quinta-feira, 18 de julho de 2013

DEPUTADA TERESA LEITÃO PEDE EDUCAÇÃO COMO PAUTA PRIORITÁRIA DA SOCIEDADE



Qualidade na educação, a valorização salarial do magistério, a redução dos contratos temporários de professores, substituindo-os por concursados e os protestos que clamaram por melhores políticas públicas no país foram alguns dos temas discutidos no programa da Rádio Jornal Super Manhã, conduzido pelo comunicador Geraldo Freire, nesta quarta-feira (17).

Debateram a deputada estadual Teresa Leitão, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintepe) Heleno Araújo e o professor da Universidade de Pernambuco Otto Benar.

Teresa Leitão falou sobre as novas exigências que a população vem fazendo da escola pública, mas advertiu que a educação ainda não é uma pauta prioritária de muitos governos e dos meios de comunicação que deram total cobertura aos protestos ocorridos no mês de junho.

- Ainda não está no imaginário da sociedade, nem das pautas prioritárias dos governos e da grande imprensa, a mobilização pela educação. Dia 6 de abril a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação colocou 50 mil profissionais de educação na Esplanada dos Ministérios. Isso não saiu no jornal e na televisão - disse a parlamentar.

Apesar disso, Teresa acredita que a população vai exigir cada dia mais educação de qualidade. - Hoje a escola tem que ir onde está a demanda, não é a população que vem procurar a escola. Evidentemente que isso traz novos desafios na configuração das redes, na organização do sistema nacional de educação e o professor para a ser uma peça chave nesse processo -, lembrou.

Analisando a pesquisa da Confederação dos Transportes, divulgada nesta quarta-feira, a deputada lembrou que o tema educação foi lembrado como prioritário por apenas 7,8% da população. - A primeira coisa foi o combate à corrupção, mas um país educado, um estudante crítico, uma educação conscientizadora, ajudam as pessoas a exercer o controle social -, lembra.

- Sem educação a morte é lenta e silenciosa. Nós que somos da área precisamos fazer esse alerta. Tanto na destinação dos recursos como na natureza do investimento. Senão, vamos tratar superficialmente algo que merece profundidade. Não queremos só um país rico, que cresce, mas um país que se desenvolve com justiça social -, arremata.

Teresa Leitão esclareceu dúvidas sobre a questão de abertura de vagas para concursados e a grande quantidade de contratos temporários na rede de ensino estadual em Pernambuco. - Chamou atenção a grande quantidade de contratos temporários que temos na rede hoje, a maior quantidade desde a Constituição (1988) -, alerta a deputada.

Para Teresa, já passaram-se sete anos de governo estadual, o que permite que essa - distorção - seja corrigida com mais agilidade.

O professor Otto Benar defendeu que o professor da educação infantil deve ser o mais valorizado, para garantir a base do ensino. - Esquecemos a função principal da educação que é formar um cidadão capaz de mudar o mundo -, disse. Heleno Araújo lembrou que a educação pública é ameaçada com a má gestão nos municípios, que - cria uma situação de desvalorização do profissional.

O sindicalista lembrou de pesquisas que demonstram a escola pública como sendo o espaço onde será educada a classe média brasileira e que essa população vai exigir um ensino melhor. Heleno Araújo afirma que é preciso garantir gestão democrática, respeito à lei do piso do magistério e ao plano de cargos e carreiras. - Não dá mais para aguentar -, afirma. (Fonte: Assessoria).
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...