quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Perguntar não ofende - Quantos candidatos teremos em Limoeiro?

Foto Edvaldo Carvalho 
A disputa pela sucessão do atual prefeito João Luís Ferreira Filho (PSB) promete ser uma das disputas mais animadas dos últimos tempos, pois ao contrário do que vinha ocorrendo desde 2000 - com exceção de 2012 -, poderemos ter mais do que duas candidaturas. Além da candidatura natural de Joãozinho à reeleição, ainda teremos outras candidaturas no campo oposicionista. Muitos acreditam que é difícil a oposição se unir em torno de um único nome, uma vez que alguns defendem a terceira via, que não seja ligada nem ao atual prefeito e nem ao deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos).

Por falar em Ricardo, ele praticamente já ungiu Orlando Jorge (Podemos) como seu candidato. O atual secretário de Saúde de Paudalho e ex-secretário da mesma pasta em Limoeiro já se comporta como pré-candidato e é sempre visto nos diversos eventos políticos da oposição. Por sinal, Orlando já disputou a Prefeitura uma vez - foi em 1996.

Outro nome é Rosejara Ramos (Solidariedade), cujo partido, liderado no estado pelo deputado federal Augusto Coutinho, já disse que quer candidatura própria aqui na Princesa do Capibaribe.

Zé Nilton (PP), ex-vereador, também luta para ser candidato majoritário. Além dele, Wellington Vasconcellos (PSC), Marcelo Motta (PSB) e José Xavier Quirino também surgiram nas possibilidades. Recentemente, Zé, Wellington, Quirino e Marcelo fizeram um acordo entre eles, o chamado "G4", onde o mais bem colocado seria o candidato do grupo, com o segundo sendo vice. Atualmente, até que se faça essa pesquisa, cada um segue como pré-candidato.

O PSDC também pensa na possibilidade de lançar candidato próprio, e esse nome, provavelmente, será o de Inácio Filho. Outra expectativa é quanto ao PSL, o partido do presidente Jair Bolsonaro, que em muitas cidades estratégicas pretende lançar candidaturas próprias alinhadas com o pensamento de direita. Em Limoeiro, ainda não temos uma confirmação sobre o PSL, se pretende lançar candidatura própria ou apoiar uma das outras candidaturas já postas.

O número de múltiplas candidaturas, em Limoeiro, para muitos, é um fator complicador, pois aqui não temos Segundo Turno, e o número excessivo de oposicionistas pode ajudar os governistas. Mas também, para outros, é importante mais opções de nomes para que o povo de Limoeiro possa escolher. Qual caminho Limoeiro afinal seguirá?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sargento Pedro cobra melhor horário de funcionamento do banheiro do Terminal Rodoviário de Limoeiro

  O popular Sargento Pedro gravou um vídeo nesta manhã mais uma vez reclamando da questão do banheiro do Terminal Rodoviário de Limoeiro, qu...