domingo, 23 de outubro de 2011

CONTOS DE VILA DOURADA: ELIETE E LAÍSA

LAÍSA DISCUTE COM ANTONIELLE


Numa certa manhã, Eliete, uma mendiga que vivia nas ruas da cidade de Vila Dourada, e que já possuía uma certa idade, passou mal de repente. Juliana, sua filha mais velha, que também vivia nas ruas ao lado da mãe e de sua irmã mais nova Laísa, ficou desesperada.

Por sorte, passava ali a enfermeira Antonielle, que imediatamente socorreu Eliete. Mediu sua pressão, estava alta. Juliana disse:
- Bem que aviso à minha mãe pra parar de fumar!
- Você fuma, dona Eliete? - perguntou Antonielle.
- Sim, mas só um pouquinho... - respondeu a mendiga

Juliana disse:
- Desculpe, mãe, a senhora não fuma um pouquinho. Fuma um poucão!

Nessa hora, apareceu a mendiga Laísa, que era a filha caçula de Eliete. A mendiga perguntou, secamente:
- O que tá acontecendo?
- Nossa mãe passou mal. - disse Juliana.

Antonielle disse:
- Eu medi a pressão dela, tá alta. Acabei de saber que ela fuma excessivamente.

Laísa, secamente, disse:
- Já fez seu trabalho? Vaza!
- Não diz isso, Laísa! - disse Juliana. - Nossa mãe tá mal!
- Cala a boca, Juliana, não falei com você!

Antonielle disse:
- Deixe de ser filha desnaturada, sua mãe tá mal!
- Já disse que vaza! Vocês que têm casa não tão nem aí, agora, vem interferir? Suma!

Eliete disse:
- Obrigada, enfermeira, já estou melhor...
Antonielle disse:
- Eu vou, mas essa moça não pode achar que todos que têm casa não prestam!

A enfermeira se retirou, e Laísa pegou dois cigarros. Começou a fumar um e deu o outro à mãe. Juliana estava arrasada com o comportamento de sua irmã.

Blog Vila Dourada

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...