segunda-feira, 12 de maio de 2014

Novela do PDT perto do fim

O PDT está mais perto de fechar o apoio a candidatura de Paulo Câmara (PSB) ao governo do Estado. Nesta semana, o presidente estadual da legenda, o prefeito de Caruaru, José Queiroz, e o deputado federal Wolney Queiroz (PDT) estiveram com o presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, em Brasília, para tentar selar o acordo. Uma vista de Lupi a Pernambuco ainda não foi descartada.
De acordo com o secretário-geral do PDT o Estado, Welligton Batista, José Queiroz saiu otimista da reunião. “Ele disse que a conversa está avançando e que está muito confiante na coligação que defende, com Paulo Câmara”, afirmou. O partido deve se reunir no dia 6 de junho, em Pernambuco, para definir sua posição. A convenção nacional está prevista para 10 de junho.
Há cerca de três semanas, o PDT manifestou o posicionamento de unir-se com as alianças que defendem a reeleição de Dilma Rousseff (PT). Em Pernambuco, essa linha foi adotada pelo PTB, que tem o senador Armando Monteiro na corrida ao Palácio do Campo das Princesas.
Nessa sexta (9), durante um seminário para prefeitos, vice-prefeitos, vereadores de líderes de diretórios municipais, o professor Ricardo Viana, da Universidade Aberta Leonel Brizola, instituição ligada ao PDT, não descartou a proximidade do partido com o PSB. “Não podemos descaracterizar os aspectos regionais. Hoje, nós temos em Pernambuco um exemplo disso. Estamos no governo do PSB há dois mandatos e já temos um comprometimento”, disse Viana, que também é membro do diretório nacional do PDT. O seminário, que está sendo realizado em todos os Estados, continua neste sábado (10), com palestras para militantes e filiados.
No entanto, Viana também informou que o posicionamento do PDT de “liberar” os membros de Pernambuco a seguir um caminho contrário à decisão nacional ainda não é definitivo. O partido tem até a convenção, em junho, para buscar o alinhamento.
“Uma semana, um dia para a política é muito tempo. Temos ainda esses quase dois meses para as convenções e muita água pode correr debaixo da ponte. Hoje, temos um comprometimento do PDT com o governo local, mas muita coisa pode acontecer. Nacionalmente, estamos definidos. Mas seria muita injustiça nossa a direção nacional chegar e colocar uma coisa em cima do que já foi construído de acordo no Estado”, completou Viana.

FONTE: JC ONLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alemães presos por fazerem saudação nazista em frente à casa onde nasceu Hitler

  Quatro cidadãos alemães foram presos em Braunaum am Inn, na Áustria. Eles estavam prestando homenagens ao ditador Adolf Hitler, em frente ...