terça-feira, 11 de julho de 2017

Texto: Sonhos, um Assassinado - Por Prof. Marcos Silva

Prof. Ms. Marcos José da Silva*.

Utopia, esperança, vontade, imaginário, certeza etc. Dentre as citações descritas é importante lembrar, pela menos uma, que faltou: O SONHO.
Surge em nós quando ainda somos jovens, acredito que todos sonham. A jovem sonha em ser mãe, o jovem em ser pai. Tem jovem que sonha em ser jogador de futebol, ser atleta. Outro artista, médico, professor, político, enfim cada pessoa tem seus sonhos e assim alimentam uma perspectiva de vida. É uma espécie de renovação da alma (não no sentido religioso), do ego, do seu existir, do seu ser.
Como todo jovem, e ainda bem jovem, aos 13 anos de idade, comecei a ter sonhos. Vencer na vida, ter um curso superior, lutar pela construção de uma sociedade fraterna, sem opressor nem oprimidos. Sonhava com um mundo ético, fundamentado, principalmente com respeito a vida, ao meio ambiente, com o coletivo, com respeito às diferenças, de todos os tipos e formas.
Meu primeiro e maior sonho, foi conquistar minha liberdade, consegui. Sinto-me realizado, enquanto homem livre que sou. Outros sonhos foram sendo realizados, ter filhos, consegui, tenho três; plantar árvore, também consegui, plantei várias; escrever um livro, sou coautor de um, também consegui. 
Ainda busco realizar alguns sonhos, mas teve um que não tive sorte em conseguir: ELE FOI ASSASSINADO. 
E agora busco outros, mesmo sabendo que vida ESTÁ REPLETA DE UTOPIA, mas como afirma o poeta: O TEMPO NÃO PÁRA. É hora do recomeço. Já estamos fazendo isso.
 
É professor da Rede Estadual de Ensino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artistas são convocados a "declarar seu amor" por Limoeiro. Falta a cidade corresponder a esse amor

  A Prefeitura Municipal de Limoeiro lançou a Mostra Cultural Virtual sobre Limoeiro, onde cada artista seja de qual área for, poderá se ins...