segunda-feira, 12 de maio de 2014

Tapetão beneficiou o Fluminense e prejudicou a Portuguesa

Isso não é novidade. Mas basta olhar para a tabela do Brasileirão das Séries A e B, para ver o que um tapetão pode fazer de bom ou de ruim para um clube.

Ano passado, o Fluminense foi rebaixado ao lado de Vasco, Ponte Preta e Náutico. Porém, a Portuguesa, que havia escalado um jogador irregular, foi punida com a perda de quatro pontos e o Flu foi salvo da queda, enquanto a Portuguesa acabou rebaixada. Isso fez com que os defensores da virada de mesa entrassem em ação, numa história pior do que a que ocorreu em 1999, quando rebaixaram o Gama para salvarem o Botafogo. Mas na época, o clube de Brasília teve melhor sorte, pois conseguiu permanecer na elite, ao contrário da Lusa do Canindé.

Infelizmente, a Portuguesa, vice-campeã brasileira de 1996, rebaixada nos tribunais, não com a intenção de cumprimento de lei, mas com a intenção de salvar o Fluminense e evitar que dois cariocas caíssem juntos para a Série B, perdeu muito com isso. O prejuízo foi enorme. Está na Série B, mesmo depois de tentar voltar na Justiça à elite. Está na vice-lanterna da Segunda Divisão, e seria rebaixada hoje à Série C se acabasse hoje o torneio. Claro que ainda tem muito tempo e ainda uma parada durante a Copa do Mundo para a Lusa tentar retornar no campo ao lugar de onde sequer deveria ter saído.

Já o Fluminense, que deveria estar disputando a Série B, está na vice-liderança da Série A, atrás apenas do Internacional. Venceu ontem o Flamengo por 2x0 e parece que não vai repetir esse ano a mesma campanha que o levou à Segundona no ano passado. Mas o Tricolor carioca, para o bem do futebol brasileiro, deveria este ano estar disputando a Série B. Infelizmente, após tanto tempo sem "tapetões", ele voltou esse ano com força total, e o pior: castigando a Portuguesa, que mereceu ficar na Série A em campo.

Só antes que os defensores do tapetão critiquem a Portuguesa e defendam o Fluminense, existe outro caso que deve ser levado em conta: O Figueirense, que estava na Série B no ano passado, também escalou jogador irregular. Deveria perder pontos e o Icasa entrar na Série A em seu lugar. Se a CBF foi tão implacável para punir a Portuguesa, por que não fez o mesmo com o Figueirense?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Kátia Rodrigues fora da programação do São João de Limoeiro

Uma das maiores surpresas da divulgação da programação do São João de Limoeiro foi a exclusão da cantora Kátia Rodrigues da programação. Não...