sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

CONTO: TÁSSIA É PRESA

TÁSSIA É PRESA



A hippie Tássia não tem jeito, mesmo. Radical como sempre, gosta de bater de frente com tudo e com todos. Certo dia, durante um protesto na Câmara de Vereadores, Tássia tirou a roupa e deixou a todos assustados. Marco Aurélio, presidente da Câmara, pediu a prisão dela. O policial Vítor chegou a dar voz de prisão para a hippie, mas ela o agrediu, de modo que o guarda foi parar no hospital. Tássia ainda chegou a ser levada para a delegacia. As outras hippies ficaram todas assustadas. Até o delegado André teve medo dela.


A juíza Suely e a advogada Lady Michela interferiram para tirar a hippie da cadeia. Mas o delegado dizia:



- Essa louca quase matou o Vítor, como pode ser solta?


Algumas pessoas pediam a soltura de Tássia. O prefeito Moab e a vice Nelma não queriam que ela fosse solta. E Tássia continuava na cadeia, esperando ser solta para voltar para a rua.


Em dado momento, ela recebeu a visita da juíza Suely, que lhe perguntou:



- Menina, você tem idéia do que fez? O policial tá no hospital...



- Tenho, sim. Ele veio logo querendo botar moral em mim...



- Você se arrepende do que fez?



- Não me arrependo!


Suely ficou assustada. Tássia nem estava arrependida. Mesmo assim, a hippie dançarina foi solta, mas ia responder processo. Ao sair da cadeia, Tássia ainda se sujou de lama para protestar contra a corrupção na cidade. Tássia era nervosa e também era anarquista, contra qualquer espécie de governo...
 
Blog Vila Dourada

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Argentina é surpreendida pela Arábia Saudita na estreia na Copa do Catar

  A estreia da Argentina na Copa não poderia ter sido pior - ou poderia. A seleção que foi campeã do mundo em 1978 e 1986 levou 2x1 de vir...