quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Atlético/MG bate Cruzeiro e conquista a Copa do Brasil

Atlético Mineiro bateu o arquirrival Cruzeiro por 1x0, com gol de Diego Tardelli (foto) / Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP

Atlético Mineiro bateu o arquirrival Cruzeiro por 1x0, com gol de Diego Tardelli (foto)

Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP

O Atlético-MG conquistou pela 1ª vez na história o título da Copa do Brasil, nesta quarta-feira (26), no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, ao bater o arquirrival Cruzeiro por 1x0, com gol de Diego Tardelli. Os atleticanos tinham a vantagem, uma vez que haviam vencido a partida de ida por 2x0. Com o triunfo, o Galo garantiu vaga na Copa Libertadores de 2015.
O primeiro tempo da decisão foi eletrizante. Cruzeiro e Atlético-MG entraram em campo com apetite de título – marcaram com rispidez, o que tornou a partida tensa em alguns lances, e buscaram o ataque de forma incessante, o que proporcionou muitos momentos de emoção. Ao longo da etapa inicial, foram cinco chances claras de gol, quatro a favor dos atleticanos e apenas uma dos cruzeirenses.
O Atlético-MG criou sua primeira boa oportunidade aos 7 minutos, quando Luan cruzou da esquerda e Diego Tardelli furou. Aos 12, em uma roubada de bola na intermediária, o Galo poderia ter aberto o placar com um chute de Marcos Rocha que o goleiro Fábio defendeu de forma salvadora. No lance seguinte, o único momento de perigo do Cruzeiro. Ricardo Goulart invadiu a área sozinho, mas bateu mal, mandando à direita de Victor.
Os atleticanos voltaram a desperdiçar uma chance clara aos 42 minutos. Após bate-rebate na área, a bola se ofereceu para Dátolo, que isolou, mandando por cima da meta cruzeirense. O primeiro tempo no Mineirão parecia que ia terminar sem gols, quando Dátolo cruzou da direita e Diego Tardelli, livre na pequena área, cabeceou sem chances para Fábio. Galo, 1x0.
O segundo tempo não foi, nem de longe, tão bom quanto o primeiro. Com a enorme vantagem que tinha, o Atlético-MG recuou em demasia, passou a tocar a bola com cadência e mal chegou ao ataque. Já o Cruzeiro tinha pressa, mas errava muitos passes e não conseguia finalizar com perigo.
Em toda a etapa complementar, só dois lances foram dignos de registro. O primeiro a favor do Cruzeiro. Aos 28, Ricardo Goulart aproveitou cruzamento da esquerda e bateu cruzado. A bola estufou as redes, mas pelo lado de fora. Dois minutos depois, veio a resposta atleticana, em uma cobrança de falta de Dátolo. O meia argentino disparou uma bomba, que explodiu no travessão de Fábio.
Assim, a decisão se arrastou para o fim com festa do futebol mineiro. Passados três dias do título do Cruzeiro na Série A do Brasileiro, o Atlético-MG comemorou a Copa do Brasil.

FONTE: JC ONLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...