quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Santa Cruz perde para o Sampaio Correia por 2x0 no Arruda

Sampaio jogou melhor do que o Santa e venceu por 2x0 / Diego Nigro/JC Imagem

Sampaio jogou melhor do que o Santa e venceu por 2x0

Diego Nigro/JC Imagem

Um time sem alma e ímpeto de decisão. Assim foi o Santa Cruz na derrota por 2x0 para um Sampaio Corrêa aguerrido e organizado, na noite desta terça-feira (18/11), no Arruda, pela 36ª rodada da Série B. Com o resultado, o tricolor completou quatro jogos sem vencer – três derrotas e um empate – e ficou mais longe do acesso à Série A. O time coral caiu da 9ª para 10ª colocação com 52 pontos, quatro atrás do Boa Esporte, 56, na quarta colocação. O time maranhense chegou aos 53 e ocupa a 9ª posição, ainda com chances de sonhar com à elite nacional.
A competição chega a sua reta final e faltam duas rodadas. No sábado, o Santa Cruz tem o Avaí, 56 pontos (em sexto), no Arruda. O Sampaio recebe Atlético-GO (5º, também com 56), em São Luís.
O técnico Oliveira Canindé até que não inventou. Ao contrário, escalou o time com os meias Natan e Wescley, os dois volantes Sandro Manoel e Memo e os atacantes Leo Gamalho e Keno. O setor de defesa com Tony, Everton Sena, Renan Fonseca e Tiago Costa. Mesmo assim, o time não teve criatividade, não conseguiu anular a boa marcação do Sampaio Corrêa. Ao contrário, se limitou a explorar os lançamentos, o que só facilitou o adversário, que se segurou defensivamente. A maior prova é que o tricolor pernambucano, em todo o primeiro tempo, ficou apenas em um bom arremate de Wescley para o goleiro Rodrigo Ramos defender para escanteio.
Diante de um Santa Cruz sem imaginação, o time maranhense tocou a bola, sempre em busca de um contra-ataque. Aos 10 minutos, o volante Marino arriscou de fora da área, mas a bola passou rente a trave direita do goleiro Tiago Cardoso.
No segundo tempo, o técnico Vinícius Saldanha resolveu arriscar. O Sampaio voltou com o meia Márcio Diogo e volante Robson Simplício nas vagas de Hiltinho e Jonas, respectivamente. Logos aos três minutos surpreendeu o Santa Cruz. Após um cruzamento do atacante Siloé, que taticamente foi quase perfeito, na área e na indecisão da defesa tricolor e na falha de Tiago Cardoso, o atacante Válber aproveitou e bateu para fazer 1x0.
O gol abalou ainda mais o confuso Santa Cruz. O time caiu ainda mais de rendimento. Os meias Natan e Wescley eram nulos. O atacante Leo Gamalho e Keno sem ação. Diante disso, Oliveira Canindé tirou Keno para a entrada de Pingo, enquanto o atacante Cassiano ocupou o lugar de Memo. Duas modificações ineficientes. Tudo piorou aos 23 minutos, quando Válber cruzou da esquerda e o zagueiro Luís Otávio, sozinho na área tricolor, cabeceou para fazer 2x0.
Com os 2x0 para o Sampaio, o Santa Cruz se entregou. O Sampaio, com qualidade e bem montado, poderia até ter aumentado o placar diante do um adversário perdido e entregue dentro de campo. No entanto, preferiu tocar a bola, esperar o tempo passar para consolidar uma bela vitória.
FICHA DO JOGO
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Tony, Everton Sena, Renan Fonseca e Tiago Costa; Sandro Manoel, Memo (Cassiano), Natan (Emerson Santos) e Wescley; Leo Gamalho e Keno (Pingo). Técnico: Oliveira Canindé.
Sampaio Corrêa: Rodrigo Ramos; Daniel Damião, Mimica, Luís Otávio e Willian Simões; Marino, Jonas (Robson Simplício), Uillian Correia e Hiltinho (Márcio Diogo); Siloé (Willian Paulista) e Válber. Técnico: Vinícius Saldanha.
Local: Arruda. Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES). Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Marrubson Freitas (DF). Gols: Válber aos 3 e Luís Otávio aos 23 minutos do 2º tempo. Cartões amarelos: Everton Sena, Emerson Santos e Keno (Santa); Mimica, Marino e Jonas (Sampaio). Renda: R$ 145.727. Público: 14.609.

FONTE: JC ONLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...