sábado, 21 de maio de 2011

CHEIA DE 1975

Recentemente, Limoeiro viveu mais um período de fortes chuvas que ocasionaram uma enchente; o Rio Capibaribe encheu de tal modo que alagou a cidade.

É oportuno lembrar da famosa cheia de 1975, quando o Rio Capibaribe encheu. E na época, o governador Moura Cavalcanti decretou estado de calamidade pública. Várias famílias perderam suas casas e seus pertences, e alguns perderam suas vidas.

Interessante é ver que naquela época, já aconteciam fatos dessa natureza, mas mesmo assim, continuaram acontecendo sem que houvesse uma proviência. No Brasil, o hábito é sempre remediar, nunca prevenir. Não podemos evitar chuvas, mas podemos evitar calamidades.

Uma política eficiente de habitação, que evitaria que populações ocupassem a beira do rio, bem como uma política eficiente de prevenção, evitariam maiores danos. Será que isso vai se repetir uma outra vez, sem que ninguém faça nada?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...