quarta-feira, 17 de abril de 2024

Coluna desta quarta-feira - 17/04/2024

 

Em Limoeiro, enquanto o adversário, Daniel do Mercadinho, já saiu na frente e anunciou sua companheira de chapa Mirella Duarte como sua pré-candidata a vice-prefeita, ainda prevalece a expectativa quanto ao anúncio de quem será vice na chapa do atual prefeito Orlando Jorge, que tentará a reeleição. O atual vice-prefeito é Zé de Nena, ex-vereador e filho do conceituado e saudoso Nena Barbosa. Mas nos últimos anos, Orlando ganhou vários aliados, o que faz com que as especulações aumentem. Fala-se em João Guilherme, filho do ex-deputado estadual José Humberto, bem como de Marcelo Motta, que foi seu adversário em 2020, mas apoia a atual gestão desde 2023. 

Se Orlando repetir a chapa com Zé de Nena, será a primeira vez na história de Limoeiro, desde que começou a reeleição, que um prefeito de mandato parte para disputar a reeleição com o mesmo vice da disputa anterior na qual saiu vitorioso. Em 1996, Luís Heráclio foi eleito prefeito tento Paulo Siqueira como vice, mas em 2000, Luís Heráclio ganhou o direito de permanecer mais quatro anos na Prefeitura tendo como vice Orlando Jorge, que curiosamente, havia sido seu adversário na campanha anterior. 

Ricardo Teobaldo, por sua vez, foi eleito prefeito em 2008 com Virgínia Aquino como vice, mas em 2012, ele não pôde mais mantê-la porque ela já vinha de um outro mandato de vice - com Luís Raimundo - e não poderia disputar pela terceira vez seguida. Restou-lhe ser reeleito em 2012 com Thiago Cavalcanti na chapa. 

Joãozinho, por sua vez, foi eleito prefeito em 2016 tendo Marcelo Motta como vice. Mas em 2020, Motta estava rompido e disputando a eleição contra ele, e Joãozinho colocou em sua chapa o jovem advogado Luís Roberto, mas ao contrário dos outros dois, acabaram derrotados, tendo sido Orlando eleito na ocasião. 

Aguardemos as cenas dos próximos capítulos. 

Machados - Numa sessão que ontem foi muito tensa, as contas referentes ao ano de 2018 do ex-prefeito Argemiro Pimentel foram rejeitadas, seguindo parecer do TCE. Mas chamou atenção o questionamento do vereador Sílvio Borba, que segundo ele, as contas de anos anteriores ainda não foram julgadas pela Câmara. "Por que essa pressa?" questionou o edil, que abandonou a sessão. Argemiro é pré-candidato a prefeito pelo Republicanos do ministro Sílvio Costa Filho. 

Passira - Elias Gabriel, do Solidariedade, confirmou que disputará a Prefeitura da Terra do Bordado. Ex-vereador de 2017-2020, Elias ficou na suplência na sua reeleição, mas se mantém ativo na política local. Ele é de tradicional família da cidade, filho do ex-vereador e ex-vice-prefeito Severino Gabriel, e pai da ex-vereadora Vanessa Gabriel. 

Reflexão - o caso da mulher que teria levado um tio morto para um banco no Rio de Janeiro para obter um empréstimo nos leva a um pensamento: o problema da corrupção no Brasil é só na política? Ou a corrupção nossa de cada dia vem de baixo? Quantos que furam filas em casas lotéricas, saqueiam cargas de caminhões tombados em estradas, jogam lixo no chão, ganham benefícios sociais sem muitas vezes precisar deles? Não podemos esquecer que desde o presidente até o vereador, nenhum chega em seu cargo sem ser eleito pela maioria. 

Pergunta que não quer calar - Quando é que o presidente Lula vai condenar com veemência os ataques do Irã contra Israel? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Kátia Rodrigues fora da programação do São João de Limoeiro

Uma das maiores surpresas da divulgação da programação do São João de Limoeiro foi a exclusão da cantora Kátia Rodrigues da programação. Não...