quinta-feira, 23 de fevereiro de 2023

Bancos não demonstram interesse pela folha de pagamento da Prefeitura de Limoeiro

 


Nenhuma instituição bancária apresentou proposta para prestar serviço de operacionalização de pagamento da folha salarial dos servidores da prefeitura. Na linguagem popular, “comprar a folha de pagamento”. O edital havia sido lançado desde o dia primeiro de fevereiro. Por conta da ausência de proposta, o processo licitatório (pregão eletrônico) foi considerado deserto. De acordo com publicação no Diário Oficial dos Municípios, o valor mínimo aceitável seria R$ 2 milhões.

 

Atualmente, esse serviço está sob a responsabilidade do Banco Santander. A última venda de folha de pagamento da Prefeitura de Limoeiro ocorreu na gestão do ex-prefeito João Luís (MDB), quando a entidade atual apresentou a maior proposta financeira naquela ocasião, retirando a operacionalização da Caixa Econômica Federal que durava cerca de dez anos. Antes, as contas bancárias dos servidores eram administradas pelo Banco do Brasil.

 

Saiba Mais – De acordo com o Portal de Compras Públicas, licitação deserta é quando nenhuma empresa se inscreve para os processos licitatórios lançados pelo poder público através de editais. No pregão eletrônico, por exemplo, a licitação deserta ocorre quando o pregoeiro abre a sessão e verifica que nenhuma empresa ofereceu proposta para o objeto sendo licitado. A legislação permite, desde que não gere prejuízo à gestão pública, o lançamento de novo edital convocatório.

Blog do Agreste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Orlando confirma Zé de Nena como seu vice novamente e quebra tabu

  Na noite desta quarta-feira, em Limoeiro, o prefeito Orlando Jorge (Podemos) oficializou a escolha do atual vice-prefeito Zé de Nena Barbo...