terça-feira, 11 de junho de 2019

Os Desafios de Bruno Araújo e do PSDB

O pernambucano Bruno Araújo foi conduzido à presidência nacional do PSDB, tendo inclusive João Dória, atual governador de São Paulo, como seu grande apoiador. Bruno terá o desafio de reestruturar o partido, e fazê-lo novamente forte, após ter ficado em quarto lugar nas eleições presidenciais no ano passado, com Geraldo Alckmin, sendo o pior desempenho desde 1989. Muito pouco para o partido que esteve à frente do Planalto durante oito anos, entre 1995 e 2003 e ainda nos anos seguintes, polarizou na política nacional com o PT e conseguia muitos votos mesmo com a alta popularidade do então presidente Lula.

Agora, o cenário tenebroso que o Brasil assiste - polarização política entre dois extremos, esquerda petista e direita bolsonariana - o PSDB tem o desafio de voltar a se fortalecer para futuros embates. O partido tem quadros capacitados, e a seu favor, o fato de ter promovido a estabilidade econômica no Brasil. Recentemente, o partido foi dirigido por outro pernambucano, Sérgio Guerra, entre 2007 e 2013. Infelizmente, problemas que atingiram o partido em cheio, como as acusações contra Aécio Neves e outros membros tucanos e a própria situação caótica do Brasil que favoreceu a proliferação de extremos acabaram enfraquecendo a legenda. Mas assim como o DEM, que uma vez quase esteve perto da extinção e agora têm a presidência da Câmara e do Senado nas suas mãos, o PSDB pode também se reerguer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nilo Queiroz e Alexsandro Aragão no "Café com Zé"

 No "Café com Zé" desta segunda-feira (22), o vereador Zé Nilton vai bater um papo com Nilo Queiroz, presidente do CDL, e Alexsand...