segunda-feira, 15 de abril de 2024

Brasileirão começou. E novamente sem pernambucanos na elite

 

Confronto entre o campeão da Série B, Vitória, e o campeão da Série A, Palmeiras. Deu Verdão.

O Brasileiro 2024 começou, e assim como em 2002, 2003, 2004, 2005, 2010, 2011, 2019, 2022 e 2023, Pernambuco novamente está ausente da elite nacional. Enquanto vê adversários da Bahia e o Ceará (Vitória, Bahia e Fortaleza são os representantes nordestinos na Série A deste ano), Pernambuco patina nas divisões inferiores.

Sport, campeão brasileiro de 1987, Náutico, vice campeão brasileiro de 1967, Santa Cruz, quarto colocado do Brasileiro de 1975, hoje amargam posições vexatórias para o posto que um dia ocuparam.

Sport bem que poderia estar na elite este ano. Esteve a maior parte da Série B 2023 No G4, mas esbarrou na própria incompetência, perdendo jogos em casa e viu um Atlético Goianiense entrar em seu lugar. Rebaixado em 2021, o Sport está na Segundona pelo terceiro ano seguido.

O Náutico está amargando a Série C, e não sabe o que é disputar a elite desde 2013. Já o Santa Cruz, que neste ano não está em nenhuma divisão (só volta a disputar a Série D em 2025), está longe do convívio dos grandes desde 2016. 

A título de curiosidade, já vai longe a última vez que Pernambuco foi representado pelos três juntos na elite: 31 anos. Foi no Brasileirão de 1993. De 2002 pra cá, é a décima vez que Pernambuco não tem representante na elite. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Justiça decide pela elegibilidade do ex-prefeito de Machados, Argemiro Pimentel

O pré-candidato a prefeito de Machados afirma que essa decisão dará um gás a sua disputa eleitoral O Tribunal de Justiça do Estado decidiu, ...