terça-feira, 16 de abril de 2013

FUSÃO ENTRE PPS E PMN: COMO VAI FICAR EM LIMOEIRO?


Um dos assuntos mais comentados da política nacional ultimamente é a provável fusão entre os partidos PPS (Partido Popular Socialista) e PMN (Partido da Mobilização Nacional). Esta semana, o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, conversou com este blogueiro via twitter, e ele falou que ambas as direções dos partidos foram decididas por suas direções, mas terá que ser aprovado agora pelos congressos nacionais do PPS/PMN.

A nível federal, ambos fazem oposição à presidente Dilma Rousseff (PT). Apoiaram em 2010 a candidatura de José Serra (PSDB), candidato derrotado à Presidência. A nível estadual, faziam oposição a Eduardo Campos (PSB), e apoiaram Jarbas Vasconcelos (PMDB), mas os dois partidos já admitem apoiar Eduardo no caso de uma candidatura dele à presidência em 2014. 

Mas a realidade local é diferente. Em Limoeiro, o PPS é comandado pelo advogado Luiz Carlos, que em 2012, foi candidato a vice na chapa de Joãozinho (PSB), e faz oposição ao governo do prefeito Ricardo Teobaldo (PSDB). Já o PMN, comandado pelo ex-vereador Bernardo Freire, o Galo, é governista e apóia o atual prefeito. Como ficarão os dois partidos aqui na nossa cidade no caso da fusão se concretizar? Haverá alguma debandada? Com a palavra, o PPS e o PMN local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marília Arraes é recebida em Limoeiro por lideranças políticas

  Na noite desta quarta-feira 29 a pré-candidata ao governo de Pernambuco, Marília Arraes, do Solidariedade, esteve presente em Limoeiro, ao...