sábado, 26 de janeiro de 2013

PARA O PSB DE EDUARDO CAMPOS, DILMA LIBEROU SUCESSÃO



Ao retardar o anúncio dos seus planos para 2014, Eduardo Campos fica numa posição parecida com a do sujeito que torce pelo Vasco na arquibancada do Flamengo. Uma hora a coisa descamba para a encrenca.
Eduardo e sua turma enxergaram no timbre eleitoral do pronunciamento energético de Dilma Rousseff um quê de liberou geral. Ouça-se, a propósito, o deputado Beto Albuquerque, líder do PSB na Câmara:
“Precisamos de uma candidatura presidencial nova, com conteúdo, como a de Eduardo Campos. A presidente Dilma deixou claro nesse discurso [do barateamento da conta de luz] que é candidata à reeleição, que quer um mandato de oito anos. Então, nós ficamos liberados para falar sobre isso também.”
Beleza. Agora, para deixar as coisas claras como a gema, só falta o PSB devolver a Dilma os dois ministérios que controla: Integração Nacional e Portos. Eduardo com a neo-adversária a tiracolo já começa a dar a impressão do camarada que calçou a meia por cima do sapato.

Fonte: Blog do Josias / UOL Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Kátia Rodrigues fora da programação do São João de Limoeiro

Uma das maiores surpresas da divulgação da programação do São João de Limoeiro foi a exclusão da cantora Kátia Rodrigues da programação. Não...