segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

BEM-VINDOS À VILA DOURADA


Nesse blog, você curtirá as aventuras que se passam na cidade fictícia de Vila Dourada. O blog foi reativado com muitas novidades. Histórias, aventuras, além da Coluna do Chico Tripa, sempre tirando onda dos fatos nacionais e internacionais, estarão presentes nesse blog.

Vila Dourada, cidade fictícia onde se passam as aventuras da mendiga Flávia e sua turma, se localizaria na Mata Norte de Pernambuco, na estrada Limoeiro-Carpina. Seria localizada na Microrregião da Mata Setentrional Pernambucana, inclusia com canaviais, usina e engenho. Teria também a Reserva Florestal do Vale dos Gatos, além de ser uma cidade histórica.

Em Vila Dourada, apesar de ser uma cidade de porte médio (70 mil habitantes, mais ou menos), existem vários moradores de rua. Dois deles, os protagonistas Flávia e Valdenes, vivem de biscates pelas ruas da cidade. Ambos moravam em uma favela no Recife e Valdenes salvou Flávia na época, desde então, passaram a andar juntos na rua, como irmãos. Flávia é o cérebro da dupla, cria as idéias mais absurdas e Valdenes muitas vezes, se dá mal junto com ela.

Flávia tem uma irmã, de nome Flavinha, com quem tem sérios atritos, ainda mais porque Flavinha odeia tomar banho. Garota sozinha no mundo, Flávia gosta de se sentir livre. Ela é muito conhecida não só entre os moradores de rua, como também entre outras pessoas da cidade. O picareta Joni Von ama a mendiga, mas ela não lhe dá bola.

Já o Valdenes, no passado, teve um namoro com Bruna Branquinha, mais ou menos entre 1991 e 1997, do qual nasceram duas filhas: Thallyta, que vive nas ruas com eles, e Vívian Maluca, que foi adotada por uma família rica. Atualmente, Branquinha, que chegou a deixar uma família rica para viver com ele nas ruas, o ama, mas ele não corresponde.

Os mendigos na cidade se destacam por vários motivos. Um deles, o Mateus, é bastante aventureiro. Ainda tem a sedutora Andréia Descalça; Outra, que foi médica e acabou virando mendiga e enlouquecendo, chama-se Vivi Karla. Além do mais, as mendigas Gislane e Nayara, que não tomam banho. Gislane, além de ser suja, é preguiçosa, gosta de ficar dormindo. Gislane também esconde um amor por Valdenes. Tem também a mendiga cega Bia, que apesar de viver nas ruas e ser deficiente visual, é inteligente e tem muitas idéias boas. Por fim, tem a mendiga Dani Cruel, que com sua gangue, é a maior inimiga de Flávia. A mendiga preferida de Dani Cruel em sua gangue é Larissa, irmã caçula de Valdenes, que aprendeu o caminho do crime e poderá ser sucessora da malvada no futuro.

Uma jovem gótica que é a grande inimiga dos mendigos é a Fabíola. Jovem de hábitos sinistros, usa sempre roupas pretas, anda com uma bota no pé direito, enquanto o pé esquerdo sempre está descalço. Fabíola também é careca, por opção, como algumas poucas personagens da história, e tem uma estrelinha em sua testa. Dorme em um caixão e gosta de ir ao cemitério, em frente de sua casa. Fabíola também usa perucas quando lhe convém. Usa maquiagens góticas.

Fabíola não é querida na cidade; ela é tida como anti-social. Vive azucrinando a vida dos moradores de rua. Apesar do seu visual sinistro, ela é bela e atraente. O cientista Eugênio é perdidamente apaixonado por Fabíola, mas ela não lhe corresponde. Uma das grande amigas e aliadas de Fabíola é a madame Danúzia, sobrinha do prefeito Moab. Danúzia é uma ricaça trambiqueira e bastante orgulhosa. Danúzia tem uma irmã, de nome Gilvânia, com quem vive tendo atritos. Gilvânia é uma jovem que se envolveu no crime, rebelde e inconsequente, sempre causa dores de cabeça para sua família.

A cidade, como muitas na vida real, é mandada por um grupo político; o prefeito Moab é um homem sem escrúpulos. Casado com a primeira-dama maluca Andressa, tem três filhas: Mary Anna, Jaquelyne e Íris. Uma delas, a Mary Anna revoltou-se contra o pai, saiu da mansão e foi morar no esgoto da cidade. Mary Anna se orgulha de ser a personagem mais fedida da turma. Mas mesmo assim, ela vive enfrentando o pai, enquanto sua mãe quer que ela saia do esgoto e volte para casa.

O prefeito Moab tem como fiéis aliados e comparsas o presidente da Câmara de Vereadores, Marco Aurélio e os vereadores Diego e Milla. Mas ele enfrenta forte oposição, principalmente da vereadora cega Solange, da juíza Suely, da repórter Janayna Clímaco e da jornalista Taciana, que é irmã do vereador Marco Aurélio e vive tendo atritos com ele.

Marco Aurélio é dono do Engenho Cristal e da Usina Esperança, mas submete seus trabalhadores ao trabalho escravo. Marco enfrenta muitos problemas em sua família e acaba não tendo a capacidade para digerir sua casa. Tem atritos com Taciana e com sua outra irmã, Karina. Por outro lado, sua irmã Michele é sua fiel escudeira e participa de todas as tramas escusas dele.

A vice-prefeita de Vila Dourada se chama Nelma, e ela é conhecida por ter uma família problemática. Uma das sobrinhas dela, Rita de Cássia, é doente mental e age como uma criança de cinco anos. Já outras duas sobrinhas, Wêdja e Wéllia, vivem com atritos. Wêdja é uma roqueira rebelde, e desequilibrada, e Wéllia é uma mutante gananciosa.

Ainda tem a favela Alto do Cruzeiro, onde mora a jovem Magaly, uma jovem pobre e analfabeta, que trabalha na lanchonete de Teane. E temos o casal Joel e Bartyra. Joel veio de São Paulo e se instalou na cidade, onde conheceu a bela mendiga Bartyra, que mora dentro de uma lata.

Teane, a dona da lanchonete, tem uma irmã gêmea malvada, chamada Taline. Elas são filhas da advogada Mônica, que sofreu um acidente e ficou paralítica.

Fantasia também tem lugar na história. Os pequenos polegares são um exemplo disso. A Cinthia Morgana é uma polegar que vive se metendo em encrencas. Os seus irmãos polegares vivem sempre ao lado dela, tentando controlar a pequena jovem, mas sem sucesso. Ainda tem a índia Sarti, que é aventureira e péssima na pontaria, a maluca Elvira e o vilão Felipe, que vive aprontando golpes.

Em Vila Dourada, existe um presídio feminino. A diretora cruel Agna Kelly controla com mãos de ferro o presídio. As presas Claudinha e Taiza Malvada são as mais perigosas, que vivem aprontando rebeliões no local. Uma outra presa, chamada Lays, sofre nas mãos da diretora e das duas criminosas.

Além desses, vários outros personagens se destacam, como o grupo das hippies nômades e o grupo dos sem-terra. Existem também histórias do além-terra, contados pelos anjos Alex e Edja e pela malvada ser Rosilene, que vive num lugar conhecido como Vale da Perdição.

Na cidade, quem manda e desmanda, é a vampira Leda Dark, que nunca sai de casa, mas controla todos e tudo ao seu redor. O deputado federal Arinaldo e seu filho, deputado estadual Ari são os representantes da cidade em Brasília e Recife, respectivamente. Algumas aventuras também se passam no colégio Ayrton Senna, onde alunos, como por exemplo, Aninha do Pé Preto, Lilikinha, Carolaine, Pedro, João Filho, Pâmela, enfrentam pessoas do mal, a exemplo de Natasha, Gabriella, Aleff, entre outros.

Nessas histórias, alguns personagens possuem hábitos considerados diferentes, como andar de pés descalços, tomar banho de roupa e tudo, dormir em caixão ou algumas mulheres serem carecas por opção.

Mas não é só isso. Vem mais por aí.

Histórias e personagens de Valdenes Guilherme

Blog Vila Dourada

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...