segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

PT comemora 34 anos com ato político; Armando participa

Tereza Leitão, presidente estadual do PT, coordena ato festivo da legenda   / JC Imagem

Tereza Leitão, presidente estadual do PT, coordena ato festivo da legenda

JC Imagem

Política se faz com gestos. Seguindo esta máxima, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) fará um novo aceno ao PT de Pernambuco, nesta segunda (10), ao participar do ato de comemoração dos 34 anos do partido, no Recife. O parlamentar, que tenta levar os petistas para seu palanque na campanha a governador, deve discursar. A cúpula nacional do PT já sinalizou preferência pelo apoio ao senador, mas petistas locais ainda discutem a possibilidade de lançar um nome próprio. A definição sairá até março.
A comemoração será às 19h, no auditório do Sindicato dos Bancários, na área central do Recife. Além do PTB, outras legendas que integram a base aliada do governo Dilma foram convidadas. Em São Paulo, a cúpula nacional petista também fará uma comemoração. Com o rompimento da aliança com o governador Eduardo Campos (PSB), que se lançará candidato à Presidência contra a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), os socialistas ficaram de fora da lista de convidados.
Após quase dois anos de disputas internas, o PT estadual terá a oportunidade, no ato do Recife - para o qual são esperadas cerca de 300 pessoas -, de mostrar força e unidade. A aparente paz foi selada em acordo entre grupos contrários no processo de escolha da nova direção, no fim de 2013.
Líderes falarão das conquistas do partido nos 11 anos à frente do governo federal - inclusive a participação, com envio de recursos, na gestão Eduardo, hoje adversário político. Ainda haverá um momento de homenagem ao engenheiro Bruno Maranhão, militante histórico da sigla, falecido no mês passado, e discursos em solidariedade aos petistas condenados pelo STF no processo do Mensalão, entre eles o ex-ministro José Dirceu.
TÁTICA
Também nesta segunda (10) haverá o primeiro encontro da comissão criada pelo PT pernambucano para discutir a tática eleitoral deste ano. O grupo formado por seis membros do diretório estadual e um dos 13 prefeitos petistas definirá os passos, como o cronograma de conversas.
Segundo a secretária de Organização do partido e integrante do grupo responsável pelo debate sobre a sucessão, Sheila Oliveira, serão procurados os partidos da base que sustenta o governo Dilma. A maioria, como o PMDB e o PCdoB, apoiam a gestão Eduardo Campos.
Antes, pela manhã, a presidente regional da legenda e deputada estadual, Teresa Leitão, reunirá os 13 prefeitos petistas no Estado e os convocará para se engajarem na eleição. O encontro servirá para definir qual gestor participará da comissão de tática eleitoral.

FONTE: JC ONLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...