quinta-feira, 16 de maio de 2013

SANTA CRUZ PERDE PARA O INTERNACIONAL E ESTÁ FORA DA COPA DO BRASIL

O Santa Cruz se despediu da Copa do Brasil nesta quarta-feira. Ao fim da primeira etapa, no Estádio Centenário, o Tricolor tinha um jogador a mais que o Internacional e um 0 x 0 que levava aos pênaltis no placar. Como havia jogado bem até então, a torcida acreditava na classificação. Mas o segundo tempo não foi bom. O time não soube aproveitar a superioridade numérica, perdeu poder de marcação, tomou dois gols do Colorado e não conseguiu reagir. O tricampeão pernambucano volta, agora, as atenções definitivamente para a Série C.
O primeiro tempo foi favorável para o Tricolor. O time começou apertando o Internacional e marcando-o em seu campo de defesa. A postura talvez tenha pegado o Colorado de surpresa. O time não conseguiu sufocar os visitantes como planejou. O seu primeiro chute foi apenas aos 8 minutos, com o lateral-esquerdo Fabrício, que, no entanto, foi longe do gol de Tiago Cardoso. Era uma das principais apostas da equipe - até por não conseguir furar o bloqueio coral. Ou cruzamentos na área, facilmente cortados pela zaga, ou arremates de longa distância.
O próprio Fabrício foi responsável por outro lance de perigo, aos 20 minutos. Quando chutou de longe e obrigou Tiago Cardoso a colocar para escanteio. O Santa Cruz, por outro lado, era um time que sabia neutralizar o adversário, mas que não conseguiu criar suas próprias ocasiões de gol. Muito em função de ter apenas um atacante, Flávio Caça-Rato, e pelo fato de que seus dois meias que se alternavam para ajudá-lo não estarem inspirados. Raul e Renatinho apareceram em várias oportunidades na frente, mas em geral erravam passes e chutes quando tocavam na bola. No final do primeiro tempo, o lateral-esquerdo gaúcho, Fabrício, foi expulso.
Na volta para o segundo tempo, o Tricolor teve mais espaço - e menos intensidade. Deixou-se levar pela comodidade de ter um jogador a mais e , no entanto, não conseguiu transformá-la em vantagem efetiva. Até começou tocando bem a bola, mas não chegou com perigo no campo adversário. Não manteve, também, a pegada na marcação e permitiu, assim, que o Internacional fosse até melhor do que no primeiro tempo.
Aos 12 minutos, D'Alessandro abriu o placar após cruzamento na medida de Aírton. A marcação falhou e deixou o meia argentino sozinho, dentro da área, bater no contrapé de Tiago Cardoso. Com o passar do tempo e por ter um a mais, Martelotte fez alterações ousadas. AOs cinco minutos, Renatinho sentiu uma lesão muscular no exato instante em que poderia abrir o placar. O meia recebeu belo cruzamento, dentro da área, sozinho. Chutou fraco de esquerda e pediu para ser substituído. Danilo Santos, atacante, entrou em seu lugar.
Aos 21, Luciano Sorriso deixou o gramado para a estreia de André Dias. O time, que tinha apenas um atacante no começo do jogo, agora tinha três homens de frente. Que adiantaram pouco. A bem da verdade, só estiveram em campo juntos por sete minutos - porque Flávio Caça-Rato foi substituído por Marquinho, pouco depois de Tiago Costa ser expulso por falta em D'Alessandro. Santos e Dias, os remanescentes, atuaram pouco e mal.
As chances corais acabaram, definitivamente, aos 35 minutos. Foi nesse momento que o atacante Caio, que entrara no lugar de Rafael Moura, girou na entrada da área e bateu forte - mas no meio. Tiago Cardoso deixou passar uma bola defensável, o que não acontece com muita frequência. O sonho tricolor de seguir adiante na Copa do Brasil terminou.

Ficha do jogo
Internacional: Muriel; Gabriel, Rodrigo Moledo, Juan e Fabrício; Airton (Josimar), Willians, Fred e D’Alessandro; Diego Forlán (Kléber) e Rafael Moura (Caio). Técnico: Dunga.

Santa Cruz:
Tiago Cardoso; Nininho, William Alves, Renan Fonseca e Tiago Costa; Anderson Pedra, Luciano Sorriso (André Dias), Sandro Manoel, Raul e Renatinho (Danilo Santos) ; Flávio Caça-Rato (Marquinho). Técnico: Marcelo Martelote.

Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS). Horário: 22h. Árbitro: Antônio Denival de Morais (PR). Assistentes: Bruno Boschilia e Diego Grubba (PR). Cartões amarelos: William Alves  e Nininho (Santa Cruz); Juan (Internacional); Cartão Vermelho: Fabrício (Internacional); e Tiago Costa (Santa Cruz); . Gols: D'Alessandro (aos 12 do 1T) e Caio (Aos 35 do 2T), para o Internacional.

Fonte: Blog doTorcedor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Confirmadas as atrações do Bloco do Zé

 A espera chegou ao fim e as atrações do Bloco do Zé foram confirmadas. Além do Trio Asas da América e Bia Villa Chan, outra grande atração ...