quarta-feira, 5 de outubro de 2011

MORRE STEVE JOBS, FUNDADOR DA APPLE


  • Apple divulga homenagem a Steve Jobs, fundador da Apple, na versão dos EUA do site da companhia Apple divulga homenagem a Steve Jobs, fundador da Apple, na versão dos EUA do site da companhia
Steve Jobs, fundador da Apple, morreu nesta quarta-feira (5).  A página oficial da Apple publicou a imagem acima e algumas palavras homenageando Steve, que faleceu aos 56 anos nos Estados Unidos.
"A Apple perdeu um gênio criativo e visionário, e o mundo perdeu um ser-humano incrível. Aqueles que tiveram a sorte de trabalhar com Steve perderam um querido amigo e mentor. Steve deixou para trás uma companhia que só ele poderia ter construído e seu espírito será sempre a base da Apple", informa o comunicado publicado pela companhia.
A página da empresa americana, em seu anúncio oficial, convida os fãs da marca a enviar mensagens de condolência através do e-mail rememberingsteve@apple.com .

Conheça a trajetória profissional de Steve Jobs

Foto 1 de 43 - Steven Paul Jobs fundou a Apple Inc. e foi um dos responsáveis por produtos que revolucionaram não só a indústria da tecnologia, mas também o mercado de entretenimento. Com temperamento controverso polêmico, o norte-americano Steve Jobs, como é conhecido mundialmente, criou um império pessoal de mais de US$ 8 bilhões e angariou milhares de fãs, seja por sua visão de negócios, seja por sua personalidade controversa. Conheça um pouco mais sobre a trajetória profissional do ''dono da Apple'', que anunciou nesta quarta-feira (24) seu afastamento da diretoria-executiva da empresa

Leia também: por que a Apple não vai naufragar sem Steve Jobs Mais Divulgação
Biografia
Steve Jobs nasceu em São Francisco, no estado da Califórnia (EUA). Com apenas cinco anos mudou-se com seus pais adotivos para Palo Alto, cidade que posteriormente ficaria conhecida como um dos polos da tecnologia e comporia o chamado Vale do Silício. Em Palo Alto, Jobs conheceu seu amigo e futuro sócio Steve Wozniak. Juntos eles criariam, em 1975, o primeiro computador da companhia, o Apple I, produzido na garagem dos pais de Steve Jobs.
Foi com o segundo protótipo, o Apple II, de 1977, que sua empresa ganhou atenção mundial do mercado e de investidores. O Apple II foi o primeiro computador pessoal vendido em larga escala e a um preço acessível. Os computadores produzidos a partir de então pela Apple trariam grandes inovações ao mercado.
Em uma visita aos laboratórios da Xerox, segundo relatos descritos no livro “Fire in the Valley: The Making of The Personal Computer”, Jobs teria se encantado por duas novas tecnologias que revolucionariam para sempre a computação pessoal: o mouse e a interface gráfica para usuário. O Lisa, computador que sucedeu o Apple II em 1983, foi o primeiro a ser vendido com as duas ferramentas compradas da Xerox. O computador Lisa recebeu esse nome em homenagem à filha mais velha Jobs, cuja paternidade só reconheceria após uma briga judicial.
De fora
Em 1984, após grandes sucessos (como o Apple II) e também enormes fracassos de venda (caso do impopular Apple III e o Lisa), Jobs subiu ao palco para apresentar aquele que seria um dos maiores acertos da Apple em toda a história: o Macintosh.  No ano seguinte, foi afastado da própria companhia pelo corpo diretor que ele mesmo ajudou a formar. O motivo de seu afastamento seriam maus tratos para com seus funcionários e comportamento temperamental. Segundo o então diretor executivo, John Sculley, essas atitudes poderiam prejudicar os futuros negócios da própria empresa.
Ainda em 1985, fora da diretoria da Apple, Jobs fundou a NEXT, outra empresa focada na produção de computadores para uso pessoal e corporativo. Paralelamente, em 1986, o empresário comprou uma divisão da LucasFilm, do cineasta George Lucas, especializada em computação gráfica. A empresa mais tarde se tornaria a Pixar Films, que, em conjunto com a Disney, produziria renomados filmes de animação, como “Toy Story” e “Vida de Inseto”.
Sucesso
Em 1997 a Apple enfrentava uma forte crise de vendas e tinha como principal rival a Microsoft e seu sucesso arrebatador Windows 95. Convidado a retornar à empresa que fundou e com a missão de reerguê-la, Jobs levou consigo o NEXTstep, que seria uma das bases para o sistema operacional para o MacOS utilizado atualmente pelos computadores da Apple. A NEXT foi então anexada à Apple por US$ 400 milhões e Steve Jobs voltou a ser o CEO (diretor-executivo) interino da companhia. Por causa dessa condição, ele era chamado de iCEO.
Entre os produtos de sucesso da Apple na segunda fase sob o comando de Jobs estão a nova linha de computadores iMac e os notebooks MacBook. A companhia ainda revolucionaria o mercado da tecnologia e da indústria fonográfica com o player de música iPod, o smartphone com tela sensível ao toque iPhone e o recente lançamento iPad, o primeiro tablet vendido massivamente.
Em 2004, Steve Jobs submeteu-se a uma cirurgia para a retirada de um tumor no pâncreas. Depois da data, o CEO (já sem a denominação de interino) aparecia ao público gradativamente mais magro, a cada apresentação de novos produtos. A perda de peso foi justificada como uma disfunção hormonal. Em janeiro de 2009, Jobs ausentou-se pela primeira vez da Apple, alegando precisar de tempo para dedicar à saúde. Seis meses depois, ainda mais magro, voltou a empresa que preside, apareceu em publico e disse ter realizado um transplante de fígado.
Em janeiro de 2011, Jobs ausentou-se pela segunda vez, novamente alegando problemas de saúde. Ainda mais magro e ofegante, Jobs fez uma participação especial e foi um dos destaques do evento para desenvolvedores da Apple, o WWDC, onde apresentou as novas versões do sistema operacional da companhia.
 Steve Jobs foi casado com Laurene Powell com quem teve três filhos. O empresário também deixa uma fortuna estimada, segundo a revista “Forbes”, em US$ 8,3 bilhões. Ele também tinha 7% das ações da Disney, empresa da qual fazia parte do corpo diretivo e era o maior acionista físico.

Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...