quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Torneio será realizado no José Vareda


No próximo dia 10 de janeiro, será realizado um torneio de futebol no Estádio José Vareda, com a participação das equipes sub-15. Para os interessados em participarem, basta entrar em contato com Flávio Hermínio, pelo telefone 9266 2910 (Claro) e 9694 1812 (TIM), e Rose Florêncio. A inscrição custa 50 reais.

Retrospectiva 2014

Neste último dia do ano, o blog LIMOEIRO NEWS relembra resumidamente alguns fatos que marcaram o ano, em Limoeiro, em Pernambuco, no Brasil e no Mundo. Como ficará esse ano na lembrança de muita gente?

2014 foi marcado principalmente na área de Esportes e Política. Foi ano de Copa do Mundo. Mas não era uma Copa qualquer. Foi a Copa realizada aqui em nossa casa. O Brasil voltou a sediar uma Copa do Mundo após 64 anos.

Muito se pensou que o Brasil faria bonito dentro de campo e feio fora dele. Mas o que se viu foi o contrário. Fora de campo, o Brasil deu exemplo de organização e recebeu muito bem os turistas. Já dentro dele...

Os 7x1 da Alemanha sobre o Brasil foi a maior derrota da história da Canarinha em Mundiais. E o pior: dentro de sua casa. O jogo foi no Estádio do Mineirão, o que fez o Maracanazzo de 1950 ser esquecido e os jogadores daquela final triste para o Uruguai serem perdoados, um pouco que tardiamente.

A Alemanha foi quem fez a festa. Tornou-se tetra campeão de futebol em jogo realizado no Maracanã contra a Argentina. A Alemanha também ganhou em 1954, 1974 e 1990.

Já o Brasil não passou do quarto lugar, perdendo a disputa do 3º Lugar para a Holanda por 3x0. A mesma Holanda que desclassificou o Brasil na África do Sul em 2010.

No cenário envolvendo Sport, Náutico e Santa Cruz, quem teve muito a comemorar esse ano foi o Sport. Campeão Pernambucano, Campeão do Nordeste e continua na Série A do Brasileiro. O Náutico apenas foi coadjuvante. Vice Pernambucano, ficou na primeira fase do Nordeste e se manteve na Série B do Brasileiro. O Timbu vem enfrentando problemas financeiros.

Mas quem deveria comemorar era o Santa Cruz, pois 2014 é o ano do seu centenário. Mas o Tricolor decepcionou nas competições que disputou. Foi eliminado nas semifinais do Pernambucano para o Sport e ainda perdeu a disputa do 3º Lugar para o Salgueiro. Foi o quarto colocado na Copa do Nordeste. Na Série B, o cenário no Arruda foi marcado por uma tragédia. Durante o jogo Santa Cruz x Paraná, um torcedor coral atirou um vaso sanitário contra um torcedor do Sport, que morreu na hora. O time foi punido e proibido de jogar no Arruda.

Ainda na Série B, o Santa Cruz quase subia, mas desperdiçou as oportunidades e acabou eliminado. Foi um ano para a torcida tricolor sem ter o que comemorar.

No âmbito nacional, foi o futebol mineiro quem mandou e desmandou. O Cruzeiro foi Campeão Brasileiro pela quarta vez, pois ganhou também em 1966, 2003 e 2013. O arquirrival Atlético/MG foi o campeão da Copa do Brasil. Entre os times que estiveram mal esse ano, o Palmeiras, em pleno ano de seu centenário, quase era rebaixado pela terceira vez, mas escapou na última rodada, mesmo assim por que o Vitória perdeu para o Santos no Barradão. O Botafogo não teve a mesma sorte. Foi rebaixado com uma rodada de antecedência e vai disputar a Segundona pela segunda vez. O Criciúma também foi rebaixado. E quem também foi castigado foi o futebol baiano, que viu seus principais times, Vitória e Bahia, serem rebaixados juntos pela segunda vez na história - a primeira foi na Série B de 2005, aonde o rubro-negro e o Tricolor desceram para a Série C juntos.

Enquanto no futebol tudo acontecia, na política, o ano prometia ser quente. Dilma Rousseff, atual presidente, do PT, iria disputar a reeleição. Os seus principais adversários eram Aécio Neves, do PSDB, e Eduardo Campos, do PSB. Em todas as pesquisas, a petista liderava tranquila.

Eduardo Campos era governador de Pernambuco até abril, quando renunciou, e passou o cargo ao vice, João Lyra Neto. Eduardo saiu para disputar a Presidência da República. Em Pernambuco, o escolhido para disputar a eleição no PSB foi Paulo Câmara. O adversário era o senador Armando Monteiro Neto, do PTB, que tinha o apoio do PT.

Mas, apesar do apoio de Eduardo, Paulo Câmara não decolava nas pesquisas. Armando Monteiro aparecia sempre com larga vantagem, com mais de 30 pontos na frente. O petebista marchava tranquilo rumo ao Governo do Estado.

Eduardo Campos lançou sua candidatura a presidente, tendo como vice Marina Silva, também do PSB. Mas em agosto, uma tragédia mudaria o rumo da política nacional e local. Eduardo Campos viajava do Rio de Janeiro a Santos, após ser entrevistado no Jornal Nacional. O avião onde o político estava caiu em Santos e matou o candidato a presidente e mais seis ocupantes.

No meio disso tudo, uma coincidência sinistra: Eduardo morre no dia 13 de agosto de 2014, a mesma data, que em 2005, também morria seu avô, Miguel Arraes.


O enterro do político reuniu políticos de diversos partidos, além de amigos e admiradores do ex-governador. Ele foi sepultado no cemitério de Santo Amaro, ao lado do túmulo do avô.

A tragédia mudou o rumo das eleições no estado. Paulo Câmara começou a ganhar pontos nas pesquisas. Acabou ultrapassando o adversário Armando Monteiro. Por fim, o socialista venceu o petebista, sendo o candidato a governador mais votado no Brasil.

Já no plano nacional, Marina Silva foi escolhida pelo PSB para a vaga de Eduardo. Marina chegou a ter um grande crescimento, mas perdeu fôlego na reta final e ficou fora do segundo turno, que foi disputado entre Dilma e Aécio. Numa das eleições mais disputadas do País, a petista foi reeleita.

Já em Limoeiro, a maior surpresa da política local foi a saída de quatro vereadores da base aliada do prefeito Thiago Cavalcanti e do ex-prefeito Ricardo Teobaldo. Os vereadores José Félix - o presidente da Câmara - Beto de Washington, Manoel do Sindicato e Luiz do Matadouro romperam com a base aliada e se aliaram ao ex-vereador Joãozinho (PSB), adversário de Teobaldo. A saída dos vereadores estaria relacionada ao episódio da reeleição de Félix para presidente da Câmara, pois Teobaldo apoiava Daniel do Mercadinho. No dia da eleição, os vereadores Zé de Nena, Zélia de Ribeiro do Mel, Daniel do Mercadinho, Hilton e Eraldo do Codesul não compareceram. Os outros vereadores presentes, além dos quatro que deixaram a base aliada, eram Juarez, Ciciu, Zé Nilton e Bau da Capoeira. Todos votaram em Félix, o que fez com que ele fosse reeleito com unanimidade. Foram 8 votos e 5 abstenções.


Na prefeitura de Limoeiro, o ano ficou marcado pelo fim da era Ricardo Teobaldo como prefeito da cidade. O petebista, que assumiu o mandato dia 1 de janeiro de 2009 e foi reeleito em 2012, reempossado em 1 de janeiro de 2013, renunciou à Prefeitura para se candidatar ao cargo de deputado federal. Ricardo reuniu toda a imprensa para anunciar sua renúncia, que foi oficializada na noite do dia 04 de abril de 2014, na Câmara. Thiago Cavalcanti, que era o vice, assumiu a Prefeitura de Limoeiro e vem dando continuidade ao exitoso trabalho desenvolvido por Ricardo.

Ricardo enfrentou algumas dificuldades, como a perda de quatro vereadores - já relatado acima. Mas foi para a campanha e foi eleito deputado federal com mais de 92 mil votos. Limoeiro volta a ter um representante na Câmara Federal. José Humberto foi eleito deputado estadual.

Pelo lado da oposição, Joãozinho foi candidato a deputado estadual e apoiou o ex-prefeito de Timbaúba, Marinaldo Rosendo - que se elegeu. Joãozinho não foi eleito, mas dentro de Limoeiro, foi muito bem votado.

No grupo do vereador Zé Nilton, os candidatos a federal e a estadual, respectivamente, eram Sérgio Guerra e Henrique Queiroz. Entretanto, Sérgio Guerra faleceu em março, e após alguns meses, Zé Nilton optou por apoiar Mendonça Filho. Mendonça e Queiroz foram eleitos.

Zé Higino apoiou para federal Eduardo da Fonte e o estadual Joaquim Lira (ambos eleitos). Quem também foram apoiados em Limoeiro foram o federal Jarbas Vasconcelos (eleito) e o estadual Ricardo Costa (eleito), que tiveram apoio do ex-deputado Assis Pedrosa.

Mas o ano de 2014 foi marcado por uma grande perda: o radialista Carlos Alfeu, da Rádio Jornal de Limoeiro, gozava merecidas férias, no Rio de Janeiro, quando teve um infarto agudo no miocárdio, vindo a falecer no dia 13 de novembro de 2014. Seu corpo foi trazido pra Limoeiro no dia 15, e velado no Centro Limoeirense, após a negativa do Colombo que causou indignação na cidade. O seu sepultamento reuniu muitas pessoas pelas ruas da cidade, algo que deve ter sido visto nos enterros do Coronel Chico Heráclio, Toinho de Limoeiro e Padre Luís Checchin. No mesmo dia do enterro, outro limoeirense ilustre falecia: o ex-prefeito Luís Raimundo Medeiros Duarte, de 61 anos. Luís foi prefeito de Limoeiro de 2005 a 2009.

Mas Limoeiro também teve seus momentos de alegria. A cidade mais uma vez, fez um grande São João, trazendo Cláudia Leitte e Jorge & Mateus. O Micaeiro, a Emancipação, a Festa de São Sebastião e a Exposição também foram realizadas com êxito.

Limoeiro também ganhou empreendimentos. Em março, foi inaugurada a Indústria de Sorvetes Millet. O evento contou com a presença do então governador Eduardo Campos, que no mesmo dia, assinou uma ordem de serviço para a recuperação da PE-95, mas que causou muitos transtornos, uma vez que as obras demoraram muito para começar. As obras até se iniciaram, mas por enquanto, só está restaurada de Caruaru até Ameixas, sendo paralisada em seguida.

Ainda no ano de 2014, tivemos a VII Copa da Juventude, que consagrou Reis Cell como campeão, num jogo eletrizante ao vencer o Esporte Limãozinho de virada por 3x2.

MEMÓRIA - Quem nos deixou em 2014

CARLOS ALFEU - Radialista
LUÍS RAIMUNDO - Político limoeirense, ex-prefeito
NELSON NED - Cantor
LUCIANO DO VALLE - Narrador Esportivo
MAURÍCIO TORRES - Narrador Esportivo
SHIRLEY TEMPLE - Atriz Americana
JAIR RODRIGUES - Cantor
PAULO GOULART - Ator
JOSÉ WILKER - Ator
SÉRGIO GUERRA - PolíticoEDUARDO CAMPOS - Ex-governador de Pernambuco
ROBERTO BOLAÑOS - Humorista, criador e intérprete de Chaves e Chapolim.
ARIEL SHAROM - Primeiro ministro de Israel
EDUARDO COUTINHO - Cineasta
SANTIAGO ANDRADE - Cinegrafista da Band
ALAIN RESNAIS - Cineasta da França
BELLINI - Ex-jogador da Seleção, capitão na conquista da Copa de 1958.
GABRIEL GARCÍA MARQUEZ - Escritor colombiano
FERNANDÃO - Jogador do Internacional
SAMUEL KLEIN - Fundador das Casas Bahia
MARLY MARLEY - Atriz e jurada do Programa Raul Gil
PLÍNIO DE ARRUDA SAMPAIO - Político
OSMAR DE OLIVEIRA - Comentarista
JOÃO UBALDO RIBEIRO - Escritor
ARIANO SUASSUNA - Escritor
RUBEM ALVES - Escritor
ROBBIN WILLIAMS - Ator americano
ANTÔNIO ERMÍRIO DE MORAES - Empresário
HUGO CARVANA - Ator
ADIB JATENTE - Médico e ex-ministro da Saúde do Governo Fernando Henrique Cardoso.
MÁRCIO THOMAZ BASTOS - Ex-ministro da Justiça do Governo Lula.
JOAQUIM DOS SANTOS RODRIGUES - Cearense, conhecido como "Seu Lunga", o rei do mau humor.
HILDA MARIA VALENTIM - Conhecida como "Hilda Furacão". 










segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Natal FelizCidade continua a emocionar op público

Na noite do dia 23, a Praça da Bandeira recebeu mais uma vez, diversas atrações culturais referentes a programação especial de Natal. A primeira apresentação foi da Escola Manoel Marques, que trouxe ao palco do anfiteatro o espetáculo “O nascimento de Jesus”. A encenação foi produzida pelos alunos e professores do Programa Mais Educação.










Logo em seguida, foi a apresentação do Coral AABB Encanto que emocionou com suas lindas canções natalinas o público presente. Terminando a noite especial houve a apresentação do grupo de dança Mazuca do município de Agrestina/PE. A programação natalina segue até o dia 29 de dezembro.


ERIVALDO CARVALHO - DIPML

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Dilma anuncia mais 13 nomes do novo ministério

Todos os novos integrantes devem assumir oficialmente suas funções no dia da posse da presidenta / EVARISTO SA /AFP

Todos os novos integrantes devem assumir oficialmente suas funções no dia da posse da presidenta

EVARISTO SA /AFP

A presidenta Dilma Rousseff anunciou, há pouco, o nome de 13 ministros que farão parte da equipe do segundo mandato. Todos os novos integrantes do primeiro escalão do governo devem assumir oficialmente suas funções no dia da posse da presidenta, marcada para as 15h do dia 1º de janeiro.
Aldo Rebelo deixa o Ministério do Esporte, no qual coordenou as ações do governo durante a Copa do Mundo, para assumir a pasta de Ciência, Tecnologia e Inovação. Desde o governo Lula, o deputado assumiu a presidência da Câmara, foi ministro da Coordenação Política e líder do governo e do PCdoB na Câmara.
Jaques Wagner, atual governador da Bahia, será o novo ministro da Defesa no lugar de Celso Amorim. O petista foi eleito deputado federal três vezes e ocupou cargos do primeiro escalão no governo Lula, como o comando do Ministério do Trabalho e Emprego, antes de Ricardo Berzoini, atual titular da pasta de Relações Institucionais. Wagner foi eleito governador em 2006.
Na Educação, foi confirmado o nome de Cid Gomes, atual governador do Ceará. Gomes obteve o primeiro mandato eletivo em 1990 como deputado estadual. Seis anos depois, foi eleito prefeito de Sobral e reeleito para mais um mandato. Em 2006 chegou ao governo do estado, eleito no primeiro turno. O cearense foi responsável pela coordenação da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva para o segundo turno da eleição presidencial.
Pelo menos seis peemedebistas foram confirmados no comando de pastas do segundo mandato do governo Dilma. O senador Eduardo Braga (PMDB-AM) assumirá o Ministério de Minas e Energia. O engenheiro vai substituir o também peemedebista Edison Lobão, que comanda a pasta desde o início do governo Dilma.
Como ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, no lugar de Moreira Franco, também PMDB, assumirá Eliseu Padilha, ex-ministro dos Transportes no governo Fernando Henrique Cardoso. Advogado por formação e empresário, Padilha foi prefeito do município gaúcho de Tramandaí, deputado federal e coordenou deixou a campanha de Fernando Henrique à Presidência da República.
Ainda do PMDB, o deputado Edinho Araújo (SP) vai comandar a Secretaria Nacional de Portos no lugar de César Borges, que está no cargo desde junho deste ano. Edinho começou a carreira política aos 23 anos, quando disputou sua primeira eleição a prefeito. Foi três vezes deputado estadual e duas vezes deputado federal. Em 2001, assumiu a prefeitura de São José do Rio Preto, foi reeleito em 2008 e dois anos depois voltou ao mandato de deputado federal.
A nova ministra da Agricultura, senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), entrou para o ramo do agronegócio com a morte do marido em um acidente de avião, em 1987. Nascida em Goiânia, ela é formada em psicologia pela Universidade Católica de Goiás. Atualmente é presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).
Também do PMDB, o paraense Helder Barbalho assumirá o Ministério da Pesca, substituindo Eduardo Lopes. Barbalho foi candidato, pela primeira vez ao governo do Pará, mas perdeu para Simão Jatene, do  PSDB. Segundo mais votado no pleito, o novo ministro é filho do senador Jader Barbalho e da deputada Elcione Barbalho, ambos do PMDB. Ele começou a carreira política há 15 anos, quando se candidatou e foi eleito o vereador mais votado de Ananindeua. Barbalho também foi deputado estadual e, aos 25 anos, eleito o prefeito mais jovem da história do Pará.
No Turismo, permanece o atual ministro Vinícius Lages, que também é filiado ao PMDB e está no posto desde março.
Para o Ministério das Cidades, o indicado foi ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, do PSD, que substituirá Gilberto Occhi, no cargo desde março.
Também foi anunciado o nome do futuro titular da Controladoria-Geral da União, Valdir Simão, atual secretário-executivo da Casa Civil. O novo ministro do Esporte será George Hilton, deputado federal pelo PRB de Minas Gerais. Assumirá a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) a professora Nilma Lino Gomes, integrante do Conselho Nacional de Educação (CNE).
Hoje pela manhã, Dilma Rousseff participou de uma rápida confraternização com os atuais ministros de seu governo no Palácio da Alvorada. Dilma chegou uma hora depois do horário marcado para o evento de confraternização. Quase 40 minutos depois de sua entrada, os carros oficiais de ministros e parlamentares começaram a deixar o local. Os ministros da Fazenda, Guido Mantega, que fica no cargo até 1º de janeiro, da Advocacia-Geral da União (AGU), Luís Adams, e do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, foram os primeiros a sair.
Em seguida, o vice-presidente Michel Temer deixou o Alvorada seguido por outros ministros, pelo presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), pelos senadores José Pimentel (PT-CE), Acir Gurgacz (PDT-TO), Vanessa Graziotin (PCdoB-AM) e Gim Argello (PTB-DF) e pelo candidato à presidência da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que é adversário do nome do governo na disputa pela vaga, Arlindo Chinaglia (PT-SP), nas eleições marcadas para o dia 1º de fevereiro.

FONTE: JC ONLINE

Praça da Bandeira continua vivenciando programaçao natalina


As vozes de Natal entoaram mais forte no início da noite desta segunda feira (22). O anfiteatro da Praça da Bandeira foi palco de diversas atrações culturais da cidade de Limoeiro e capital pernambucana. Às 17h a peça teatral da Escola Luís Sátiro deu vida ao espetáculo natalino "O Boi e o Burro no caminho de Belém", a encenação narra a história do nascimento de Jesus Cristo pelo ponto de vista do Boi e do Burro, duas personagens que estão presentes no tradicional presépio. O texto escrito em 1953 por Maria Clara Machado, ainda conta com personagens reais e fictícios, como pastoras, reis magos, rainhas magas, anjos, o povo e a Estrela se misturam à frente dos dois animais, até que, com a chegada de Maria, José e do menino Jesus, a montagem de um presépio vivo se completa.















Logo em seguida, foi a vez da Banda “Sonhos de Natal” da Escola São Francisco, onde as crianças integradas fazem parte do Programa Mais Educação. Vestidos à caráter, os alunos tocaram diversas canções focando o espírito do Natal.

Vindo do Recife, as orquestras de cordas do Movimento Pró-Criança e do Conservatório de Música fecharam a noite com inúmeros cantos e baladas que emocionou o público presente. Paralelo a esta atividade musical, acompanhando a orquestra, houve apresentações de balé clássico e maracatu. A noite também contou com a apresentação do coral do Movimento Pró-Criança.

A programação especial do Natal FelizCidade que iniciou no dia 14 de dezembro seguirá até o dia 29, sempre as 19h na Praça da Bandeira.

ERIVALDO  CARVALHO - DIPML

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Câmara de Limoeiro realiza confraternização

Nesse período de Natal e confraternizações, na tarde de hoje, foi a vez da Câmara Municipal de Limoeiro realizar a sua. Vereadores, assessores, estiveram presentes em uma festa que supera a cor partidária e faz lembrar que todos somos irmãos. A festa foi realizada no Palhoção do Ataíde, na Rua do Alegria. Todos os presentes desfrutaram de um delicioso almoço em clima de festa de confraternização.















Presidente da Câmara de Limoeiro testa positivo pra Covid

  O presidente da Câmara de Limoeiro, Juarez de Conavles (DEM), testou positivo para a Covid-19. Ele não compareceu à reunião de hoje e se e...