terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Paulo Câmara apresenta secretários e aposta na escola de Eduardo

 / Foto: Igo Bione/JC Imagem

Foto: Igo Bione/JC Imagem

O novo governo de Pernambuco, encabeçado por Paulo Câmara (PSB), começa com um pé no passado. Ao anunciar o seu secretariado nessa segunda-feira (15), o socialista deixou claro que vai preservar boa parte do time que era comandado por Eduardo Campos e teve continuidade na gestão de João Lyra (PSB). Nomes do “núcleo duro” eduardista continuarão em alta no governo ainda que em secretarias distintas das que estão ou que ocuparam um dia. É o caso de Renato Thièbaut (Projetos Estratégicos), Milton Coelho (Administração), Antonio Figueira (Casa Civil), Danilo Cabral (Planejamento e Gestão), Thiago Norões (Desenvolvimento Econômico), Frederico Amâncio (Educação) e Márcio Stefanni (Fazenda).
Paulo não recorreu a nomes mais técnicos do que políticos para as secretarias estratégicas como fez Eduardo Campos em 2006, mas tratou de vincular fortemente o seu projeto de governo ao do ex-governador. “O modelo de gestão que Eduardo implantou está reforçado”, falou. Ele também lembrou que oficializou o secretariado no dia do aniversário de Miguel Arraes. “É com essa inspiração de Eduardo e dr. Arraes que anuncio o secretariado”, afirmou.
A lista de secretários indica que Paulo, além de buscar profissionais com experiência no Executivo, também trabalhou para contemplar boa parte dos 21 partidos que apoiaram a sua candidatura. O PMDB indicou Marcos Baptista para a Habitação. O PR foi beneficiado com a ida de Sebastião Oliveira para a Secretaria de Transportes.
André de Paula (PSD) ocupará a Secretaria de Cidades e Marcelino Granja (PCdoB) vai para Cultura. Esses partidos devem ocupar áreas semelhantes no governo federal e a intenção do governador eleito seria a de procurar facilitar interlocução de Pernambuco com a União.
O PSDB ficou com duas secretarias – Evandro Avelar (Micro e Pequena Empresa, Qualificação e Trabalho) e Pedro Eurico (Justiça e Direitos Humanos). Os tucanos não iriam indicar secretário e Avelar foi confirmado nos últimos instantes. Já Eurico foi anunciado como sendo uma indicação de pessoal de Paulo.
Além das secretarias do “núcleo duro”, o PSB ficou com as secretarias de Turismo, Esportes e Lazer (Felipe Carreras), Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (Isaltino Nascimento) e Agricultura (Nilton Mota). Já o PV será representado por Sérgio Xavier, que volta a ocupar a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade. A Secretaria de Defesa Social continuará nas mãos de Alessandro Carvalho e a Saúde vai para um servidor público de carreira: o médico Iran Costa Júnior.
No jogo político Paulo ainda abriu espaços importantes para alguns dos partidos aliados. Com a convocação dos deputados federais Danilo Cabral, Felipe Carreras , Sebastião Oliveira e André de Paulo, os suplentes Augusto Coutinho (SD), Fernando Monteiro (PP), Cadoca (PCdoB) e Raul Jungmann (PPS) ganham uma vaga na Câmara Federal.

FONTE: JC ONLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...