segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Por onde andam esses times que fizeram história no Brasileirão recente?

De 2001 pra cá, o Brasileirão teve times que foram considerados como "zebras", alguns apenas por conseguir chegar à Primeirona, e outros, por fazer mais história, até mesmo indo para a final, e o blog LIMOEIRO NEWS fala pra você por onde andam esses times que fizeram história recente nas competições nacionais.

AMÉRICA/RN - Quem não se lembra do final de 2006, quando o América/RN conseguiu superar os favoritos Paulista e Coritiba e conseguiu chegar à elite, ao lado de Atlético/MG, Sport e Náutico? Era improvável a subida do time de Natal, pois o time vinha de um rebaixamento para a Série C em 2004 e de um acesso à B em 2005, ao lado do Remo. Apesar da novidade, o time já havia participado da elite em 1997 e 1998. Infelizmente, a participação do time potiguar na Série A em 2007 foi vergonhosa. Apenas 17 pontos e rebaixado para a Série B ao lado do Paraná (41 pontos), Juventude (41 pontos) e Corinthians (44 pontos). Foi a pior participação de um clube na Série A na era dos pontos corridos. Atualmente, o América/RN está disputando a Série C e briga pela classificação. De lá pra cá, o time já caiu pra C, voltou para a B e caiu para a C de novo, onde está agora.

BOTAFOGO/SP - Quem não se lembra do famoso Botafogo de Ribeirão Preto, que disputou a elite em 1999 e 2001? Apesar da fraca campanha, o time paulista fez história enfrentando os grandes clubes do futebol nacional. Caiu em 2001, ao lado de Sport, Santa Cruz e América/MG. Viria a cair para a Série C em 2002, e após passagens por divisões inferiores inclusive em São Paulo, o Botafogo/SP atualmente disputa a Série D do Brasileiro.

BRASILIENSE - Quem não se lembra do Brasiliense, que chegou à final da Copa do Brasil de 2002, contra o Corinthians, que ganhou o título de forma duvidosa? Em 2002, o Brasiliense subiu para a Série B, e finalmente, após boas campanhas, chegou na Série A em 2004. Mas sua participação foi breve, caiu já em 2005. Nos anos seguintes, desceu mais dois degraus. Esse ano, o Brasiliense está fora do Campeonato Brasileiro.

FORTALEZA - No início da década de 2000, o Fortaleza esteve por três temporadas disputando a Série A do Brasileiro: em 2002, subiu, ao lado de Criciúma, mas caiu em 2003, ao lado do Bahia. Em 2004, subiu novamente após uma combinação improvável de resultados, ao lado do Brasiliense, deixando para trás o favorito Bahia e o Avaí.A presença do Fortaleza em 2005 na elite garantiu a presença nordestina, uma vez que o Vitória, único representante da região, havia caído em 2004. O tricolor do Pici quase se classificou para a Sul-Americana. Mas em 2006, não teve jeito, caiu, ao lado de Santa Cruz, Ponte Preta e São Caetano. O Fortaleza desceu para a Série C em 2009 e lá está até hoje, tendo ganhado a fama de liderar sempre na primeira fase e parar nas quartas de finais da terceirona. Será que esse ano o Leão cearense consegue subir ou vai morrer na praia mais uma vez?

GAMA - Esse time tem uma lembrança forte, inclusive, da CBF. O clube de Brasília se tornou famoso por ter entrado na Justiça em 1999 para participar da elite em 2000, uma vez que havia sido rebaixado à força para que o Botafogo fosse salvo. O time teve a coragem de peitar a CBF e o Clube dos Treze e conseguiu assegurar sua presença na Copa João Havelange. O time alviverde participou da elite em 1999, 2000, 2001 e 2002, sempre com campanhas fracas na parte de baixo da tabela. Mas em 2002, não teve jeito e desceu, ao lado de Portuguesa, Palmeiras e Botafogo, seu rival da confusão de 3 anos antes, por ironia do destino. Já em 2003, o Gama desceu para a Série C, mas voltou para a B em 2004, onde ficou até 2008, quando caiu novamente, descendo para a Série D em 2010. Após alguns anos ausente, o Gama está este ano disputando a Série D, estando inclusive no mesmo grupo do Botafogo/SP.

GUARANI - Campeão brasileiro de 1978, vice em 1986 e 1987, o Guarani de Campinas vive dias terríveis. Desde 2004, quando caiu para a Série B, andou pela Série C em 2007 e 2008, esteve na B em 2009 e fez uma rápida passagem pela Série A em 2010, voltando para a B. Em 2012, novo rebaixamento para a C, onde está até hoje, inclusive, com poucas chances de classificação.



IPATINGA - Esse time já mudou de nome, hoje é Betim/MG, está fora das competições este ano. O Ipatinga participou da Série A em 2008 e chegou a semifinal da Copa do Brasil em 2006 com os cariocas Flamengo, Vasco e Fluminense.

JUVENTUDE - Promovido à Série A em 1994, o Juventude ficou até 2007, dando sempre muita dor de cabeça aos grandes times, principalmente em 2002, quando se classificou para as quartas-de-final, quando foi desclassificado pelo seu conterrâneo Grêmio, e em 2003, quando chegou a meter 6x2 no Corinthians e a ganhar por 2x1 do Cruzeiro, campeão daquele ano em pleno Mineirão, o Juventude também venceu a Copa do Brasil em 1999, em cima do Botafogo. O Juventude caiu em 2007 para a Série B, em 2009 para a Série C, e no ano seguinte foi para na última divisão do futebol, onde ficou até o ano passado, quando conseguiu subir para a C. O time de Caxias faz boa campanha e tem boas chances de classificação para o mata-mata.


PARANÁ CLUBE - Considerado terceira força do Paraná e tendo nascido após a junção dos times Pinheiros e Colorado, em 1989, o Paraná subiu para a elite em 1992, e até 2007, quando foi rebaixado de vez, só esteve fora em 2000. O Paraná desceu em 2007 e disputa até hoje a Série B, não tendo nem subido e nem descido nesse tempo todo. Sábado, o Paraná venceu o Santa Cruz por 3x2 e respirou na luta que trava contra o rebaixamento para a Série C.



PAULISTA DE JUNDAÍ - Desses times pesquisados, apenas o Paulista não disputou a elite do Brasileiro nesse período. Mas mereceu nossa atenção pelo fato do time ter sido campeão da Copa do Brasil em cima do Fluminense em 2005, e por ter passado raspando em 2006, tendo perdido a vaga na Série A para o América/RN. O time já se chamou Etti Jundiaí, Jundiaí e depois Paulista. O time ficou tristemente célebre por ter impedido o retorno do Sport à Série A em 2002, quando eliminou o Leão no Mata-mata em plena Ilha do Retiro. O Paulista desceu para a Série C em 2007 e para a Série D em 2008, tendo uma única participação na Série D em 2009, mas com a queda no estadual, o time não tem mais conseguido entrar na Série D.


PAYSANDU - Dos times que foram pesquisados, o Paysandu é de longe, o que está mais perto de retomar seus dias de glória. O time, depois de passar tempos na Série C, agora está na Série B com boas chances de acesso para a elite, sendo atualmente o vice-líder, atrás apenas do líder Vitória/BA. O Paysandu foi promovido à elite em 2001, após seis anos fora, e ainda viria a ser campeão da Copa dos Campeões. O time de Belém ficou célebre por ter vencido o Boca Juniors em pleno La Bombonera na Libertadores em 2003, algo que nenhum time grande brasileiro havia conseguido. Ressaltando que o Papão, como é conhecido, conseguiu a classificação para o torneio continental por ter sido campeão da "falecida" Copa dos Campeões. Mas no jogo da volta, em Belém, o time argentino deu o troco, e tirou o clube brasileiro da disputa. O Paysandu caiu para a Série B em 2005, indo para a Série C já em 2006, onde ficou até o ano passado, quando carimbou sua volta para o segundo escalão do futebol brasileiro.

PORTUGUESA - Vice-campeão brasileiro de 1996 e um dos times mais tradicionais do futebol brasileiro, a Portuguesa disputa atualmente a Série C, estando encostada á zona de classificação e disputando a vaga com o Juventude. A Portuguesa foi rebaixada pela primeira vez em 2002, voltando em 2007, mas caindo de novo em 2008. Mas em 2011, a Lusa foi campeã de forma incontestável, sendo apelidada de "Barcelusa", e voltando para a elite. Em 2012 e 2013 a Portuguesa escapou do rebaixamento por pouco. Só que nos bastidores, a Lusa voltaria para a Série B após a descoberta que o time escalou irregularmente o jogador Everton, contra o Grêmio, o que fez o time perder 4 pontos e salvar o Fluminense do rebaixamento. Em 2014, a Lusa foi o inverso de 2011, sendo o pior time da competição e descendo para a Série C, de onde tenta sair esse ano.

SANTO ANDRÉ - Campeão da Copa do Brasil em 2004, quando calou o Maracanã ao vencer o Flamengo por 2x0, o Santo André, promovido no ano anterior para a Série B, subiria em 2008 para a Série A, mas teve uma participação breve, sendo rebaixado em 2009. Após cair para a Série D, o Santo André, esse ano, engrossa a lista dos times que estão fora das competições nacionais.

SÃO CAETANO - De longe, o São Caetano é o time que mais tempo incomodou os chamados grandes do futebol. Da subida para a Série B em 1998, o time, em 2000, foi vice-campeão brasileiro, perdendo a final para o Vasco. Em 2001, o São Caetano novamente chegaria a final, mas perdeu para o Atlético/PR. No ano seguinte, foi vice-campeão da Libertadores. O clube fez boa campanha em 2002, 2003 e 2004. Só que em 2004, durante o jogo contra o São Paulo, uma tragédia no dia 27 de outubro tiraria o clube dos seus dias de glória. O jogador Serginho morreu após uma parada cardíaca. O São Caetano, que deveria ter ficado em quinto lugar, acabou ficando perto da zona de rebaixamento após perder pontos por punição pelo fato acontecido. Em 2005, o time esteve longe dos seus dias de glória, e quase foi rebaixado. Mas em 2006 o time foi vice (de novo?) só que vice-lanterna e foi rebaixado. Entre 2007 e 2013, o time disputou a Série B, estando mais próximo de voltar a elite em 2012, quando somou os mesmo 71 pontos do promovido Vitória, mas ficou na Segundona pelos critérios de desempate. Em 2013, despencou de vez: rebaixamento para a Série C em 2013 e para a Série D em 2014. Atualmente, o Azulão disputa a última divisão com boas chances de classificação para o Mata-mata, liderando seu grupo, inclusive.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...