quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Panorama do Brasileirão para os pernambucanos

O Campeonato Brasileiro das duas principais divisões vai chegando ao fim e os clubes de Pernambuco seguem vivos na busca para alcançar seus objetivos: Na Série A, o Sport quer alcançar o objetivo do G4, e disputar a Libertadores pela terceira vez em sua história. Lembrando que o G4 pode virar G5, já que Santos e Palmeiras, os dois finalistas da Copa do Brasil, seguem na briga pelo G4, com o Peixe tendo muito mais chances do que o Verdão.

Após vencer o Grêmio por 1x0 na Ilha do Retiro, o Leão ainda tem mais 4 jogos e doze pontos a disputar até o fim do campeonato. No domingo, dia 15, o Sport vai a Belo Horizonte para pegar o Cruzeiro, que praticamente está fora da luta pelo G4, mas também não tem mais chances de ser rebaixado. No dia 22, o Sport joga em casa contra o Atlético/PR, que praticamente está na mesma situação do time mineiro. O Furacão praticamente poderá estar cumprindo tabela. No dia 29, o Sport recebe em casa o líder Corinthians, que nessa ocasião pode já ter faturado seu sexto título brasileiro e poderá jogar mais "tranquilo". O último jogo do Leão no campeonato é no dia 6 de dezembro, no Moisés Lucarelli, contra a Ponte Preta. Atualmente, a Macaca está na briga para entrar no G4, e dependendo da situação na qual ela estiver, poderá ou não dificultar a vida do Sport. Segundo o site CHANCE DE GOL, o Sport tem 3,9% de chance de terminar a competição no G4.

Na Série B, faltam três rodadas e nove pontos a disputar para o Náutico e o Santa Cruz, que seguem vivos na luta para retornarem à Primeira Divisão. O Timbu está na sexta posição, com 56 pontos. O Tricolor está agora no G4, na quarta colocação, com 58 pontos. Lembrando que na atual situação da Segundona, é possível o acesso dos dois conterrâneos, uma vez que apenas o Botafogo já tem vaga garantida na elite do próximo ano. América/MG ontem venceu o Vitória por 4x0 e segurou o time baiano na briga. O Santa está a dois pontos do Vitória e o Náutico a quatro.

O Santa Cruz, para garantir seu acesso, só depende dele mesmo, mas terá jogos difíceis pela frente. No sábado, dia 14, o Santa Cruz vai até o Rio de Janeiro enfrentar o líder Botafogo, que já garantiu o acesso, mas ainda quer o título da Série B, que ainda não está completamente garantido. O Tricolor terá que jogar com a mesma raça que jogou diante do Bahia para sair com um resultado positivo do Engenhão. No sábado, dia 21, o Santa Cruz vai a São Paulo enfrentar o já rebaixado Mogi Mirim. Teoricamente, apesar de ser fora de casa, o time coral é o favorito, mas se deve tomar cuidado,  pois a Série B tem um histórico de times já rebaixados que vencem suas últimas partidas como forma de "se despedir com honra da competição". Na última rodada, num Arruda lotado, dia 28 de setembro, e que poderá vir a ser o jogo do acesso, o Tricolor enfrenta o adversário direto na briga, o Vitória/BA. Segundo o site CHANCE DE GOL, o Santa Cruz tem 54,1% de chances de estar na elite no próximo ano.

Ao contrário do Santa Cruz, o Náutico não depende só de si. Terá que vencer e torcer contra concorrentes diretos, como o próprio Santa Cruz e o Sampaio Correia. Outros, como Bahia, Bragantino e Paysandu, estão na cola do Timbu. No próximo sábado, dia 14, o Náutico recebe na Arena Pernambuco o CRB, que já não briga por mais nada nesse campeonato. O Leão da Pajuçara nem sobe para a elite e nem cai para a Série C. No dia 21, o Náutico, novamente em casa, enfrenta o Bahia, que poderá ainda complicar sua vida, uma vez que o Tricolor baiano ainda luta pelo acesso e vem de derrota para o Santa Cruz e empate com o rebaixado ABC, ambos em casa. O Náutico fecha sua participação no dia 28, fora de casa, contra outro adversário direto, o Bragantino. Segundo o site CHANCE DE GOL, o Náutico tem 18,8% de chances de estar entre os grandes times do futebol brasileiro no próximo ano.

Como o Sport já não cai mais, agora a expectativa é sobre Náutico e Santa Cruz. Caso os dois consigam o acesso e se juntem ao Leão na elite, Pernambuco poderá ter os três disputando a Série A, algo que não acontece desde o distante ano de 1993. Naquele ano, entre os 32 clubes, estavam os três pernambucanos. Mas o Santa Cruz foi rebaixado naquele ano, e no seguinte, cairia o Náutico, fazendo o Sport representar sozinho o estado até 1999, quando o Tricolor voltou a elite. Em 2000 e 2001, o Sport e o Santa Cruz representaram juntos Pernambuco, mas acabaram rebaixados juntos, deixando o estado sem representantes na elite até 2005, quando o Santa Cruz subiu novamente. Em 2006, nova queda tricolor, mas Sport e Náutico ascenderam á elite nessa mesma temporada, e participaram até 2009, quando caíram juntos. Em 2010 e 2011, Pernambuco novamente sem representação na elite, até a volta do Sport e do Náutico. Em 2012, Náutico e Sport participaram, mas o Leão desceu naquela mesma temporada. O Náutico ficou como único representante em 2013, mas foi rebaixado. Pernambuco não ficaria sem representante por que o Sport novamente retornaria a elite nessa mesma temporada, situação que permanece inalterada até hoje. Confira as representações pernambucanas na elite desde 1993:

1993 - SPORT, NÁUTICO E SANTA CRUZ
1994 - SPORT E NÁUTICO
1995 - SPORT
1996 - SPORT
1997 - SPORT
1998 - SPORT
1999 - SPORT
2000 - SPORT E SANTA CRUZ
2001 - SPORT E SANTA CRUZ
2002 - Nenhum
2003 - Nenhum
2004 - Nenhum
2005 - Nenhum
2006 - SANTA CRUZ
2007 - SPORT E NÁUTICO
2008 - SPORT E NÁUTICO
2009 - SPORT E NÁUTICO
2010 - Nenhum
2011 - Nenhum
2012 - SPORT E NÁUTICO
2013 - NÁUTICO
2014 - SPORT
2015 - SPORT

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...