terça-feira, 3 de maio de 2016

Ex-assessor esclarece sua ida para o grupo do prefeito

Hoje, em contato com o blog LIMOEIRO NEWS, o ex-assessor parlamentar Júnior Aguiar falou sobre sua saída do grupo oposicionista. Segundo ele, algumas pessoas pensavam que ele havia pedido para sair da assessoria, mas não foi esse o fato. "Na realidade, o vereador para quem eu trabalhava tinha decidido ficar com o prefeito, e após o prazo legal, resolveu ficar no partido onde estava. Fato qual o assessor alertava a ele sempre antes de tomar a decisão de vir para o grupo do prefeito, que o mesmo naquele momento dizia já estar decidido a participar do grupo da situação, e naquele instante pediu para que eu, Júnior Aguiar, procurasse um novo partido, partido esse que ficaria na base do prefeito, e assim o fez. No entanto, quando chegou o prazo limite para o vereador migrar para o novo partido, ele decidiu que iria permanecer no mesmo grupo onde já estava. Naquele momento, eu disse que permaneceria no grupo do prefeito e o apoiaria para vereador, e o mesmo aceitou. No entanto, nessa quarta-feira (há quase quinze dias atrás), ele impôs a condição de sair do grupo do prefeito para que eu permanecesse na assessoria. Na mesma hora, decidi que ficaria no grupo do prefeito, pois era uma questão de honra, pois minha palavra estava em jogo, e não só a palavra, pois o prefeito estava realizando as obras tão esperadas na minha comunidade, além de várias obras na zona rural. E naquele momento, eu não estava olhando só para mim, mas para a comunidade inteira.", destacou Júnior.

No último sábado, durante a inauguração do piso asfáltico da Rua da Linha, Júnior Aguiar reafirmou seu apoio ao prefeito Thiago e o parabenizou pelas obras na comunidade. Na ocasião, o prefeito também assinou ordem de serviço para o calçamento das ruas Nova Descoberta 1, Nova Descoberta 2 e Beco da ACAL.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Limoeiro e região agora tem psicanalista

A temática da saúde mental precisa cada vez mais de espaço nas famílias,  nas escolas,  nas empresas, nas igrejas,  etc.   E preciso superar...