terça-feira, 11 de março de 2014

Tucanos "rebeldes" prometem manter críticas a Eduardo Campos

 / Foto: Guga Matos/JC Imagem

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Ainda consternada com a morte do líder Sérgio Guerra, a bancada independente do PSDB na Assembleia Legislativa – que firmou a imagem de real oposição na Casa – revelou, ontem, que vai manter a posição crítica ao governo Eduardo Campos (PSB), denunciando erros e fiscalizando a gestão. Daniel Coelho – ex-líder da oposição –, Terezinha Nunes e Betinho Gomes afirmaram que o partido enfrenta uma divisão e qualquer posição nova só será tomada após harmonizados os interesses.
“Sérgio Guerra nunca contestou nossa posição em vida. Não é porque morreu que vamos precisar mudar. Oficialmente, o PSDB continua apoiando o PSB”, explicou Terezinha.
Daniel Coelho ratificou que “não há nada a mudar na Assembleia”, embora o grupo “respeite o entendimento nacional de aliança entre PSDB e PSB.”
Betinho foi enfático: “Temos que nos harmonizar internamente para poder definir o caminho: teremos liberdade para ser independentes ou teremos de nos alinhar ao PSB?”, indagou.

FONTE: JC ONLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Argentina é surpreendida pela Arábia Saudita na estreia na Copa do Catar

  A estreia da Argentina na Copa não poderia ter sido pior - ou poderia. A seleção que foi campeã do mundo em 1978 e 1986 levou 2x1 de vir...