quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

TERMINAIS RODOVIÁRIOS SERÃO REFORMADOS EM PERNAMBUCO


Já mostramos aqui no Blog, terminais rodoviários em péssimo estado de conservação. Em alguns, os usuários temiam que o teto desabasse. Na ultima semana foi autorizado, através de uma publicação no diário Oficial do Legislativo de Pernambuco, a construção, reforma e ampliação de 13 terminais rodoviários intermunicipais em 2013, através de modificações no Plano Plurianual (PPA).
Em contato com a Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal (EPTI), o Blog de Igor Maciel foi informado acerca das ações gerais do governo do Estado referentes aos terminais rodoviários. Em todo o Estado são 72 terminais rodoviários e mais o Terminal Integrado de Passageiros (TIP), localizado no Recife, destes 60 são de responsabilidade da Empresa e 13 concedidos através de licitação pública para a Socicam.
Das 60 unidades sob responsabilidade direta do Estado, 18 rodoviárias em estado crítico receberam um atendimento prioritário da atual gestão e estão em reforma. São eles: Afogados da Ingazeira; Agrestina; Barreiros; Cabrobó; Canhotinho; Carpina; Catende; Custódia; Gameleira; Glória de Goitá; Goiana; Macaparana; Ouricuri; Quipapá; Santa Maria da Boa Vista; São Bento do Una; São Caetano e Venturosa.
Destas, onze rodoviárias terão as obras concluídas até o final deste mês e outras 07 unidades deverão ser entregues para a população em 2013. Os outros 42 terminais administrados pelo Estado passarão por processo de licitação no próximo ano e contam com orçamento do PPA 2013.
Quanto aos terminais controlados pela Socicam, a concessionária reconheceu para a EPTI, a existência de problemas relacionados à estrutura física e manutenção dos equipamentos e alegou haver déficit financeiro no contrato mantido com o Estado o que estaria dificultando o cumprimento das obrigações contratuais. O contrato já foi revisto, modificado e será sanado pelo governo.
Logo, a Socicam deverá tomar providência sobre a reforma/recuperação dos terminais rodoviários de Gravatá; Limoeiro; Palmares; Petrolina; Petrolândia; Salgueiro; Serra Talhada; Araripina; Garanhuns; Arcoverde; Caruaru; Curado; TIP Recife.
A EPTI informou ainda que os terminais foram concedidos através de licitação pública e que o governo não pode aplicar recursos públicos para a execução de obras, que em função da concessão são de responsabilidade da empresa licitada, no caso Socicam. Para esclarecer todas as dúvidas o exemplo é prático quem "aluga" tem toda a responsabilidade de manter a estrutura organizada, pintada e em bom estado de conservação e é ele quem tem que pagar por isso. E não o dono, no caso, o Estado.

Fonte: Blog do Igor Maciel
Foto do Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...