domingo, 5 de abril de 2015

O maior jejum de títulos da história timbu


Pernambucano 2015, 10ª rodada: Salgueiro 4x1 Náutico. Foto: Jorge Burégio/FPF/site oficial
A eliminação precoce do Náutico no Estadual, após perder de 4 x 1 para o Salgueiro, no Cornélio de Barros, resultou também numa marca histórica, negativa. Ao terminar a edição de 2015 sem levantar a taça de campeão pernambucano, o Timbu chega a 11 anos de seca. O hiato desde 2004 igualou o maior jejum, quando conquistou o título de 1989 e só voltou a soltar o grito de campeão em 2001, em seu centenário, evitando o hexa do Sport.

Agora, o clube de Rosa e Silva se aproxima perigosamente do maior jejum de um grande clube do estado. No hiato recorde, o Leão ficou sem vencer o Pernambucano no período que marcou a maior série de triunfos do Náutico, o hexa, e do Santa Cruz, o penta. Doze edições. Contudo, no intervalo de troféus locais, o Leão conquistou o Torneio Norte-Nordeste de 1968.

O levantamento do blog , abaixo, considera o intervalo entre títulos estaduais. A explicação é necessária pois o Tricolor disputou o Estadual de 1915 a 1930 (16 edições) sem ganhar, assim como o Alvirrubro entre 1916 a 1933 (18).

Sport (1962/1975) – 12 anos
Sport ( 1928/1938) – 9 anos

Náutico (1989/2001) – 11 anos
Náutico (2004 / presente) – 11 anos
Náutico (1974/1984) – 9 anos

Santa Cruz (1947/1957) – 9 anos
Santa Cruz (1959/1969) – 9 anos
Santa Cruz (1995/2005) – 9 anos

Jejuns dos demais clubes campeões pernambucanos:
América (1944 / presente) – 71 anos
América (1927/1944) – 16 anos
Torre (3 títulos), Tramways (2) e Flamengo do Recife (1) estão extintos.

FONTE: BLOG DO CÁSSIO ZIRPOLI  / DIÁRIO DE PERNAMBUCO
http://blogs.diariodepernambuco.com.br/esportes/2015/04/05/o-maior-jejum-de-titulos-da-historia-timbu/



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Morre em Brasília o ex-vice-presidente Marco Maciel

  Pernambuco e o Brasil perderam na madrugada deste sábado (12) um dos mais respeitados homens públicos. Marco Antônio de Oliveira Maciel, d...