terça-feira, 6 de maio de 2014

Assassino confesso de torcedor é levado para o Cotel

 / Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem

Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem

O torcedor Everton Felipe Santiago de Santana, de 23 anos, que confessou ter atirado um vaso sanitário que matou Paulo Ricardo Gomes da Silva, de 26 anos, na noite da última sexta-feira (2), no Arruda, foi transferido para Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima.
Everton foi detido nesta segunda-feira (5), em uma escola onde trabalha como auxiliar de serviços gerais, em Ouro Preto, Olinda.

No Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), ele confesou ter arremessado o objeto e teria dado o nome de mais dois comparsas, segundo o advogado de defesa.
Os vasos sanitários foram arrancados de um banheiro feminino do Estádio do Arruda e atirados em direção à Rua das Moças, do anel inferior, onde eram escoltados torcedores que ocuparam o setor destinado à torcida do Paraná Clube. A privada caiu 24 metros até acertar a cabeça de Paulo. A outra não acertou ninguém em cheio. Tudo ocorreu com o jogo já terminado.
Paulo era torcedor do Sport e havia chegado ao estádio no intervalo do jogo para engrossar o número de torcedores da Fúria Independente, uma organizada da equipe paranaense. Ele trabalhava no Estaleiro Atlântico Sul (EAS).
De acordo com informações policiais, Everton teria comemorado o crime no aplicativo de mensagens via web WhatsApp, postando inclusive a foto de Paulo morto na calçada.
HISTÓRICO - De acordo com policiais militares, em 2012, Everton foi detido por porte ilegal de arma, pagou fiança e foi solto.

FONTE: JC ONLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alemães presos por fazerem saudação nazista em frente à casa onde nasceu Hitler

  Quatro cidadãos alemães foram presos em Braunaum am Inn, na Áustria. Eles estavam prestando homenagens ao ditador Adolf Hitler, em frente ...