sábado, 26 de janeiro de 2019

Entre inúteis discussões ideológicas, mais uma tragédia abala o Brasil

A tragédia - anunciada - se repete. Depois de Mariana, é a vez de Brumadinho, também em Minas Gerais, ser coberta de lama. Os alertas foram muitos, mas de nada adiantou. Mariana ficou por isso mesmo. E agora o Brasil chora mais uma cidade e mais um povo com seus sonhos destruídos por um lamaçal. E a impunidade continua forte.

Nessa hora da tragédia, novamente vemos a INÚTIL discussão ideológica: é a direita jogando a culpa na esquerda e vice-versa. Na verdade, AMBAS têm razão, pois ambas têm culpa. Sucessivos governos não vem tratando o problema como deveria ser tratado. Principalmente desde a privatização da Vale do Rio Doce, ocorrida em 1997, no Governo Fernando Henrique Cardoso.

Na eleição de 2018, não se apresentaram propostas para essa área ambiental; pelo contrário, a inútil e ultrapassada discussão direita x esquerda dominou o pleito. Não se falou em questões ambientais, não se falou em geração de empregos, não se falou em melhor educação, não se falou em saúde que anda sucateada com pessoas morrendo nas filas dos hospitais, não se falou em política de habitação, de pessoas que dorme nas ruas... a discussão foi apenas sobre quem era de direita, quem era de esquerda... aquelas coisas do tempo que existia a União Soviética, o Muro de Berlim, quando a Alemanha eram duas...

E agora? Vai ficar por isso mesmo? Teremos finalmente punição? Tragédias como essas de Mariana e Brumadinho voltarão a se repetir? É hora de parar de falar em "direita e esquerda" - isso não interessa ao Brasil, além de ser obsoleto e ultrapassado, - e falar em políticas ambientais e nas outras áreas que o povo realmente precisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...