sábado, 31 de março de 2012

48 ANOS DO COMEÇO DO REGIME MILITAR NO BRASIL

Ditadura Militar no Brasil 
Regime Militar de 1964, O golpe militar de 64, Governos Militares , Governo Castello Branco, Governo Costa e Silva, Governo da Junta Militar, Governo Médici, AI-5, Governo Geisel, Governo Figueiredo, Redemocratização, Lei da Anistia, Campanha das Diretas Já, Constituição de 1988.
Tanques nas ruas: o primeiro dia do Golpe Militar de 1964  
 
Introdução 
Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.
O golpe militar de 1964
A crise política se arrastava desde a renúncia de Jânio Quadros em 1961. O vice de Jânio era João Goulart, que assumiu a presidência num clima político adverso. O governo de João Goulart (1961-1964) foi marcado pela abertura às organizações sociais. Estudantes, organização populares e trabalhadores ganharam espaço, causando a preocupação das classes conservadoras como, por exemplo, os empresários, banqueiros, Igreja Católica, militares e classe média. Todos temiam uma guinada do Brasil para o lado socialista. Vale lembrar, que neste período, o mundo vivia o auge da Guerra Fria.
Este estilo populista e de esquerda, chegou a gerar até mesmo preocupação nos EUA, que junto com as classes conservadoras brasileiras, temiam um golpe comunista.

Os partidos de oposição, como a União Democrática Nacional (UDN) e o Partido Social Democrático (PSD), acusavam Jango de estar planejando um golpe de esquerda e de ser o responsável pela carestia e pelo desabastecimento que o Brasil enfrentava.
No dia 13 de março de 1964, João Goulart realiza um grande comício na Central do Brasil ( Rio de Janeiro ), onde defende as Reformas de Base. Neste plano, Jango prometia mudanças radicais na estrutura agrária, econômica e educacional do país.

Seis dias depois, em 19 de março, os conservadores organizam uma manifestação contra as intenções de João Goulart. Foi a Marcha da Família com Deus pela Liberdade, que reuniu milhares de pessoas pelas ruas do centro da cidade de São Paulo.

O clima de crise política e as tensões sociais aumentavam a cada dia. No dia 31 de março de 1964, tropas de Minas Gerais e São Paulo saem às ruas. Para evitar uma guerra civil, Jango deixa o país refugiando-se no Uruguai. Os militares tomam o poder. Em 9 de abril, é decretado o Ato Institucional Número 1 (AI-1). Este, cassa mandatos políticos de opositores ao regime militar e tira a estabilidade de funcionários públicos.
GOVERNO CASTELLO BRANCO (1964-1967) 
Castello Branco, general militar, foi eleito pelo Congresso Nacional presidente da República em 15 de abril de 1964. Em seu pronunciamento, declarou defender a democracia, porém ao começar seu governo, assume uma posição autoritária. 
Estabeleceu eleições indiretas para presidente, além de dissolver os partidos políticos. Vários parlamentares federais e estaduais tiveram seus mandatos cassados, cidadãos tiveram seus direitos políticos e constitucionais cancelados e os sindicatos receberam intervenção do governo militar.
Em seu governo, foi instituído o bipartidarismo. Só estavam autorizados o funcionamento de dois partidos: Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e a Aliança Renovadora Nacional (ARENA). Enquanto o primeiro era de oposição, de certa forma controlada, o segundo representava os militares.
O governo militar impõe, em janeiro de 1967, uma nova Constituição para o país. Aprovada neste mesmo ano, a Constituição de 1967 confirma e institucionaliza o regime militar e suas formas de atuação.
GOVERNO COSTA E SILVA (1967-1969)
Em 1967, assume a presidência o general Arthur da Costa e Silva, após ser eleito indiretamente pelo Congresso Nacional. Seu governo é marcado por protestos e manifestações sociais. A oposição ao regime militar cresce no país. A UNE (União Nacional dos Estudantes) organiza, no Rio de Janeiro, a Passeata dos Cem Mil. 
Em Contagem (MG) e Osasco (SP), greves de operários paralisam fábricas em protesto ao regime militar.
A guerrilha urbana começa a se organizar. Formada por jovens idealistas de esquerda, assaltam bancos e seqüestram embaixadores para obterem fundos para o movimento de oposição armada.
No dia 13 de dezembro de 1968, o governo decreta o Ato Institucional Número 5 ( AI-5 ). Este foi o mais duro do governo militar, pois aposentou juízes, cassou mandatos, acabou com as garantias do habeas-corpus e aumentou a repressão militar e policial.
história do brasil - ditadura militar Passeata contra a ditadura militar no Brasil   
GOVERNO DA JUNTA MILITAR (31/8/1969-30/10/1969)
Doente, Costa e Silva foi substituído por uma junta militar formada pelos ministros Aurélio de Lira Tavares (Exército), Augusto Rademaker (Marinha) e Márcio de Sousa e Melo (Aeronáutica). 
Dois grupos de esquerda, O MR-8 e a ALN seqüestram o embaixador dos EUA Charles Elbrick. Os guerrilheiros exigem a libertação de 15 presos políticos, exigência conseguida com sucesso. Porém, em 18 de setembro, o governo decreta a Lei de Segurança Nacional. Esta lei decretava o exílio e a pena de morte em casos de "guerra psicológica adversa, ou revolucionária, ou subversiva".
No final de 1969, o líder da ALN, Carlos Mariguella, foi morto pelas forças de repressão em São Paulo.
GOVERNO MEDICI (1969-1974)
Em 1969, a Junta Militar escolhe o novo presidente: o general Emílio Garrastazu Medici. Seu governo é considerado o mais duro e repressivo do período, conhecido como " anos de chumbo ". A repressão à luta armada cresce e uma severa política de censura é colocada em execução. Jornais, revistas, livros, peças de teatro, filmes, músicas e outras formas de expressão artística são censuradas. Muitos professores, políticos, músicos, artistas e escritores são investigados, presos, torturados ou exilados do país. O DOI-Codi (Destacamento de Operações e Informações e ao Centro de Operações de Defesa Interna ) atua como centro de investigação e repressão do governo militar.
Ganha força no campo a guerrilha rural, principalmente no Araguaia. A guerrilha do Araguaia é fortemente reprimida pelas forças militares.

O Milagre Econômico
Na área econômica o país crescia rapidamente. Este período que vai de 1969 a 1973 ficou conhecido com a época do Milagre Econômico. O PIB brasileiro crescia a uma taxa de quase 12% ao ano, enquanto a inflação beirava os 18%. Com investimentos internos e empréstimos do exterior, o país avançou e estruturou uma base de infra-estrutura. Todos estes investimentos geraram milhões de empregos pelo país. Algumas obras, consideradas faraônicas, foram executadas, como a Rodovia Transamazônica e a Ponte Rio-Niteroi.
Porém, todo esse crescimento teve um custo altíssimo e a conta deveria ser paga no futuro. Os empréstimos estrangeiros geraram uma dívida externa elevada para os padrões econômicos do Brasil.
GOVERNO GEISEL (1974-1979)
Em 1974 assume a presidência o general Ernesto Geisel que começa um lento processo de transição rumo à democracia. Seu governo coincide com o fim do milagre econômico e com a insatisfação popular em altas taxas. A crise do petróleo e a recessão mundial interferem na economia brasileira, no momento em que os créditos e empréstimos internacionais diminuem.

Geisel anuncia a abertura política lenta, gradual e segura. A oposição política começa a ganhar espaço. Nas eleições de 1974, o MDB conquista 59% dos votos para o Senado, 48% da Câmara dos Deputados e ganha a prefeitura da maioria das grandes cidades.
Os militares de linha dura, não contentes com os caminhos do governo Geisel, começam a promover ataques clandestinos aos membros da esquerda. Em 1975, o jornalista Vladimir Herzog á assassinado nas dependências do DOI-Codi em São Paulo. Em janeiro de 1976, o operário Manuel Fiel Filho aparece morto em situação semelhante.
Em 1978, Geisel acaba com o AI-5, restaura o habeas-corpus e abre caminho para a volta da democracia no Brasil.
GOVERNO FIGUEIREDO (1979-1985) 
A vitória do MDB nas eleições em 1978 começa a acelerar o processo de redemocratização. O general João Baptista Figueiredo decreta a Lei da Anistia, concedendo o direito de retorno ao Brasil para os políticos, artistas e demais brasileiros exilados e condenados por crimes políticos. Os militares de linha dura continuam com a repressão clandestina. Cartas-bomba são colocadas em órgãos da imprensa e da OAB (Ordem dos advogados do Brasil). No dia 30 de Abril de 1981, uma bomba explode durante um show no centro de convenções do Rio Centro. O atentado fora provavelmente promovido por militares de linha dura, embora até hoje nada tenha sido provado.
Em 1979, o governo aprova lei que restabelece o pluripartidarismo no país. Os partidos voltam a funcionar dentro da normalidade. A ARENA muda o nome e passa a ser PDS, enquanto o MDB passa a ser PMDB. Outros partidos são criados, como: Partido dos Trabalhadores ( PT ) e o Partido Democrático Trabalhista ( PDT ).
A Redemocratização e a Campanha pelas Diretas Já
Nos últimos anos do governo militar, o Brasil apresenta vários problemas. A inflação é alta e a recessão também. Enquanto isso a oposição ganha terreno com o surgimento de novos partidos e com o fortalecimento dos sindicatos.
Em 1984, políticos de oposição, artistas, jogadores de futebol e milhões de brasileiros participam do movimento das Diretas Já. O movimento era favorável à aprovação da Emenda Dante de Oliveira que garantiria eleições diretas para presidente naquele ano. Para a decepção do povo, a emenda não foi aprovada pela Câmara dos Deputados.

No dia 15 de janeiro de 1985, o Colégio Eleitoral escolheria o deputado Tancredo Neves, que concorreu com Paulo Maluf, como novo presidente da República. Ele fazia parte da Aliança Democrática – o grupo de oposição formado pelo PMDB e pela Frente Liberal.
Era o fim do regime militar. Porém Tancredo Neves fica doente antes de assumir e acaba falecendo. Assume o vice-presidente José Sarney. Em 1988 é aprovada uma nova constituição para o Brasil. A Constituição de 1988 apagou os rastros da ditadura militar e estabeleceu princípios democráticos no país.   

Fonte: Sua Pesquisa

sexta-feira, 30 de março de 2012

CURTAS

Em Recife, há uma guerra entre PT e o... PT! João da Costa, o atual prefeito, busca a reeleição. Maurício Rands e João Paulo também disputarão as prévias. A vaidade é grande, e do jeito que está, a prefeitura do Recife vai cair novamente nas mãos da oposição, após 12 anos de governos petistas...

Os professores limoeirenses aguardam com ansiedade a aprovação da Lei do Piso em Limoeiro. Ontem, mais uma vez, voltaram a lotar a Câmara de Vereadores. O texto será lido segunda-feira, e a votação ocorrerá na quarta-feira, sempre às 16 horas.

Joãozinho (PSB) nega que será candidato a vice de Ricardo Teobaldo (PSDB). O vereador, que agora está em Brasília, participando de um encontro nacional do partido, disse que prefere não se candidatar a nada do que ser vice do atual gestor.

O governador Eduardo Campos (PSB) demonstra força política ao aprovar o empréstimo do Bird a Pernambuco, com o apoio dos senadores Jarbas Vasconcelos (PMDB), Armando Monteiro Neto (PTB) e Humberto Costa (PT).

Quem também está no encontro do PSB em Brasília é o pré-candidato de Carpina, Carlinhos do Moinho.

Ontem, Fael venceu o pior BBB da TV brasileira. Ele pode mesmo ser considerado vitorioso? Foi um BBB polêmico, com direito a acusação de estupro e "pérolas" do apresentador Pedro Bial. Era bom que esse fosse o ÚLTIMO!

O Blog Vila Dourada também dá oportunidades a outros de mostrarem seu talento via Internet. Para isso, basta enviar um texto (crônica, conto, poesia, etc.) para o email: vila.dourada@bol.com.br, com seu nome, idade e onde mora. O blog publicará tais textos com o devido crédito.

Amanhã, fazem 48 anos de uma página negra na história do Brasil: o começo do Regime Militar. É triste que o Brasil é o único país que teve essa ditadura na qual ninguém foi punido pelos abusos. Na vizinha Argentina, por exemplo, Videla foi julgado e condenado. No Brasil, ninguém foi condenado.

São muitas as reclamações sobre o acesso à Escola Técnica em Limoeiro. De dia, vemos esgoto que vem do presídio. De noite, escuridão completa, que se torna um local perigoso para assaltos. Apelamos às autoridades para tomarem uma providência: É PRA SILAS!

Em Caruaru, a greve da Destra está dando muita dor de cabeça ao prefeito Zé Queiroz (PDT). O gestor vem enfrentando críticas e problemas às vésperas de se candidatar à reeleição.

Curiosamente, de Caruaru, não existe nenhuma linha de ônibus que leve direto à Mata Norte. Quem quiser ir de Caruaru para Carpina, por exemplo, tem que pegar um ônibus até Limoeiro, e em Limoeiro, é que pega um carro para Carpina. Santa Cruz do Capibaribe é mais distante do que Caruaru e tem uma linha que vai direto até Surubim, Limoeiro, Carpina, Paudalho, Recife...

Ainda falando nesse assunto, é bom a empresa Borborema repensar os horários dos ônibus que vão até a capital do agreste. Para se ter uma idéia, o último ônibus do dia sai 12:15, muito cedo. Que tal colocar mais ônibus na linha?

Você pode ter todo dinheiro, casa, carro, mas tem algo que é muito bom a pessoa ter, mais do que isso tudo: PAZ DE ESPÍRITO! Meu amigo, se não tiver paz de espírito, aí a pessoa se torna perturbada. Começa a fazer o mal, falar mal dos outros, se tornam verdadeiros "espíritos de porco!" Paz de espírito é muito bom! Indepentende de que religião vc seja, tenha PAZ DE ESPÍRITO!

"O que me incomoda não é grito dos maus, mas o silêncio dos bons". (Marther Luther King)

PT CONTRA PT: CNB ROMPE COM JOÃO DA COSTA

Do JC Online

Os dois pré-candidatos do PT / Foto: Alvaro Filho/JC Imagem

Os dois pré-candidatos do PT

Foto: Alvaro Filho/JC Imagem

Um dia antes do anúncio da entrada de Maurício Rands na disputa interna pela indicação do PT à candidatura a prefeito do Recife, a corrente petista Construindo um Novo Brasil (CNB) – liderada no Estado pelo senador Humberto Costa – oficializou o corte de relações com a gestão João da Costa. Integrante da CNB, o secretário municipal de Saúde, Gustavo Couto, informou a sua saída da gestão, o que também deve ocorrer com o secretário de Cultura, o jornalista Renato Lins, e a presidente da Fundação de Cultura Cidade do Recife (FCCR), a advogada Luciana Félix – que, em função do falecimento da mãe, não teria tratado do caso com o prefeito.


O corte de elos teria sido comunicado pelo próprio Humberto Costa em uma reunião de última hora com o prefeito. Fontes ligadas à CNB afirmaram que o senador comentou com assessores mais próximos sobre o encontro. O local, porém, foi mantido em sigilo. O receio de que a imprensa pudesse chegar ao local era tamanho que os dois preferiram não fazer comentários ou atender telefonemas. Durante toda a noite de ontem o JC tentou contato com Humberto e João da Costa, que não retornaram as ligações.

Leia matéria completa na edição desta sexta-feira no JC.

Fonte: Site do JC

DEPUTADO RECEBE TÍTULO DE CIDADÃO DE RIO FORMOSO

Hoje, dia 30 de Março, o deputado José Humberto Cavalcanti (PTB), receberá o título de cidadão de Rio Formoso, às 19h, no Ginásio Municipal. O projeto foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal. 
        A relação do deputado José Humberto com o município vem desde 1998. Ao longo deste tempo, José Humberto Cavalcanti, como secretário geral do PTB e pela proximidade com a família Monteiro, sempre se preocupou com as demandas daquele município, sendo ratificada a sua relação a sua expressiva votação na última eleição onde obteve mais de 2300 votos, consagrando-se como o deputado estadual majoritário de Rio Formoso.
 
Fonte: Blog Folha de Limoeiro

JERÔNIMO GUERRA DESMENTE JAIRO E IRMÃO MARCELO

Na manhã desta sexta (30), o presidente local do PRTB, Jerônimo Guerra, esteve no programa Revista da Manhã, do radialista Carlos Alfeu, da Rádio Jornal, para desmentir Jairo e Irmão Marcelo. Notícia publicada recentemente dava conta que ambos chamaram Jerônimo de "mentiroso" e "desocupado", e ambos alegavam que jamais romperam com o deputado Henrique Queiroz (PR), que é pré-candidato a prefeito de Passira. "Marcelo diz que é pastor, mas tá inventando mentiras deslavadas, uma pessoa que já mostra que é suja. Ele foi punido por informar falso endereço ao fórum eleitoral em Feira Nova, e como punição, varre o fórum toda sexta. Jairo também é sem caráter". disparou Jerônimo, que mostrou uma queixa na qual pretende processar os dois. Jerônimo mostrou ainda uma gravação do Irmão Marcelo, na qual confirmava que ele realmente falou tudo aquilo ao jornal A Voz do Agreste. Jerônimo prometeu: "Esses dois responderão juridicamente".

quinta-feira, 29 de março de 2012

ESTADUAL PODE TER 14 CLUBES EM 2013

Uma nota do Jornal do Comércio de hoje falou sobre a possibilidade de aumentar de 12 para 14 o número de clubes que disputam a Série A1 di Pernambucano. Diz a nota:

"Com a possibilidade de inchamento do estadual em 2013, passando a contar com 14 equopes, vários clubes do interior estão empolgados, especialmente o Centro Limoeirense, que completará 100 anos Em 2014, será a vez de América e Santa Cruz."

Nesse provável aumento de clubes, o Centro Limoeirense pode vir a ser beneficiado, pois ficando entre os quatro melhores na Série A2, alcançaria vaga na elite. Não foram poucas as vezes que o dragão passou raspando de subir para a primeira divisão do pernambucano.

Torçamos para que isso se confirme, e que o Centro possa disputar a Série A2 desse ano com união, humildade, trabalho e competência, para que volte a figurar entre os grandes de Pernambuco.

JOÃOZINHO DESMENTE BOATO DE QUE SERÁ VICE DE RICARDO

Nesses dias recentes, boatos correram na cidade de que o vereador João Luís Ferreira Filho (Joãozinho, PSB), seria candidato a vice-prefeito na chapa do atual prefeito Ricardo Teobaldo (PSDB), potencial candidato à reeleição.

Hoje, em entrevista ao programa Revista da Manhã, do radialista Carlos Alfeu, na Rádio Jornal, Joãozinho negou tais boatos: " Já falei que essa possibilidade é zero! Não sou candidato a vice. Não quero ser, não tenho vocação pra vice, prefiro não ser candidato a nada do que ser vice do atual prefeito".

Questionado sobre sua relação com o prefeito, Joãozinho respondeu: "Não tenho nada pessoal contra o prefeito, inclusive eu votei nele uma vez para deputado estadual e nas três vezes que ele disputou o cargo de prefeito (2000, 2004 e 2008, quando finalmente, foi vitorioso). Nunca atrapalhei os projetos do prefeito. Mas não concordo com a atual administração, que fica perseguindo, impondo leis, não existem estradas de qualidade na zona rural. Existem algumas, mas poucas. Não foi pra isso que votei no atual prefeito."

Questionado sobre a união das oposições em Limoeiro, visto que Dr. Barbosa (PSC) é também pré-candidato, Joãozinho respondeu: "Eu quero ser candidato com a oposição toda unida. Não quero desunião. Temos que ver os erros da atual administração, o que foi prometido e não foi cumprido."

Perguntado por Carlos Alfeu se era mais fácil desistir da política do que ser vice de Ricardo, Joãozinho afirmou: "Com certeza. Prefiro não ser candidato a nada do que ser vice do atual prefeito."

Carlos Alfeu indagou o socialista sobre uma suposta aproximação entre o governador Eduardo Campos (PSB) e o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB). Joãozinho respondeu: "Acho normal isso. Eduardo é governador, e Jarbas é senador. Portanto, o governador tem que buscar apoio dos três senadores que temos (Jarbas, Armando e Humberto), para conseguir recursos. Os interesses de Pernambuco tem que estar acima de tudo. Eu, mesmo sendo oposição ao atual prefeito, sempre o procuro quando necessário. Certo dia, o procurei para falar com ele, sobre uma questão dos mototaxistas. Não consegui falar com ele, mas nem precisou, pois o próprio secretário Marcelo Gomes resolveu parte do problema." finalizou Joãozinho.

terça-feira, 27 de março de 2012

PSD REALIZA ENCONTRO DAS LIDERANÇAS EM PERNAMBUCO


O jovem Partido Social Democrático (PSD) vem investindo pesado nos preparativos para as eleições municipais 2012. A abertura de novos diretórios municipais no País surpreendeu a muitos políticos experientes e, em Pernambuco, não tem sido diferente.

Para fortalecer a aliança e o grupo de novos filiados, a direção estadual do partido, através do presidente André de Paula (Foto), estará realizando no próximo sábado (31), a partir das 10h, no Salão de Eventos do Clube Líbano, um movimento “batizado” de Encontro das Lideranças em Pernambuco.

De acordo com a direção do PSD, o evento contará com a presença do presidente nacional Gilberto Kassab, prefeito de São Paulo. São aguardados políticos de diversas regiões do Estado. Maiores informações podem ser obtidas através do telefone (81) 3466 3311 ou psdpe@uol.com.br. (Imagem Divulgação)

Fonte: Blog do Agreste

JARBAS VAI AJUDAR EDUARDO A LIBERAR VERBA PARA O ESTADO


Rivânia Queiroz
Ainda em campos opostos, os dois líderes de Pernambuco, o governador Eduardo Campos (PSB) e o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), tiveram um encontro hoje que pode ser visto como um passo importante para selar a paz entre eles. Inimigos políticos desde 1992, quando romperam, eles conversaram sobre recursos para Pernambuco.
O encontro, que aconteceu no gabinete de Jarbas, em Brasília, foi rápido, mas importante para Eduardo, que teve o seu pedido atendido. O governador solicitou o apoio do senador para aprovar o projeto que autoriza Pernambuco a receber um financiamento de US$ 500 milhões do Banco Mundial (Bird) para investimentos no Estado.
'Não sou da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), mas vou acompanhar a tramitação. Farei o que estiver ao meu alcance para ajudar', disse Jarbas, durante a visita do governador ao seu escritório. Eduardo ressaltou que “num ano desafiador como o que estamos enfrentando, com a Europa e os Estados Unidos em crise e com perda de receitas por estados e municípios, esta operação ganha importância estratégica para Pernambuco'.
Pela manhã, Eduardo Campos também se reuniu com Armando Monteiro Neto (PTB) e marcou para o final desta tarde um encontro com o senador Humberto Costa (PT), para a mesma finalidade. 

Fonte: Blog do Magno Martins

DEBATE SOBRE PISO NA CÂMARA DE VEREADORES

Os professores lotaram a Câmara de Vereadores nesta terça (27), com a intenção de lutar pela Lei do Piso, lei que é federal e beneficia professores. O vereador presidente da Casa, Zé Nilton (PTB), conduziu normalmente a sessão, e em seguida, foi lido um documento do Poder Judiciário, do Ministério Público. "Nós (vereadores) não podemos nos manifestar até conhecermos o projeto." disse Zé Nilton.

Em seguida, a professora Nilza Ramos (foto acima) tomou a palavra de defendeu a Lei: "A lei já é aprovada, é federal, queremos ensinar, mas com dignidade!" disse ela, sob aplausos. Em seguida, o vereador Zé Nilton prometeu a presença de Valdeci (contador), Zé Edson a Maria José, secretária de Educação, e dos próprios professores, no dia que a Lei do Piso entrar em discussão em plenário na Câmara. Em seguida, dois vereadores, Sylvia Arruda (PSD) e Joãozinho (PSB) saíram em defesa dos professores. "Lei é lei, e pelo que determina a lei, ela tem que ser cumprida. Se não for cumprida, pode dar improbidade administrativa, o que até impede a candidatura de um prefeito à reeleição".  disse a vereadora. "Era bom que essa lei viesse naturalmente, sem precisar de pedido do Ministério Público, pois a lei é federal." disse Joãozinho.
 
A próxima reunião dos vereadores está marcada para a próxima quinta-feira (29).

JOSÉ HUMBERTO FALA SOBRE CHICO ANYSIO


josehumbertocavalcantiO humor brasileiro perdeu sua maior referência devido à morte de Chico Anysio, na  última sexta (23). A análise é do deputado José Humberto, do PTB. Ontem, Humberto lembrou que o ator criou 209 personagens para a televisão, número recorde entre os humoristas no País.
Na tribuna, o parlamentar citou a história do artista, com passagem também pelo rádio, teatro e cinema. Para o deputado, Chico Anysio merece ser reverenciado por todos os brasileiros, sobretudo pelos nordestinos.

Fonte: Blog Carpina In Foco

VILA DOURADA: GILVÂNIA NA DELEGACIA


Certa noite, sentindo-se sozinha e deprimida, Gilvânia saiu do caixão onde dorme e foi para as ruas, tarde da noite. Entretanto, na hora que ela tentou assaltar uma pessoa, ela acabou flagrada e presa. Gilvânia reagiu à prisão, sem sucesso. Quando chegou na delegacia, o delegado André estava dormindo. O policial Júnior acordou o delegado, e ele tomou um susto, caindo da cadeira e disse:
- Preso em nome da lei! Preso em nome da lei!
Quando ele olhou para Gilvânia, disse:
- Gilvânia...você de novo?

Júnior disse:
- Sim, delegado, Gilvânia está presa por tentativa de assalto...pela décima vez, SÓ ESSA SEMANA!

André olhou Gilvânia e disse:
- Mas, Gilvânia, como pode? Eu que sou tão amigo do seu tio...
Gilvânia disse:
- Amigo, não! BABA-OVO!
- Epa, olhe o respeito! Posso prender você por desacato à autoridade!
- Grande porcaria...

Mesmo assim, Gilvânia foi levada à cela, onde começou a fumar, e segurava o cigarro com seus pés descalços e sujos. O prefeito Moab foi chamado, e ao ver a situação, disse:
- Mas o que Gilvânia fez?
- Ela foi presa por tentativa de assalto e desacato à autoridade...mas se o senhor quiser, meu prefeito, eu perdoô esta última!

Moab passou um cheque para André e ele soltou Gilvânia, que voltou para casa escutando bronca do seu tio. Gilvânia chegou em casa e se trancou no quarto, enquanto Danúzia, a irmã dela, via a cena e disse:
- Ela precisa ser internada... 
 
Fonte: Blog Vila Dourada

VILA DOURADA: EDJA DESCE À TERRA

Certo dia, a anjinha Edja recebeu uma ordem de fazer uma visita à Vila Dourada. O anjo Alex disse à ela:
- Cuidado, vá pra Terra, mas não diga quem você é!
- Tudo bem...

Edja desceu à terra e foi para Vila Dourada. Para ninguém desconfiar, disfarçou-se de mendiga; ela caminhava pelas ruas da cidade. Embora não fosse notada, ela mesma prestava atenção na atitude das pessoas. Edja foi até a lanchonete de Teane, e Marcella, ao vê-la, pensando que era uma mendiga, se aproximou dela com um certo receio e disse:
- O que deseja, moça?
- Nada... só estou olhando...

Marcella ficou desconfiada. Em seguida, Marcella disse:
- Tem certeza que não quer nada, mesmo?
- Absoluta! - respondeu Edja.

Não demorou muito ali; a anja saiu dali, e foi andar mais pelas ruas da cidade. Nessa hora, apareceram a mendiga Dani Cruel e sua gangue. Dani Cruel disse:
- Olha ali! Uma outra maltrapilha suja pra encher nossa paciência! Atrás dela!

Edja viu que estava em apuros; saiu correndo daquela gangue de mendigas. Larissa quase a agarrava, mas Edja conseguiu escapar, caindo no rio. A malvada Rosilene, do Vale da Perdição, observava tudo de longe, sorrindo.

Mas a anja ainda foi ousada; foi à prefeitura. Ao chegar lá, viu logo o prefeito, e disse:
- Prefeito, o senhor é mau, mesmo! Como pode deixar tanta gente dormindo na rua?

O prefeito Moab não gostou e disse:
- Quem é essa mendiga pra me dizer o que devo fazer?

As sobrinhas do prefeito, Danúzia e Gilvânia, estavam ali na hora. Edja ainda dizia:
- O dinheiro do povo vai parar nas mãos de uma consumista, pra comprar tudo o que quer, e de uma pessoa que vive na marginalidade!

Edja falava, respectivamente, de Danúzia e Gilvânia. As duas, com ajuda de seguranças, colocaram Edja para fora da prefeitura. Moab disse:
- Mandem essa mendiga calar a boca!

Edja não desanimou; ao andar, encontrou-se com a Fabíola; ela disse:
- Ah, é você quem vive azucrinando os mendigos, né, carequinha chata?
- Quem é você, abusada? Te conheço?
- Você não me conhece, mas sei quem é você!

Fabíola disse:
- Saia da minha frente, trambiqueira!

Fabíola jogou Edja contra o chão; Edja ainda mostrou língua para Fabíola e seguiu seu rumo. À noite, Edja andava pelas ruas, quando viu Flávia e Valdenes dormindo numa mesma calçada. Edja perguntou:
- Que mundo louco! Uns com tanto e outros sem nada...

No dia seguinte, Edja foi na aldeia indígena, para ver os índios. Lá, ela foi abordada pelas índias Francielly, Mabele e Bruna. Esta última perguntou:
- O que quer aqui, cara-pálida?
- Nada... só estou olhando.

Francielly disse:
- Chispa daqui!
- Suma! - disse Mabele.

Edja saiu dali. No meio do caminho, encontrou sua inimiga Rosilene. Edja disse:
- O que você quer?
- Ora, estou passando pela terra e vendo o que você está vivendo... não dá pra mudar o mundo, não é, Edja?
- Dá, sim! Quem disse que é impossível?
- É impossível, sim... as coisas só pioram!
- Eu te repreendo! Volte pro seu lugar!

Rosilene desapareceu e desceu ao fogo; Edja andou mais um pouco e encontrou Alex, que disse:
- Viu como está Vila Dourada?
- Vi, sim... temos muito trabalho a fazer!
- Então, vamos zelar!
- E agora, posso voltar ao céu?
- Pode, sim! Vamos lá!

Edja se transformou, deixou de ser a "mendiga" e voltou a ser a anja, e subiram ao céu juntos. 
 
Fonte: Blog Vila Dourada

DEPUTADO ENVIA NOTA A BLOG DO MAGNO ACUSANDO PREFEITO DE TORITAMA DE BAIXAR O NÍVEL

l
 O deputado Diogo Moraes (PSB) enviou uma nota ao blog em resposta ao prefeito de Toritama, Flávio Lima (PSD), que o chamou de 'Dioguete'. Confira:
'A política é a arte de agir em benefício da melhoria da qualidade de vida da população. O homem público deve zelar por este pré-requisito basilar, e acima de tudo, valorizar o respeito daqueles que lhe confiaram um voto de confiança.
Diante disto, explicito neste momento meu repúdio ao infeliz pronunciamento do prefeito de Toritama, Flávio Lima, que recentemente esteve num veículo de comunicação local proferindo um discurso de baixo nível contra minha pessoa.
O povo de Toritama, que é referência em empreendedorismo e desenvolvimento, que me fez o deputado majoritário na cidade, não admite este tipo de fato, principalmente vindo de uma figura que deveria ser exemplo no trato da coisa pública e se mostra de uma incapacidade, falta de discurso e postura. É clara a reprovação de sua pífia gestão, além de evidenciar uma forte incoerência ideológica ao longo de sua vida pública.
É dessa forma que o prefeito tenta a sua reeleição. Parece nítido que ele sabe que os seus dias à frente do executivo estão contados, visto a sua tamanha reprovação popular. Enquanto isso, o meu pré-candidato a prefeito, Odon Ferreira (PSB), cresce a cada dia e fortalece seu nome e o nome do partido do governador Eduardo Campos nos quatro cantos da cidade.
Esperamos tão breve, que o prefeito reconheça sua imatura atitude e que faça uma retratação pública em nome de todo respeito que o povo de Toritama merece.'
Deputado Estadual Diogo Moraes (Fonte: Blog do Magno Martins).

REUNIÃO DO MICROEMPREENDEDOR PARA MOTOTAXISTAS

Na noite desta segunda (26), foi realizada na sede do Colombo Esporte Clube uma palestra para microempreendedores individuais. Após a reunião realizada na semana passada na Câmara, agora foi a vez dos mototaxistas conhecerem o programa do Governo Federal. Estiveram presentes o secretário de Desenvolvimento, Zé Félix, o diretor da Agência de Desenvolvimento, Zózimo Albuquerque, além de Elayne, a representante do SEBRAE, do Gildo, representando o Banco do Nordeste de Surubim, e representantes da Motorac e da Yamaha. Elayne fez uma paletra falando sobre segurança no trânsito e bom atendimento aos passageiros. Gildo falou sobre todos os créditos disponíveis para o microempreendedor individual, tirando dúvida de todos os presentes. Além da categoria dos mototaxistas, estavam presentes também outras categorias, a exemplo de taxistas. Zózimo reforçou que está funcionando o Balcão do Empreendedor, na sede da secretaria, que fica no Ponto Certo, para tirar todas as dúvidas e preencher cadastros.

VEREADORES ENTRAM EM LUTA CORPORAL EM FEIRA NOVA

Na noite da última segunda-feira (26) a Câmara de Vereadores de cidade de Feira Nova foi palco de pancadaria entre parlamentares. Policiais de plantão foram solicitados por populares, pois estava havendo uma votação na Câmara e havia algumas pessoas atrapalhando.

Chegando ao local a guarnição resolveu o problema, porém posteriormente dentro da Câmara, os vereadores Josenildo Daurino de Paula, 48 anos, “Juba”, e Joel Cândido Gonzaga, 49 anos, entraram em atrito e luta corporal.

O policiamento interveio e apaziguou, porém nenhuns dos dois quiseram representar, pois alegaram que era problema interno e que deveria ser resolvido com o presidente da Câmara. Os dois assinaram confirmando que não iam apresentar juntamente com o presidente.

Programa Dizendo Tudo

Fonte: Blog do Agreste

segunda-feira, 26 de março de 2012

EDUARDO CAMPOS E JARBAS VASCONCELOS ALIADOS?

O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) explicitou publicamente sua avaliação positiva sobre o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e selou a paz política entre ambos. Sinalizou também que podem firmar aliança em disputas futuras. Tudo isso foi registrado no “Poder e Política”, programa de entrevistas do UOL e da Folha, no qual Jarbas afirmou que seu antigo adversário faz uma boa administração.
Jarbas disse que Eduardo é um político nacional e potencial candidato a presidente da República nas eleições de 2018. A única ressalva do senador é sobre a proximidade do governador com o PT. “Para galvanizar eleitorado do Sul e se consolidar no Nordeste ele tem que sinalizar que as práticas dele são práticas diferentes das do PT. Porque Lula tem uma boa avaliação, mas o PT não tem essa avaliação”, disse Jarbas na entrevista, gravada na última 5ª feira (22.mar.2012).

O último enfrentamento direto entre Campos e Jarbas ocorreu em 2010, na eleição para governador de Pernambuco. Campos foi reeleito com 82% dos votos válidos. Jarbas teve só 15%. As relações ficaram estremecidas, mas há alguns meses começaram a se reaproximar, culminando com a entrevista do senador ao UOL e à Folha.
As declarações de Jarbas Vasconcelos tiveram ampla repercussão na imprensa Pernambucana. A “Folha de Pernambuco” e o “Jornal do Commercio” publicaram artigos analisando a reconciliação dos políticos e citando a entrevista ao “Poder e Política”.
O “Diário de Pernambuco” escreveu que Campos ficou “satisfeito” com os posicionamentos de Jarbas. O jornal também publicou no sábado (24.mar.2012) que o governador disse que “tomou conhecimento sobre o conteúdo da entrevista e que ficou surpreso com o desprendimento do adversário”.
O “Diário” ainda publicou um resumo sobre a ruptura de Jarbas e Eduardo. Segundo o jornal, a relação foi rompida em 1992, quando se enfrentaram na eleição para prefeito do Recife. Na ocasião, Jarbas venceu a disputa, mas desagradou Miguel Arraes, falecido líder do PSB e avô de Eduardo. A ideia de Arraes era fazer do neto vice de Jarbas.
A reconciliação entre Eduardo Campos e Jarbas Vasconcelos não é apenas uma questão paroquial, restrita a Pernambuco. Campos é um dos nomes mais citados no plano nacional para uma futura disputa pelo Palácio do Planalto. Sua reaproximação a um representante ilustre do PMDB é um passo relevante na construção de futuras alianças.

Blog do Fernando Rodrigues - site da UOL

2 ANOS SEM O PADRE LUÍS CECCHIN


Há exatos 2 anos atrás subia ao céu o nosso amado Padre Luís Cecchin que mesmo após sua partida ainda esta vivo nos corações de todos os limoeirenses. Seus projetos ainda estão vivos e ajudam jovens e crianças carentes de nossa cidade. Não é por que ele morreu que seus projetos também morreram. Para comemorar os dois anos de sua morte, será lançado na Igreja Matriz do Alto de São Sebastião um livro sobre sua trajetória que é escrito por Sivaldo Venerando um escritor limoeirense de renome estadual. Também será realizada missa em homenagem ao padre limoeirense.

PREFEITURA DE LIMOEIRO E SEBRAE PROMOVEM ENCONTRO COM OS MOTOTAXISTAS

A formalização do empreendedor individual tem sido prioridade no planejamento da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Limoeiro. Depois de realizar encontro com os comerciantes e prestadores de serviços que ainda atuam na informalidade, a secretaria realizará novo debate nesta segunda-feira (26).
De acordo com o secretário José Felix, outro segmento será abordado nesta nova reunião. “Vamos trabalhar as questões ligadas ao empreendedorismo individual, destacando-se a oportunidade de formalização para o empreendedor pessoa física, aquele que trabalhe por conta própria prestando serviço a sociedade”, explicou o secretário.
Diante deste pensamento, o público alvo será o mototaxista. Atualmente, em Limoeiro, aproximadamente 800 profissionais desempenham a atividade. “O tema em foco é de relevante importância para os mototaxistas limoeirense”, garantiu José Felix. Ele também assegurou que a parceria firmada com o Serviço Brasileiro de Apoio as Empresas (SEBRAE) está mantida.
A reunião será na sede do Colombo Sport Club, na Praça da Bandeira, Centro de Limoeiro, a partir das 19h. Instituições bancárias também participarão do encontro, visando à apresentação de linhas de crédito para a classe. Todas as agências e pontos de mototaxi cadastrados na prefeitura foram convidados.
Alfredo Neto / Departamento de Imprensa

POLÊMICA EM TORITAMA: DEPUTADO DIOGO MORAES É CRITICADO POR PREFEITO

Prefeito de Toritama chama deputado Diogo Moraes de “Dioguete”
 O prefeito de Toritama, Flávio Lima (PSD), foi motivo de polêmica esse fim de semana no Agreste. É que durante uma entrevista a uma rádio local, o político chamou o deputado estadual Diogo Moraes, do PSB de Santa Cruz do Capibaribe, de “Dioguete”.  
Lima ainda prosseguiu as declarações se referindo ao deputado como “sujeito”, e reclamando que Moraes está trabalhando contra a cidade de Toritama. “É um sujeito que só vem aqui para destruir”, finalizou. (Fonte: Blog do Magno Martins).

domingo, 25 de março de 2012

NÁUTICO E SPORT FICAM NO 0 A 0 NOS AFLITOS

Tudo igual no ‘Clássico dos Clássicos’ do Campeonato Pernambucano. Melhor para o Sport, que, após arrancar empate sem gols diante do Náutico, em pleno estádio dos Aflitos, permaneceu na liderança do estadual.
Com o resultado alcançado na casa do rival, o time da Ilha do Retiro sobe para 38 pontos, dois à frente do vice-líder Salgueiro, que apenas empatou em casa contra o Serra Talhada (1 a 1) e desperdiçou a chance de voltar à ponta. Já o Náutico, que poderia assumir a ponta nesta rodada, continua em quarto lugar (35 pontos).
O jogo não começou nada bem para o Náutico. Logo no início, Souza se lesionou e foi substituído por Tozo. Apesar disso, o time de Waldemar Lemos tratou de ‘ignorar’ a ausência e tinha o domínio do jogo. Anulava as principais peças do rival e pressionava muito. No entanto, as chances eram poucas pelos lados dos anfitriões.
A primeira grande oportunidade ocorreu aos 22min, quando o goleiro Magrão fez uma espécie de milagre em cobrança de falta batida por Jefferson. Até então, o Sport parecia perdido em campo. Só melhorou a partir da metade da etapa inicial. Marcelinho Paraíba era o mais perigoso.
“Trata-se de um jogo de detalhes. Eles estão bem nas bolas paradas com Marcelinho Paraíba. Temos que ajustar algumas coisas para melhorar”, disse Eduardo Ramos. Já o goleiro Magrão, do Sport, foi para o vestiário pedindo atenção nas bolas paradas do Náutico.
Pouca coisa mudou no segundo tempo. O Sport apostava no contra-ataque. Não deu certo. Já o Náutico até tinha mais posse de bola e chegava bem ao ataque. O problema era a finalização. Ninguém marcou, e o clássico não saiu do zero.

Site da UOL

sábado, 24 de março de 2012

CURTAS

O Brasil se despede de Chico Anysio. Para quem não sabe, o agora saudoso humorista interpretou um personagem inspirado no Coronel Chico Heráclio, o Coronel Limoeiro.

Sobre as acusações de Jairo do Cedro e Irmão Marcelo, Jerônimo Guerra e a direção do Jornal A Voz do Agreste prometem mostrar uma gravação, na qual eles mostram que realmente Jairo e Marcelo falaram tudo que o jornal disse. Em sua página no orkut, o jornal acusou ambos de se venderem ao deputado Henrique Queiroz.

Falando nisso, o que está acontecendo com Passira? A cidade era muito tranquila, mas agora surge um fato novo todo dia. Uma pergunta que não quer calar.

O prefeito de Salgadinho, Luís Belo (PR), está rindo à toa. Tem entregado inúmeras obras à população, e está gozando de boa popularidade. Para quem não sabe, Luís Belo foi o mais bem avaliado entre as oito cidades pesquisadas por um instituto recentemente. 64% de aprovação. Tudo indica que ele fará o sucessor, mesmo. Seu candidato é o atual presidente da Câmara, Adenilson Pereira (PR).

Em Limoeiro, parece que a oposição não está unida, mesmo. Joãozinho (PSB) de um lado e Dr. Barbosa (PSC) de outro. Desse jeito, o prefeito Ricardo Teobaldo (PSDB) caminha a passos largos para um segundo mandato.

O PT de Recife tá mais perdido que marido flagrado em cama com amante. Uns querem João da Costa disputanto a reeleição; outros querem que Maurício Rands dispute o cargo. Com tanto problema, o PT está praticamente devolvendo a PCR para os adversários.

Nesses três dias, foi realizado em Gravatá o congresso da UVP. Os vereadores de Limoeiro se fizeram presentes.

As manifestações culturais de Surubim andam reclamando da falta de apoio da prefeitura para a cultura na terra da vaquejada. Uma artista confidenciou a este blogueiro que a Secretaria de Cultura de lá só pensa nas "bandas de forró".

Causou surpresa esta semana a aliança em Olinda do PSDB com o PCdoB. Tempos novos... Porém, quem não gostou foi Terezinha Nunes. Mesmo sendo do PSDB, decidiu ficar com a oposição ao prefeito comunista Renildo Calheiros.

Parece que o Santa Cruz se recuperou rapidinho da eliminação da Copa do Brasil para o Penarol do Amazonas. O tricolor do Arruda vem de quatro vitórias seguidas, e caso vença hoje o ameaçado Araripina, assume pelo menos de hoje para amanhã, a vice-liderança do Campeonato Pernambucano.

Amanhã, clássico de arrepiar entre Náutico x Sport. No primeiro turno, foi 4x3 para o Sport na Ilha do Retiro. Amanhã, será o segundo encontro entre quatro previstos para esse ano. Os dois times ainda se encontrarão na Série A do Brasileiro. Isso se não se encontrarem no mata-mata pernambucano ou Copa d Brasil...

Os times de Caruaru, Central e Porto, nem de longe lembram os dois anos passados, quando estiveram entre os semifinalistas: Central, em 2010, e Porto, em 2011. Nesse ano, eles estão em posições tímidas no campeonato. Já o América está praticamente rebaixado. Retornou à elite em 2010 mas não estava preparado para disputar a elite. Nem adiantou Larissa Riquelme...

O Salgueiro está de parabéns pela sua belíssima campanha no Pernambucano-12

E o Centro Limoeirense, como está? Vai disputar a A-2 esse ano? Tomara que assim seja, para Limoeiro ter um representante na primeira divisão em 2013, justamente no ano do centenário do alvirrubro da princesa do Capibaribe.

Em Caruaru, a briga é feia no PMDB. O partido está sob controle de Adjar Soares, que quer que o partido apóie Miriam Lacerda (DEM). Mas existe uma ala no partido liderada por Reginaldo França que quer o partido aliado ao prefeito Zé Queiroz (PDT). Sem contar que Rivaldo Soares (PMDB) luta por uma candidatura própria. Ele tenta se candidatar pela quarta vez a prefeito de Caruaru.

A Paixão de Cristo de Limoeiro promete esse ano. George Pestana dirige um bom elenco, e tudo indica que teremos mais emoções ainda na nossa lembrança dos últimos momentos do Filho de Deus na terra. A Caravana do Palhaço Xililique está de parabéns. A Paixão de Cristo acontecerá dia 3 apenas para convidados, e a partir do dia 4, até o dia 7, sempre às 20h30min, no Centro Cultural Ministro Marcos Vilaça.

Essa briga entre o bispo Edir Macedo e o apóstolo Valdemiro Santiago só vêm a causar mais dificuldades ao Evangelho. Trata-se de uma Guerra Nada Santa, mesmo.

Conheçam as histórias de VILA DOURADA, de autoria de Valdenes Guilherme, desse mesmo blog. Acessem o blog VILA DOURADA, www.viladourada.blogspot.com. E confiram alguns contos dessa turminha que vive na fictícia Vila Dourada. 

Corre no Youtube um vídeo chamado Para Nossa Alegria, na qual mostra três integrantes de uma família cantando (MUITO MAL) a música desse mesmo nome.

Muito criticado ontem o final da novela Fina Estampa. A parte mais criticada foi o fato da vilã Tereza Cristina (Cristiane Torloni) ter sumido no mar com Pereirinha (José Mayer) e depois, ter reaparecido no bem-bom, zombando de Griselda (Lília Cabral).

Causa preocupação a crise política no governo Dilma Rousseff (PT). Após perder vários ministros, a presidente enfrenta agora crise com partidos da base aliada, que ensaiam uma rebelião. 

Frase do dia: Não se preocupe com o dia de amanhã. A cada dia basta seu cuidado. (Jesus Cristo).

BOA AVALIAÇÃO DE JARBAS A EDUARDO ANIMA O GOVERNADOR

Imagem: Juliana Leitão/DP/D. A Press
DO DIARIO DE PERNAMBUCO - CECÍLIA RAMOS E ANDREA PINHEIRO
A aproximação do governador Eduardo Campos (PSB) e do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), rivais históricos, ganhou mais um capítulo. Ontem, na entrevista concedida ao programa Poder e Política, do Uol,o peemedebista surpreendeu ao avaliar bem a gestão do socialista e o apontou como uma das novas lideranças do país, com possibilidade de alcançar a Presidência da República. Os posicionamentos de Jarbas tiveram uma grande repercussão nacional e deixaram Eduardo Campos satisfeito. Ao Diario, o governador disse que tomou conhecimento sobre o conteúdo da entrevista e que ficou surpreso com o desprendimento do adversário.
O senador disse que o governo de Eduardo está bem, mas fez a ressalva de que foi a gestão peemedebista (1999-2006), comandada por ele, que recuperou o estado. “Quando a pessoa está bem avaliada, não adianta eu dizer a você, por ser adversário, de que ele não presta. De que o governo é ruim. O governo é aprovado porque ele tem a aprovação da população. Porque ele encontrou um estado arrumado e deu sequência a isso”.
PARA 2014 
Ao ser questionado sobre 2014, Jarbas frisou que o projeto de Eduardo é nacional, mas que, em sua avaliação, o momento ideal para concorrer à presidência seria quatro anos depois. O senador ressaltou, porém, que o socialista precisaria dissociar sua imagem da do PT para conquistar o eleitorado de outras regiões. “Para galvanizar eleitorado do Sul e se consolidar no Nordeste, ele tem que sinalizar que as práticas dele são práticas diferentes das do PT. Porque Lula tem uma boa avaliação, mas o PT não tem essa avaliação”, frisou.
REAPROXIMAÇÃO
Desde o ano passado, Eduardo e Jarbas, rompidos há pelo menos duas décadas, ensaiam uma aproximação. Os dois tiveram uma conversa a sós, em dezembro, revelada com exclusividade pelo Diario, onde discutiram política nacional. O encontro foi promovido pelos empresários Paulo Sérgio Macêdo e Roberto Viana, amigos em comum. Depois disso, se cumprimentaram em alguns bailes carnavalescos e em um restaurante do Recife. 

Blog do Magno Martins

BRASIL É O QUINTO PAÍS COM MAIOR NÚMERO DE DIABÉTICOS NO MUNDO

Lilian Ferreira
Do UOL, no Rio de Janeiro
O Brasil é o quinto país com maior número absoluto de diabéticos no mundo e deve permanecer na mesma posição em 2030, segundo a Federação Internacional de Diabetes. Em 2010, 7,6 milhões de brasileiros tinham diabetes, número que deve aumentar para 12,7 mi em 20 anos.
Em vista do número alarmante, chamado de epidemia pelo presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes, Balduíno Tschiedel, a entidade começa a partir da próxima semana um trabalho de capacitação e parceira com as secretarias estaduais de saúde.
"É muito difícil ter números de diabetes no Brasil, estimativas apontam para 7,6 mi, mas este número pode chegar a 10 milhões. Por isso, vamos trabalhar com os Estados para um maior controle do número de diabéticos no país e da capacitação para melhorar o atendimento", disse o endocrinologista.
No mundo, 285 milhões de pessoas com diabetes, em 2010, mais 344 milhões com tolerância à glicose prejudicada. Em 2030, 439 milhões deverão ser diabéticos e outros 472 ter tolerância reduzida, o que seria um "pre-diabetes". Os campeões mundiais são Índia, China e Estados Unidos, respectivamente.
O médico explica que com a melhora de renda mundial, a sobrevida da população também tende a aumentar e junto o diabetes, principalmente na faixa dos 60 aos 79 anos. Para ele, só a mudança no estilo de vida pode combater a doença.

O diabetes tem dois tipos, o tipo 1, resultado de um processo auto-imune, e o tipo 2, que representa 90% dos casos e está ligado ao estilo de vida. Mais de 80% dos diabéticos tipo 2 tem sobrepeso ou obesidade. No Brasil, 40% da população tem sobrepeso e 10 a 15% tem obesidade.
A doença quando não tratada adequadamente leva a diversos problemas de saúde correlacionados como: aumenta de 2 a 4 vezes o risco de doenças cardíacas -- a principal causa de morte dos diabéticos, é a principal causa de cegueira dos 20 aos 74 anos e é a principal causa de doença renal terminal.
Tschiedel lembra, ainda, que 60% a 70% dos diabéticos apresentam alterações no sistema nervoso e 50% das amputações de membros inferiores por doença são causadas pelo diabetes.

Site do BOL

SANTA CRUZ ENFRENTA ARARIPINA DE OLHO NA VICE-LIDERANÇA


1c6ee501b7e5e7c701a8cc57104bc03b.jpg
Geílson pode voltar ao time titular do Santa Cruz
Foto: Igo Bione/JC Imagem

Do NE10 O Santa Cruz pode entrar definitivamente na briga pelas primeiras posições do Campeonato Pernambucano Coca-Cola a partir da 18ª rodada, que começa justamente com o confronto do tricolor com o Araripina, a partir das 19h deste sábado (24), no Arruda. Os corais têm 32 pontos e, em caso de vitória chega aos 35, pontuação atual do Salgueiro, vice-líder. Já o Araripina vive a realidade oposta. É o penúltimo colocado, abrindo a zona de rebaixamento, com 16.

A partida também marca o reencontro dos corais com sua casa depois da fatídica eliminação da Copa do Brasil frente ao Penarol, do Amazonas, e as lamentáveis cenas do protesto no dia seguinte. No entanto, a reabilitação com a vitória sobre o Belo Jardim, na última quarta-feira, já pelo Estadual, acalmou os ânimos.


Aliás, ao invés de jogado no esquecimento, o trauma é ecoado nas entrevistas para evitar que se repitam novos revezes. O primeiro a falar nisso foi o próprio Teodoro. "Temos que estar bem posicionados para não acontecer o mesmo da Copa do Brasil". O zagueiro William foi na mesma linha de raciocínio. "Aquela derrota serviu para o time acordar e fazer um bom futebol".

Mais do que isso, deu tranquilidade a jogadores e comissão técnica. O técnico Zé Teodoro evita discursos mais empolgados e ressalta a dificuldade que o adversário deverá criar. "Temos que jogar muito para enfrentar o Araripina. Temos que trabalhar com a maior seriedade para fazer o resultado", contou.

Sobre possibilidade de chegar às primeiras colocações, o comandante tricolor também mantém cautela. A prioridade definida por ele é confirmar a vaga entre os semifinalistas o mais rápido possível e depois ver o que acontece. "Vamos buscar os três pontos para consolidar nossa classificação o mais rápido possível. O mais importante é o G4. Se deixarem vamos buscar as primeiras posições para ter vantagem".

Fonte: JC

ARTISTAS FALAM SOBRE CHICO ANYSIO (FONTE: UOL)

Renato Aragão corta fita na estreia do festival de humor Risadaria 2012, em São Paulo (21/3/12)
  • Renato Aragão corta fita na estreia do festival de humor Risadaria 2012, em São Paulo (21/3/12)
O humorista Renato Aragão diz que ficou "órfão" com a morte de Chico Anysio. "Nós, humoristas, estamos órfãos, mas muito agradecidos. O Brasil ficou órfão, ele era um ator, redator, um exemplo de multi talentos. Ele ajudava quem precisava e quem não precisava, era um exemplo de generosidade para qualquer um."
Aragão conta que soube da notícia e teve um "susto". "Foi um susto, minha mulher me comunicou e eu não estou acreditando no que aconteceu. Apesar de a gente já estar prevendo, estava muito esperançoso de que ele voltasse."
Aragão conta que conheceu Chico quando ainda não trabalhava com humor e era bancário, no Ceará. "Ele começou no rádio, e ouvi ele pela primeira vez lá. Só me encontrei com ele quando vim para o Rio, trabalhar na Excelsior. Ele me ensinou muito, nunca me esqueci. Demoraria um ano para falar dele, ele trabalhou em todas as televisões do Brasil e sempre foi uma explosão, e queria continuar trabalhando. Nunca se entregou".
  • PhotoRioNews Claudia Jimenez fala com a imprensa após deixar hospital Samaritano, no Rio, onde o humorista Chico Anysio morreu, na tarde desta sexta-feira (23/3/12)

Quem também se emocionou com a morte de Chico foi a atriz Cláudia Jimenez, que interpretou a personagem Cacilda na "Escolinha do Professor Raimundo". Na porta do hospital Samaritano, ela lembrou o incentivo que Chico deu a sua carreira. "O Brasil perde o humorista, e eu perco meu amado mestre".
O humorista, ator e escritor Chico Anysio morreu, aos 80 anos, em decorrência de falência múltipla dos órgãos, após choque séptico causado por infecção pulmonar, às 14h52, desta sexta-feira (23). Chico não resistiu a uma parada cardiorrespiratória. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do hospital Samaritano.

Veja outras declarações sobre a morte de Chico Anysio

 
O Brasil perde o humorista, e eu perco meu amado mestre. Ele me inventou. Aquela pessoa que disse: 'pode ir que vai dar certo', foi ele quem me disse. Eu tenho certeza que lá no céu já tem uma rodinha com grandes humoristas: o Rogério Cardoso, o Costinha, já devem ter preparado uma festa para ele. Para mim, ele foi o melhor artista do Brasil.
Cláudia Jimenez, atriz, no Hospital Samaritano, no Rio
Meu garoto, meu pai-pai... Trabalhei com ele 50 anos. É a maior perda do humor brasileiro. Ele era um mestre, um gênio. Basta ver, é só a ligar a TV. Um mago do humor. Compositor, redator, ele era completo. Não tinha ninguém parecido como ele, nem no Brasil, nem no mundo. O Brasil perde, mas ficará com sua imagem e sua lembrança. Podem levar este corpo, mas seu legado não vai acabar.
Castrinho, o Seu Geraldo da "Escolinha do Professor Raimundo", no Hospital Samaritano, no Rio
Para o Chico, como pessoa, a partida foi importante, mas, para a gente, vai ficar a saudade da cultura e da genialidade dele.
Marcos Oliveira, o Beiçola de "A Grande Família", no Hospital Samaritano, no Rio
Chico deixou um legado de centenas de artistas que devem a ele a oportunidade de exercer a sua atividade. Uma família maravilhosa. Acho que tenho que levar para a vida tudo que ele me ensinou: sempre com muito humor. Ele era um barato de pessoa.
André Mattos, o seu Fininho da "Escolhinha do Professor Raimundo", no Hospital Samaritano, no Rio
Lamento muito, ele sofreu tanto até aqui... Para mim, é um amigo de tantos anos... Trabalhamos juntos muitos e muitos anos e continuamos juntos no [canal] Viva. Diariamente mato as saudades com ele... É a vida. Também já vou fazer 93 anos, sinto muito, não tenho palavras para descrever. Que descanse em paz.
Orlando Drummond, o Seu Peru da "Escolinha do Professor Raimundo", por telefone
Chico Anysio era a cara do Brasil.
José Simão, colunista do UOL, por telefone
Ele me lapidou quando eu cheguei do Ceará. Ele era devoto de São Francisco e tinha esse lado franciscano de compartilhar, ajudar o próximo. Há uma frase de Chico que não me esqueço. Ele dizia: 'Tom, há dois tipos de humor, o que faz rir e o que não faz rir. A morte dele encerra um ciclo de humor e de dramaturgia do Brasil.
Tom Cavalcante, humorista, em entrevista à "Folha de S.Paulo"
Chico Anysio foi um dos artistas mais brilhantes que o nosso país já produziu, exercendo várias funções em diversos veículos de comunicação durante mais de seis décadas. Com o seu talento e sensibilidade, criou e interpretou caricaturas inesquecíveis de tipos humanos. Trabalhou incansavelmente durante toda a vida para levar alegria e diversão aos brasileiros. Nessa hora de tristeza, quero me solidarizar com os seus parentes, amigos e com toda a legião de admiradores que conquistou com a sua criatividade.
Dilma Rousseff, presidente da República, em nota oficial
Do começo no rádio, chegando à TV com mais de uma centena de personagens que retratavam o Brasil de norte a sul, deixou uma profunda lembrança em todos nós.
O humor de Chico era, ao mesmo tempo, popular e cerebral. São tantos e queridos personagens. Certa vez, Chico lamentou que a vida chegasse ao fim. Legou, porém, uma imensa e valiosa obra.

Ana de Hollanda, ministra da Cultura, em nota oficial
No humor existe um AC e um DC: antes de Chico e depois de Chico. Isso mostra o impacto dele no universo do humor. Sempre muito gentil, conversava e ouvia a todos. Ele era grande no que fazia e, ao mesmo tempo, muito generoso e afável com a nova geração. Uma grande perda.
Rafael Cortez, humorista, por e-mail
Chico Anysio sempre foi lembrado durante toda sua vida pela qualidade do seu trabalho e continuará sendo lembrado pelo mesmo motivo depois de ter partido. Quem está na luta todo dia sabe que isso não é fácil, é algo realmente para poucos... seu legado é inspirador.
Danilo Gentili, humorista, por e-mail
Chico Anysio faz parte da história da comunicação do país. Sempre foi um profissional à frente do seu tempo. Nos anos 60, 40 anos antes de começarmos com esse movimento de stand-up comedy, ele já fazia comédia de cara limpa com um texto brilhante. Puxei o saco mesmo. Sou muito fã.
Rafinha Bastos, humorista, por telefone
No fundo foi um alívio, porque ele sofria há muito tempo. É claro que perdemos um grande comediante e, mais importante, um cara que lançou tanta gente. O cara ser comediante genial e hilário é incrível, mas ainda por cima ser generoso e abrir portas, levantar a bola de amigos e novatos... Ele sabia que para ser um bom comediante precisava também estar ao lado de bons roteiristas e comediantes. Ser só genial não bastava, era preciso estar cercado de gente boa. Ele era genial e generoso. Qualidade que no meio, onde o ego impera, vale muito. É muito difícil ver genialidade e generosidade em uma só pessoa.
Fábio Porchat, humorista, por telefone
Sou da geração que viu os programas dele, imitava um personagem ou outro... Gostava muito do Alberto Roberto, que era engraçadíssimo. Ele conseguia ser elegante e ao mesmo tempo poopular, sem ser escatológico. Ele é a prova de que tem como ser popular e se comunicar bem, sendo elegante. Ele me falou uma coisa incrível sobre a popularidade: 'Meu querido Marcelo, o artista, precisa se comunicar, se ele não se comunica, ele não é artista'. É um exemplo que levei para a vida. O artista não tem que ter essa culpa em ser popular.
Marcelo Médici, humorista, por telefone
Se vai o mestre dos humoristas. Seu estilo e seu humor eram vários estilos e eram todos os humores, influenciaram gerações de comediantes e espectadores. Muitas foras as alegrias, e que sua paz seja tão grande quanto foram nossos sorrisos. E a gente fica aqui, chico, tentando lembrar de tantos momentos bons, tentando rir ao invés de chorar.
Bruno Motta, humorista, por e-mail
O Chico foi uma grande referência para nós artistas. Um grande ator e autor. Lutou pela vida até o final. Ele demonstrou humor nos últimos momentos.
Marcelo Picchi, ator, no hospital Samaritano, no Rio
O Chico Anysio é uma grande referência no humor. Foi um dos precursores da stand up comedy no Brasil. Ele era tão completo, que podemos dizer que foi o único comediante a inspirar todas as áreas do humor. Ele influenciou quem faz stand up, quem atua com personagens, a turma do improviso, a comédia no teatro, na televisão e no rádio.
Mau Meirelles, novo integrante do "CQC", por e-mail
É um dia muito triste, a genialidade e a importância do Chico para a comédia são indiscutíveis. Trabalhou até o fim da vida e deixou uma obra absurda. Descanso merecido.
Murilo Couto, humorista, por e-mail
O Chico será sempre uma referência. Ele era vivo no que fazia, uma pessoa naturalmente engraçada, falava o que pensava. Ele é avô da minha filha, era meu sogro. O Chico era o Chico.
Heloísa Périssé, atriz, em entrevista à Globonews
Chico [Anysio] teve uma importância fundamental na minha vida, ele me incentivou a seguir a carreira de humorista. A comédia brasileira perdeu seu maior gênio. Não podemos esquecê-lo nunca É muito duro perdê-lo.
Lúcio Mauro Filho, ator, em entrevista à Globonews
Chico, descansa em paz!! Obrigada por tudo que proporcionou a quem teve a sorte de conviver, de trabalhar com você e a todos que levou alegria com seu imensurável talento! A você, meu amor eterno!
Alcione Mazzeo, ex-mulher de Chico, pelo Facebook
Chico Anysio foi um homem importante para a história do Brasil . Ele deu a oportunidade de novos e velhos comediantes se conhecerem. Trabalhar com ele na 'Escolinha' [do Professor Raimundo] foi um grande aprendizado. Ele trabalhava de forma profunda.
David Pinheiro, o Armando Volta (Sambarilove) da "Escolinha do Profressor Raimundo", em entrevista à Globonews
É um luto nacional. Chico é um herói nacional. Ele é um guerreiro, lutou até o último minuto. Estou com o meu coração dilacerado, de tanto que amava esse homem.
Agildo Ribeiro, humorista, em entrevista à Globonews
O Brasil inteiro estava vivendo essa agonia, é uma morte que deixa o país inteiro comovido. Chico é o maior criador do Brasil, ele é insubstituível.
Jô Soares, apresentador, em entrevista à Globonews
Nunca mais vai ter Pelé e nunca mais vai ter Chico Anysio. Nenhum ator que eu conheça conseguiu fazer a quantidade de personagens do Chico.
Ziraldo, cartunista, em entrevista à Globonews
Perdemos o maior ator comediante do mundo. Nunca houve na história da comédia mundial quem tenha feito o que o Chico Anysio fez. Quase 400 personagens. Uma fonte de arte. Ele se tornou o maior ator do mundo, de todas as épocas. Foi um grande colega, um grande amigo, uma pessoa extraordinária. O Chico era um paizão. Aquela escolinha abrigou muita gente. Alguns que já estavam quase esquecidos. Foi uma pessoa fantástica em tudo o que fez. Foi um paizão, se casou muitas vezes, teve muitos filhos e sempre foi um paizão. Tenho certeza que eles perderam um grande pai.
Paulo Silvino, ator, em entrevista à GloboNews
Às vezes ele entrava no camarim, ficava umas três horas se maquiando e saía com outro personagem. Era impressionante! Ele dava ideia a todos os atores que contracenavam com ele, pegava um microfone, dirigia todo mundo e em seguida interpretava. Ele tinha três cabeças: a do ator, a do diretor e do personagem.
José de Abreu, ator, em entrevista à GloboNews
Conheci o Chico quando era menina e ele ficou marcado na minha vida. Era um ator completo. Recentemente ele compôs uma canção homenageando o Rio de Janeiro e me citou na letra, chorei quando ouvi.
Regina Casé, apresentadora, em entrevista à Globonews
Chico Anysio deixa vivo centenas de personagens. Fica em paz
Serginho Groisman, apresentador, pelo Twitter
RIP Chico Anysio! Guerreiro! Mestre! Força para a família!
Fernanda Paes Leme, atriz, pelo Twitter
Morre uma estrela...Chico Anysio irá abrilhantar o céu agora!!
Geisy Arruda, empresária e integrante da "Escolinha do Gugu", pelo Twitter
Vou ali, chorar a morte do amigo Chico Anysio
Falcão, cantor e compositor, pelo Twitter
Em estado de choque, sou louca por Chico Anysio , meus sentimentos a toda a família, meu amigo Bruno, Cícero e Malga di Paula amo vocês!!
Preta Gil, cantora, pelo Twitter
"Grande mestre se vai, sempre eterno gênio Chico Anysio!"
Marcelo Tas, apresentador, pelo Twitter
O brasil ficou menos divertido.
Helio de la Peña, humorista, pelo Twitter
Meu coração hoje está triste,porque perdemos uma das nossas referencias do humor eu tive o prazer de estudar na maior escolinha do Brasil. Com certeza todos que conheceram o Chico sabem o quanto ele foi amigo dos amigos não só grande humorista como um tremendo bom caráter.
Sérgio Mallandro, comediante, pelo Twitter
Valeu Chico Anysio! Você fez toda a diferença! Descansa em paz e deixa sua vasta e genial carreira pra gente ver e aprender!
Marcelo Adnet, humorista, pelo Twitter
Triste, muito triste com a partida de Chico Anysio!
Glória Perez, autora de novelas, pelo Twitter
Chico Anysio obrigado pela alegria que trouxe ao mundo! Vá com Deus.
Marco Pigossi, ator, pelo Twitter
Mais uma grande perda do Brasil... Chico Anysio vá em paz guerreiro! Você ainda permanece aqui, dentro de nós.
Chorão, vocalista do Charlie Brown, pelo Twitter
Chico Anysio é um gênio e mestre do humor...R.I.P Chico!!!!!
Sabrina Sato, humorista, pelo Twitter
Chico Anysio foi, é e sempre será o Rei do humor genuinamente brasileiro!
Ana Hickmann, apresentadora, pelo Twitter
O Brasil perde a graça... Chico Anysio suas historias seu talento e sua luta ficarão pra sempre!
Adriane Galisteu, apresentadora, pelo Twitter
Difícil é o adeus... até breve Chico! Missão cumprida!!!
Ângela Bismarck, modelo, pelo Twitter
Obrigado Chico Anysio.
Marcos Mion, apresentador, pelo Twitter
Tive o grande prazer de atuar com o Chico Anysio e digo uma coisa. Morreu o MAIOR humorista que existiu no Brasil.
Dira Paes, atriz, pelo Twitter
Meu Deus.Anjos, Espiritos do bem manifestai-vos.Nosso Chico se foi.
Tom Cavalcante, humorista, pelo Twitter
Desejo toda a FORÇA do mundo á família do GRANDE Mestre dos Mestres Chico Anysio.
Rodrigo Sant'anna, a Valéria Bandida de "Zorra Total", pelo Twitter
O Chico era uma unanimidade nacional. Para meu entender ele fez um humor extraordinário, sem obscenidade, sem ofensa, sem sexo e um humo que era o humor do povo brasileiro. Era um ator excepcional. Todos os personagens dele tinham alma. Não só com rosto e voz diferente, mas com espírito diferente. Não eram caricaturas, eram personagens reais.
José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, empresário, em entrevista à Globonews
Sem acreditar na triste notícia da "despedida" de Chico Anysio. Amigo querido, gênio do humor, patrimônio nacional.
Amaury Jr., apresentador, pelo Twitter
Chico Anysio não morreu, gênios como ele nunca morrem, fica tudo que ele fez para sempre.
Silvio Luiz, jornalista, pelo Twitter
CHICO ANYSIO mestre de uma inteligencia que me fez muito feliz... Obrigado Chico e meus sentimentos ao amigo Bruno Mazzeo...
Marcelo D2, músico, pelo Twitter
Chico Anysio, um dos maiores mestres do humor da TV Brasileira. #RIP Meus sentimentos para o querido Bruno Mazzeo e familiares.
Didi Wagner, apresentadora, pelo Twitter
Eu e Marcelo Adnet estamos muito tristes, adorávamos o Chico Anysio. Força pra família deste comediante que sempre nos alegrou.
Dani Calabresa, humorista, pelo Twitter
Um mestre que nos ensinou tudo, no humor todo mundo é substituível, menos Chico Anysio.
Victor Sarro, humorista, pelo Twitter
Alô amigo Chico Anysio: meu show hoje no Circo Voador vai ser pra você.
Erasmo Carlos, cantor, pelo Twitter
Mestre Chico Anysio, te amarei pra sempre, um beijo no coração de seus filhos e suas famílias. A tristeza não...
Wilson Simoninha, músico, pelo Twitter
Descanse em paz mestre Chico Anysio, artista genial.
Ed Motta, cantor, pelo Twitter
Não se morre, fica-se encantado - Guimarães Rosa (para Chico Anysio).
Jean Wyllys, ex-BBB e deputado federal, pelo Twitter
Querido Chico Anysio, vocês estará para sempre em nossos corações e sorrisos. Beijos, com muito amor!
Babi Xavier, apresentadora, pelo Twitter
Quem sempre me fez rir hoje me faz chorar!
Claudia Leitte, cantora, pelo Twitter
Nossa homenagem ao eterno mestre do humor Chico Anysio!! Descanse em Paz.
Zezé di Camargo e Luciano, dupla sertaneja, pelo Twitter
Chico Anysio foi o maior Humorista desse pais!!! Poxa Chico... dessa vez não teve graça!!! Vai com deus!!!
Paulo Gustavo, ator, pelo Twitter
Muito muito triste pelo Chico... Ele é o melhor! Eterno! Gênio! Humilde! Único! Uma perda para todos nós.
Tata werneck, humorista, pelo Twitter
Um grande beijo para todos que estão sofrendo com a partida do nosso Chico, Deus sabe sempre o que faz. Muito obrigado por tudo MESTRE. Sei que vou parar de chorar, mas está difícil gente, o Chico sempre será MUITO inportante pra mim e para o BOM HUMOR.
Eri Johnson, ator, pelo Twitter
Chico Anysio era um dos maiores artistas do audiovisual. Ele soube fazer com maestria e leveza a transição do rádio para a televisão.
Sérgio Cabral, Governador do Rio de Janeiro, pelo Twitter
Sinto aquele silêncio apertado. Nosso agradecimento aqui a você, mestre Chico, por tudo. Descanse em paz. Ao amigo Bruno, aos familiares e amigos, meu sincero sentimento.
Fabio Assunção, ator, no Facebook
Mais do que nunca RIP Mestre Chico Anysio! Meu personagem favorito é Painho!! Amo pra sempre!!
Astrid Fontenelle, apresentadora, pelo Twitter
Grande mestre, multi-artista de talento inigualável... Sentimentos à família do inesquecível Chico Anysio.
Cássio Reis, ator, pelo Twitter
Chico Anysio sabia utilizar como poucos uma virtude: ele sabia ouvir. Prestava atenção nas pessoas simples. E assim criou seus personagens.
Britto Jr., apresentador, pelo Twitter
O Brasil perdeu hoje um dos mais completos humoristas e artistas da nossa história recente. Ao longo da sua carreira, Chico Anysio criou e protagonizou personagens brilhantes, que encantaram e divertiram gerações de brasileiros. Lamento profundamente a sua morte e, em nome de SP, me solidarizo com sua família, parentes e amigos.
Gilberto Kassab, prefeito de São Paulo, pelo Twitter
Chico Anysio. Ai Deus... Cuide dele, com muito amor. Amém.
Luiza Possi, cantora, pelo Twitter
Chico Anysio está no inconsciente da maioria dos brasileiros da melhor forma possível: com alegria!!!
Oscar Filho, humorista, pelo Twitter
Meus sentimentos à família do querido Chico Anysio. Meu coração nesse momento não consegue expressar com palavras o tamanho da minha dor!
Susana Vieira, atriz, pelo Twitter
Ele fez a gente acreditar que cada personagem que ele criou existia! Obrigada, Chico, pela sua obra, pelas risadas e pela inspiração! Te amo.
Fernanda souza, atriz, pelo Twitter
Triste pelo Chico... Trabalhei com ele já e tenho profunda admiração por ele e carinho pelo Bruno...
Luana Piovani, atriz, pelo Twitter
O gênio agora descansa.
João Gordo, músico, pelo Twitter
O mestre do humor descansou! Vai em Paz!
Jonatas Faro, ator, pelo Twitter
Chico Anysio, Bento Carneiro, Bozó, Alberto Roberto, Coalhada, Haroldo, Painho, Nazareno. Sentiremos falta de todos voces. Valeu Chico!
Felipe Andreoli, humorista, pelo Twitter
Minha admiração e respeito por Chico Anísio. Deixo meu carinho ao amigo Bruno Mazzeo e toda a sua familia. Sem dúvida o céu está mais divertido.
Luciano Huck, apresentador, pelo Twitter
Triste com a morte do mestre Chico Anísio com quem fiz o meu primeiro trabalho na tv, padrinho do Cócegas e gênio máximo da comédia!
Ingrid Guimarães, atriz, pelo Twitter
Chico Anysio, mestre de todos nós humoristas, um cara insubstituível.
Beto Silva, integrante do Casseta & Planeta, pelo Twitter 
 

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...