sábado, 14 de dezembro de 2013

SÉRGIO GUERRA E HENRIQUE QUEIROZ REALIZAM COLETIVA

Na noite desta sexta-feira (13), foi realizada na Câmara Municipal de Limoeiro, uma coletiva de imprensa com o vereador Zé Nilton (SDD), o deputado federal Sérgio Guerra (PSDB) e o deputado estadual Henrique Queiroz (PR). O evento contou com a presença de inúmeros políticos, não só de Limoeiro, como da região. Entre os presentes estava o ex-vereador Zé Higino (PP). 

Na ocasião, foi apresentado o novo presidente do PSDB Limoeiro, que será Gustavo Cavalcante, em substituição a Orlando Jorge. Com isso, fica confirmada a legenda tucana na oposição ao prefeito Ricardo Teobaldo (PTB) na cidade. 
Sérgio Guerra não poupou críticas a Ricardo Teobaldo e Joãozinho

Guerra foi o mais sabatinado, e uma das perguntas mais esperadas era a respeito de seu rompimento com o prefeito. "Quem tem que falar por que mudou de lado é ele. Eu sempre pautei minha vida pública em um lado só. Eu acho que se alguém tem que explicar a sua mudança, esse alguém é Ricardo Teobaldo", pontuou Guerra. 

Sérgio Guerra também não poupou críticas ao ex-vereador Joãozinho (PSB). "Ele foi quem foi me procurar, disse que me apoiava, mas depois, por questões partidárias, resolveu apoiar uma pessoa de Timbáuba (Marinaldo Rosendo), que tem a ver com Limoeiro tanto quanto Timbaúba tem a ver com Nova York", ironizou Guerra.

O deputado, que também é presidente estadual do PSDB, também falou sobre suas ações em Limoeiro. E negou que tenha mandado dividir o orçamento destinado a Limoeiro com outros municípios da região, devido ao seu rompimento com o prefeito. "Quem falou isso mentiu. Mesmo que eu quisesse fazer isso, eu não podia, pois não é permitido por Lei", disse o deputado.

Henrique Queiroz também falou de sua parceria com Sérgio Guerra e não poupou elogios ao vereador Zé Nilton. Destacou que seu trabalho sempre é feito em parceria com associações. Sérgio Guerra, em dado momento, voltou a dar alfinetadas em Ricardo Teobaldo: "Ele foi muito errado em escolher o PTB pra se filiar. Respeito a decisão dele, mas nem devia sair pra federal, depois dele ter me dito que não ia se candidatar, e nem devia ir para o PTB. Nós do PSDB, temos linha, o DEM tem sua linha, o PSB tem sua linha, o PT, embora eu não concorde com as posições dele, também tem sua linha, mas não vejo uma característica própria no PTB", disse Guerra. Nem mesmo o senador Armando Monteiro Neto (PTB) escapou de suas críticas. "Tem gente aí que quer ser governador, mas é um usineiro e vai querer ajudar as suas usinas. É justamente ele quem Ricardo vai apoiar", disse o deputado federal.
Sérgio Guerra também não descartou a hipótese do PSDB disputar a prefeitura de Limoeiro em 2016. "O grupo de Ricardo deixou o partido, mas agora vamos fortalecer, com a ajuda de Gustavo, e vamos chegar firmes e fortes daqui a dois anos para disputar a prefeitura." Sérgio e Henrique não descartaram a hipótese de Zé Nilton ser candidato a prefeito em 2016. "Não vejo nenhum problema, considero ele uma pessoa preparadíssima. É uma novidade excelente na política limoeirense", destacou Henrique.

Zé Nilton pode ser candidato a prefeito em 2016
Por fim, Sérgio Guerra, após criticar o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) confirmou que apesar de manter o candidato à Presidência Aécio Neves no plano nacional, o PSDB, no estado, vai apoiar o candidato do governador Eduardo Campos (PSB) ao governo de Pernambuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...