segunda-feira, 25 de julho de 2011

JOGADOR DO VASCO LEVA VOADORA DE GOLEIRO DO SPORT

Jogador do Vasco leva voadora pelas costas e vai para o hospital em jogo de juniores

Do UOL Esporte*
Em Belo Horizonte (MG)
Durante uma briga entre jogadores do Sport e do Vasco, em partida válida pela Taça Belo Horizonte de Juniores, o goleiro Gustavo, do time pernambucano, aplicou uma voadora pelas costas em Elivelton, da equipe carioca. O impacto da agressão no pescoço fez com que o jovem atleta desmaiasse.


Elivelton foi levado às pressas para o hospital municipal na cidade de Barão de Cocais, em Minas Gerais. As primeiras informações dão conta de que o vascaíno está consciente, caminhando e conversando, e não foi constatada nenhuma anormalidade.
“Clinicamente ele está estável. O exame de raio-X não apresentou nenhuma lesão óssea”, informou ao UOL Esporte o médico do Vasco, Vitor Pereira Alfradique. Elivelton passará a noite no hospital e na manhã desta terça-feira será transferido para a cidade de Itabira para novos exames.
O Sport divulgou que Gustavo foi demitido. "Por conta da atitude tão desmedida, o arqueiro foi afastado do clube."
Após a voadora, iniciou-se uma briga generalizada no campo e o árbitro encerrou a partida, vencida pelo Vasco por 3 a 1.

GOLEIRO DO SPORT É DEMITIDO

Minutos após a confusão em Minas Gerais, o Sport publicou uma nota em seu site oficial para informar que o goleiro Gustavo está fora do clube.

“Quero pedir desculpas ao Vasco da Gama por uma atitude irresponsável do goleiro. Esse tipo de coisa não representa o Sport. Ele já foi afastado da delegação e também do clube. Jogador nenhum do Brasil e muito menos do Sport deveria fazer isso”, disse o presidente Gustavo Dubeux.
“Não deu para conversar com ele. Ele estava no chão, fica a preocupação, é um amigo, um companheiro. Foi uma covardia, uma atitude desumana, esse rapaz [Gustavo] tem que ser banido do futebol. O menino corre o risco de terminar em uma cadeira de rodas”, declarou Morano, atleta do time cruzmaltino, em entrevista à Sportv.
Os próprios membros da delegação do Sport reprovaram o ato e pediram desculpas aos vascaínos no gramado.
“Tudo começou com uma falta, e não tinha motivo para uma briga dessa dimensão. Aí começaram agressões inúteis, e acabou assim, com o menino na ambulância. Agora esperamos receber notícias boas do médico para tranquilizar a família dele [Elivelton]”, completou Morano.
*Atualizado às 20h

UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...