quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

MP INVESTIGA SUPOSTAS IRREGULARIDADES NA CÂMARA DE VEREADORES DE FREI MIGUELINHO


O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) está investigando supostas irregularidades cometidas pelo presidente da Câmara de Vereadores de Frei Miguelinho, João Severino da Silva (PDT), o "João Coco Verde" e funcionários daquela casa legislativa.

O promotor de justiça, Adriano Camargo, investiga uma denúncia de que cinco funcionários da câmara teriam realizado empréstimos consignados no Banco do Brasil e repassado o valor ao vereador João Coco Verde. O dinheiro seria usado para pagar dívidas do parlamentar.

Para conseguir os empréstimos, os contracheques dos servidores teriam sido falsificados pelo presidente da câmara. Funcionários que ganhavam pouco mais de um salário mínimo receberam contracheques no mês de janeiro no valor de três mil reais para que o banco pudesse emprestar uma quantia maior de dinheiro. O esquema foi denunciado por uma das servidoras que fez o empréstimo, mas depois foi demitida.

Na manhã desta quarta-feira (8), o promotor de justiça Adriano Camargo, começou a ouvir no fórum do município de Santa Maria do Cambucá as pessoas envolvidas no caso.

A produção da Rádio Integração FM entrou em contato por telefone com o presidente da câmara João Coco Verde que não quis falar sobre o assunto. Ele disse que só se pronunciaria sobre o caso na justiça.
 
Rádio Integração FM Surubim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcelo Motta: sem alarde e de olho no quociente eleitoral

  Foto Roberto Silva Candidato a deputado federal pela primeira vez, o agrônomo Marcelo Motta (Avante) vem fazendo o chamado “feijão com arr...