quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Náutico perde para o Oeste por 2x0 a dá adeus ao sonho de voltar à elite

Dado Cavalcanti reconheceu que Náutico não jogou bem contra Oeste /

Dado Cavalcanti reconheceu que Náutico não jogou bem contra Oeste

Se o mais dos otimistas torcedores do Náutico ainda nutria alguma esperança de acesso, ela foi embora na noite desta terça-feira (18/11), após a derrota por 2x0 para o Oeste-SP, no Estádio dos Amaros, em Itápolis. 
Jogando um péssimo futebol, o timbu foi facilmente derrotado e não tem mais chance matemática de ascender de divisão. Como Atlético-GO e Avaí venceram suas partidas e chegaram aos 56 pontos, eles não poderão ser mais ultrapassados pelo Náutico, hoje estacionado nos 49 pontos. Assim, nas próximas duas rodadas da Série B, os alvirrubros jogarão apenas para cumprir tabela.
O JOGO
Precisando vencer para se afastar cada vez mais da zona do rebaixamento, o Oeste-SP foi quem atacou primeiro. Logo no minuto inicial, Cristiano bateu forte de fora da área, obrigando Júlio César a fazer uma  boa defesa do jogo.
Do outro lado, o Náutico, com três atacantes, não demorou a responder. Aos seis, Marinho acertou o travessão num lindo chute. Na volta, o atacante Sassá, impedido, teve seu gol anulado corretamente.
Agora apesar de o time paulista estar com mais ímpeto na partida àquela altura, o gol só saiu após uma boa contribuição dos pernambucanos. Aos 13, João Denoni recebeu a bola na entrada da área, depois de uma falha de antecipação de Luiz Alberto, e chutou forte. A bola ainda desviou em Renato Chaves antes de morrer nas redes de Júlio César: 1x0.
O segundo tento poderia ter saído aos 20, depois de um desvio de cabeça de Cristiano na pequena área. Atento, Júlio César defendeu seguramente.
Apesar de estar atrás do placar, o Náutico não demonstrava que poderia empatar o jogo. Dependeu muito de Cañete, que mais uma vez não estava numa noite inspirada, e dos contra-ataques mal encaixados. Aliás, as duas equipes protagonizaram um futebol muito aquém do esperado. Tanto que os quatro minutos de acréscimos dado pelo árbitro só fez aumentar o martírio que quem acompanhava a partida.
Para os 45 minutos finais, o Náutico voltou a campo com a proposta de jogar mais próximo da área adversária na tentativa de induzir o erro dos zagueiros. Só que não deu nem tempo para isso acontecer, porque o Oeste tratou de marcar o segundo gol.
Aos dois, após boa jogada pela direita, Lelê passou para Ezequiel, que acertou a trave. Na volta, Waguininho não teve trabalho algum para completar no gol: 2x0.
Sem poder de reação, o Náutico apenas aguardou o passar do tempo para  não sofrer mais gols e  a derrota não ser pior do que já estava.

FONTE: JC ONLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...