quarta-feira, 29 de outubro de 2014

João Campos descarta interesse por disputas eleitorais

João Campos:

João Campos: "Eu não preciso de nenhum cargo para fazer política"

Guga Matos/JC imagem

Mesmo depois de obter representação na composição da nova da Executiva estadual do PSB, o filho mais velho do ex-governador Eduardo Campos, João Campos, descartou a possibilidade de disputar algum cargo eletivo na eleição de 2016. Depois do engajamento público na campanha estadual, João passou a ser a aposta dos socialistas e é visto como o principal herdeiro político do ex-governador Eduardo Campos, que morreu em agosto. João foi incluído na composição da Executiva como secretário de organização. A escolha foi feita na noite de ontem.
Depois de ser ovacionado pelos militantes presentes na reunião, João Campos falou de unidade partidária e do cenário vivido pelo PSB após a eleição. Questionado sobre a possibilidade de disputar o próximo pleito municipal, o socialista negou. “Não faz parte de nenhuma pretensão pessoal, jamais, disputar nenhum cargo. Apenas eu sempre participei das discussões no partido. Na campanha, eu ainda mais de 50 municípios, fazendo campanha para as nossas lideranças e eu ia fazer independente de ter cargo ou não . Eu não preciso de nenhum cargo para fazer política nem ajudar nosso time”, disse o herdeiro de Eduardo.
João destacou que a seu foco, no momento, é realizar a função para o qual foi delegado. No discurso que fez para os socialistas, o jovem citou o ex-governador Eduardo Campos e Miguel Arraes, seu bisavô. “Estamos aqui para fortalecer a luta de Eduardo. É um erro dizer que o legado desse partido é de uma família. É um legado do povo de Pernambuco”, disse.
No ano passado, o nome do socialista foi ventilado para disputar uma vaga na Câmara Federal, já que havia uma discussão sobre quem herdaria o espólio político da ex-deputada Ana Arraes, que assumiu uma vaga no Tribunal de Contas da União. As negociações não foram adiante porque Eduardo Campos queria evitar polêmicas de que estaria impondo o nome do filho, já que seria candidato à Presidência da República. Também foi levado em consideração o fato de João Campos não ter concluído o curso na universidade.
Além de João Campos, Isaltino Nascimento e Aldo Santos também integram a nova Executiva como secretários de Articulação Social e Política Agrária, respectivamente. O presidente continua sendo Sileno Guedes. A vice ficou com Tadeu Alencar e a secretaria-geral com Adilson Gomes. Os deputados eleitos ocupam obrigatoriamente cargos no colegiado. Sileno destacou que o grande desafio dos próximos anos será manter a unidade partidária e garantir o crescimento da legenda.

FONTE: JC ONLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deputado Henrique Queiroz Filho destina quase meio milhão de reais para investimentos em diferentes áreas de Limoeiro

O deputado estadual Henrique Queiroz Filho (PP) apresentou, nessa quinta-feira (29), no fechamento do segundo bimestre de 2024, detalhes dos...