segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

MÚSICA BRASILEIRA

Quem viveu os anos 80 se lembra que a música brasileira foi divinamente inspirada naquela década inesquecível. Em todos os gêneros, tínhamos músicas que foram grandes sucessos e que até hoje não saem da cabeça dos fãs. No gênero romântico, presenciamos José Augusto, Roupa Nova, Fábio Júnior, Roberto Carlos, Rosana, Fafá de Belém, Patrícia Marx, Adriana, entre outros. No gênero rock, escutávamos Legião Urbana, Paralamas do Sucesso, Titãs, Engenheiros do Havaí, Nenhum de Nós, entre outros. Ainda tínhamos MPB com Caetano Veloso, Chico Buarque, Ivan Lins, Gilberto Gil, Gal Costa, Maria Bethânia, Guilherme Arantes... e o sertanejo? tinha Leandro e Leonardo, Chitãozinho e Xororó, Roberta Miranda, Sérgio Reis... Vamos ver o frevo? Alceu Valença e os demais. No axé, havia Chiclete com Banana, Daniela Mercury, Netinho... e o samba? Raça Negra, Jorge Aragão...lembram do forró? Luiz Gonzaga, Flávio José, Jorge de Altinho, Santana...

Mas o que aconteceu com a música HOJE? Passando pelos carros de CD, escuto muitas melodias que nem têm letra, além de serem bastante agressivas. Provocou polêmica recentemente o funk que incentivava a pedofilia, na qual eles chamava de "novinha", dizendo até que se "saísse com a novinha, ia preso satisfeito". O péssimo gosto musical tem estado presente nos anos recentes da música. Não se fazem mais músicas como antigamente, com sentimento e melodia. Hoje, o mercado cai de cima e aceita o chamado "lixo cultural", que infelizmente, logo cai no gosto popular. Uma pergunta: quem cresce escutando esse tipo de música, o que será dele no futuro? Com a resposta, os pais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...