sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Limoeiro e suas múltiplas possibilidades para 2020


Quando o assunto é política, o número de pré-candidatos a prefeito de Limoeiro sempre entra na pauta popular. Muitos afirmam que apenas dois serão oficializados candidatos. Mas há quem defenda três ou mais nomes. Mas enquanto não chega o período eleitoral, as pré-candidaturas seguem buscando simpatizantes e apoiadores. Para as eleições do próximo ano, o colunista cita alguns nomes que são lembrados. O prefeito João Luís (PSB) circula como pré-candidato a reeleição e busca apoios para o projeto. Recentemente, recebeu sinal verde do ex-prefeito Luís Heráclio.

O ex-secretário de Saúde de Limoeiro, Orlando Jorge (PSD), segue circulando os quatro cantos do município. Ele tem o apoio do deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos) e dos vereadores Roberto Galvão (PSD), Luís Antônio (PTB) e Daniel (PTB). A professora Rosejara Ramos (SDD) lançou o nome e segue firme com a pré-candidatura. Ela tem o aval do partido e do deputado federal Augusto Coutinho (SDD). A educadora tem reunido diversos profissionais liberais e funcionários públicos e privados em torno do projeto, além de buscar capacitações contínuas na área de gestão pública.

O ex-vereador Zé Nilton (PP) mantém parceria com o ex-deputado Henrique Queiroz (Avante) e com o deputado federal Eduardo da Fonte (PP). Na última eleição, ele alcançou mais de 3 mil votos para deputado estadual e manteve o nome vivo no cenário político. A sequência de eventos e prestação de serviço lhe garantem resistência como pré-candidato. O empresário Wellington Vasconcelos (PSC) conta com o apoio do deputado federal André Ferreira (PSC) e mantém o nome à disposição. Com discurso objetivo e pregando mudança no modelo de gerir a pasta pública, o ex-presidente da CDL deixa claro que não “venderá a alma” para chegar ao poder.

O atual vice-prefeito Marcelo Motta (PSB) segue com uma pré-candidatura sem alarde. Sem destino partidário definido, tem dado tempo ao tempo para fazer a escolha. Mesmo assediado por grupos políticos, tem dado o silêncio como resposta para muitas possibilidades. O ex-prefeito Zé Quirino (PDT) ainda colhe frutos do mandato de gestor. Ao estilo Quirino de ser, continua objetivo nas respostas e carrega a imagem de seriedade com a "coisa" pública. O suplente de vereador Inácio Filho (sem partido) é mais um que se coloca à disposição, mas também é lembrado na disputa para vereador. E o empresário Manoel Silva (sem partido), atualmente instalado em São Paulo, disse que está de malas prontas para voltar a morar na cidade natal e disputar o cargo.

BLOG DO AGRESTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...