quinta-feira, 26 de setembro de 2013

NÁUTICO ABRE VANTAGEM, MAS CEDE EMPATE PARA O SANTOS


Equipes abusaram dos erros na partida. Foto: Divulgação/Santos

Parecia que o Náutico finalmente iria sair com a vitória. Até fez um segundo tempo melhor que o adversário e marcou um gol perto do fim da partida com Maikon Leite. No entanto, a fase vivida pelo Timbu não é mesmo das melhores. Até alegria dura pouco. Pouco tempo depois de marcar o seu gol, o Alvirrubro sofreu o empate com Cícero de falta, considerada inexistente por muitos. 1x1 foi o placar do duelo desta quarta-feira, na Vila Belmiro, em Santos, pela 11º rodada do Brasileirão.

Apesar do lance duvidoso na falta que deu origem ao gol de empate do Peixe, o Náutico deve reclamar muito mais do próprio poder ofensivo. Os visitantes abusaram dos erros de finalização, principalmente no segundo tempo. Rogério, por exemplo, perdeu chance sem goleiro.
A situação do Timbu não muda muito com o ponto obtido nesta quarta. Segue na lanterna, com apenas 11 pontos. Já são 14 jogos sem vitórias na elite do futebol brasileiro. O Santos está em sexto com 33. Na próxima rodada, o Alvirrubro encara o Coritiba, na Arena Pernambuco. O alvinegro praiano visita o Atlético-MG.
LEIA MAIS:
> Martelotte fica satisfeito com apresentação do Náutico
O JOGO - O Santos até teve maior posse de bola e tentou ir mais ao ataque no confronto. Apostou no jogo pelas laterais e nos cruzamentos. O objetivo era explorar a altura do atacante William José. A estratégia, porém, não deu certo, principalmente por causa da defesa do Náutico, que esteve ligada no lance. O jogo aéreo praticamente não ocorreu por parte dos donos da casa.

Tirando essas tentativas pelas alas, o Peixe pouco produziu no aspecto ofensivo. Gideão só foi exigido mesmo apenas uma vez. Ainda assim, o goleiro salvou o Timbu. Faltou criatividade ao Peixe para furar a defesa do Náutico. A bola rodou a área do Alvirrubro várias vezes, mas sem uma maior objetividade por parte dos jogadores do Santos.

Pelo lado do Alvirrubro, um ataque digno do lanterna do Brasileirão. Várias foram as chances perdidas, especialmente no segundo tempo. Rogério e Maikon Leite colecionaram erros na conclusão.

Quando parecia que o 0x0 ficaria estampado no placar, eis que Maikon Leite conseguiu finalmente balançar as redes aos 37 minutos. Euforia para o estreante da noite, o técnico Marcelo Martelotte. Parecia que finalmente viria a tão almejada vitória depois. Alegria, porém, durou muito pouco. Logo em seguida, Cícero empatou de falta, que parece não ter existido. O Peixe ainda pressionou no fim e buscou a virada, mas não encontrou forças para sair com a vitória. Igualdade na Vila.
FICHA DA PARTIDA - SANTOS 1X1 NÁUTICO

Santos: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Gustavo Henrique e Mena; Alison, Renê Júnior (Léo Citadini), Cícero e Montillo (Leandrinho); Giva (Gabriel) e William José. Técnico: Claudinei Oliveira.

Náutico: Gideão; Maranhão, João Filipe, Leandro Amaro e Luiz Eduardo (Dadá); Elicarlos, Martinez, Derley e Tiago Real; Rogério (Hugo) e Maikon Leite (Olivera). Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP). Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL). Assistentes: Thyago Costa Leitão (PI) e Gean Carlos Menezes de Oliveira (RR). Gols: Maikon Leite (N) aos 37 e Cícero aos 39 minutos do segundo tempo. Amarelos: Maikon Leite (N), Derley (N), Giva (S), Martinez (N), Leandro Amaro (N), Maranhão (N) e Leandrinho (S).

Fonte: Blog do Torcedor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...