que contou com importante presença dos jovens do município. O atual prefeito Argemiro Pimentel (PSB), se surpreendeu com o apoio dos jovens. “A juventude vem se mobilizando nas redes sociais e trazendo sempre mais um para somar conosco na nossa campanha. Sabemos que eles vão fazer a diferença nessas eleições”, ressaltou. Argemiro ainda pontuou que está confiante na vitória dos seus sucessores, tendo em vista a contribuição da população no evento. “Dizem que em Machados não se fazem sucessores, mas estou seguro do reconhecimento do nosso compromisso e sei que o trabalho vai continuar e acredito que os bananeiros serão eleitos porque as realizações estão acima de qualquer discurso”.  

                              

Acreditando nisso, o candidato a vice-prefeito, Silvinho da Banana (PSB), confia na sucessão com o apoio do povo, principalmente da população da zona rural, que compareceu em grande número na carreata. “Isso é a soma do que estamos apresentando a essa gente. E por sermos agricultores, representamos todos eles. Assim, se sentem reconhecidos e contemplados com nossas propostas”, afirmou.



O candidato à prefeitura do município de Machados, Juarez da Banana (PSB), agradeceu a presença de todos na iniciativa. “Temos a convicção que a população de Machados está satisfeita com o trabalho que Argemiro vem realizando junto comigo e com as nossas propostas de governo. Vamos continuar trabalhando na mobilização do povo”, finalizou.

POR LUÍS CORREIA 

terça-feira, 6 de outubro de 2020

Depois de 28 anos, Limoeiro volta a ter mais de três candidatos em disputa pela Prefeitura


Pela primeira vez em 28 anos, Limoeiro tem mais de três candidatos no páreo para a Prefeitura da cidade. Marcelo Motta (Avante), João Luís Ferreira Filho (PSB), Orlando Jorge (Podemos) e Rosejara Ramos (Solidariedade) são os quatro que estão disputando o Palácio Francisco Heráclio do Rego nas eleições deste ano de 2020.

A última vez que Limoeiro havia tido mais de três candidatos foi em 1992, com José Artur Teobaldo (que foi o vitorioso), Márcio Albuquerque, Adauto Heráclio, Hamilton Lima e Virgínia (cinco candidatos). No pleito anterior, em 1988, foram quatro candidatos. 

De 1996 pra cá, Limoeiro tem tido três ou dois candidatos. Foram três em 1996 e 2012 e apenas dois nos demais anos de eleições municipais. Em 1996, Luís Heráclio, que foi o vitorioso, disputou com Orlando Jorge e José Quirino. Já em 2000, a disputa foi entre Luís Heráclio, que foi reeleito, e o então estreante na política Ricardo Teobaldo. 

Em 2004, Luís Raimundo venceu Ricardo Teobaldo, também seu único concorrente. Em 2008, Ricardo Teobaldo venceu a primeira, contra o seu único adversário, o Dr. José Higino. 

No ano de 2012, poderia ter se quebrado o tabu, pois a princípio, se registrou quatro candidaturas: Ricardo Teobaldo, Joãozinho, Dr. Barbosa e Isaac Manacés. Mas Isaac desistiu e passou a apoiar Joãozinho, ficando em três candidaturas.  Ricardo foi reeleito. 

Em 2016, Joãozinho venceu, tendo apenas um concorrente, seu sobrinho, Thiago Cavalcanti. Agora, após vários desdobramentos, fixou-se neste ano o número em quatro candidaturas.

Professores de Limoeiro cobram complemento do reajuste do piso

 


Há mais de seis meses trabalhando remotamente por conta da pandemia do coronavírus, os professores da rede municipal de Limoeiro também utilizaram um modo virtual para reivindicar a complementação do reajuste do piso salarial. Após a divulgação do resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) ser comemorada pela Secretaria Municipal de Educação, os educadores voltaram a exigir nas redes sociais que a gestão faça a sua parte e cumpra o piso da categoria estabelecido pela Lei 11.378 de 2008.


Para 2020, o reajuste divulgado pelo Ministério da Educação foi de 12,84%. Alegando impossibilidade financeira, após negociações com representantes dos professores, a prefeitura de Limoeiro concedeu 7,37%. Os 5,47% restantes ficou para ser concedido no decorrer do exercício. Chegando ao mês de outubro sem o piso reajustado por completo e dentro de um período eleitoral, os educadores emitiram nesta segunda-feira (5) uma nota para mostrar a insatisfação com o tratamento recebido. Confira abaixo a nota na íntegra:


"Os Professores Municipais de Limoeiro repudiam a forma como a Gestão do Prefeito de Limoeiro conduz a Complementação do Reajuste Salarial da categoria, no que se refere à Complementação em 5,47%. Nosso Direito é garantido e assegurado pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) e o STF (Supremo Tribunal Federal) no tocante à aplicação de índices oficiais de reajuste, tão pouco desconexo de período pandêmico ou eleitoral.


Sua resposta negando o nosso direito nos preocupa quanto ao entendimento da essência da luta de nossa causa. Estamos fazendo a nossa parte, a prova é o último IDEB, onde Limoeiro se projeta no avanço da Educação. Esse desempenho é dos Professores! Não só precisamos de seus aplausos, precisamos do reconhecimento de nosso direito. Complementação do Reajuste em 5,47% é Lei! Cumpra o se papel!" Comissão Representativa dos Professores Municipais

 

BLOG DO AGRESTE

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...